Animais mais raros do mundo: descubra quais são

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:
animais mais raros do mundo

A natureza pode ser uma caixinha de surpresas, e a cada dia que passa nos fascina um pouco mais com uma nova descoberta sobre as belezas que ela carrega. Isso pode se aplicar aos diversos tipos de plantas, flores e frutos, como também à imensa gama animais mais raros do mundo. 

Mas a triste realidade é que a raridade desses animais se deve às ameaças de extinção que alguns deles sofrem há muitos anos e tornam eles cada dia mais difíceis de serem reproduzidos e encontrados. Confira agora uma lista dos 10 animais mais raros do mundo: 

O Leopardo-de-amur é um dos animais mais raros do mundo?

Sim! Também chamado de leopardo-siberiano, o Leopardo-de-amur é uma das subespécies mais raras de leopardo. Atualmente, existem cerca de 50 exemplares dele no mundo. Ele é encontrado na região de Primorye, na Rússia, e em algumas regiões da China que fazem fronteira com o território russo.

Macaco-Sem-Nariz-De-Mianmar

Com características muito peculiares como as caudas longas, barbas e orelhas de pontas brancas, estima-se que existam apenas 100 exemplares vivos deste animal. O macaco-sem-nariz-de-Mianmar vive majoritariamente na China e está ameaçado de extinção principalmente devido à construção de estradas em seus habitats, promovidas por empresas chinesas.

O antílope branco é um dos animais mais raros do mundo?

saiba mais sobre animais mais raros do mundo

Também conhecido como Addax, o Antílope Branco é um animal que, atualmente, só pode ser encontrado na parte nigeriana do deserto do Saara. Ele se alimenta, em grande parte, de vegetação rasteira, ervas e leguminosas. Por serem bem adaptados ao clima desértico, esses animais podem viver sem água durante longos períodos de tempo. Entretanto, devido à caça e ao turismo, a população dessa espécie caiu muito nos últimos anos. Estima-se que existam apenas 300 indivíduos selvagens vivos, atualmente. 

Orangotango-de-sumatra

Encontrado apenas na ilha de Sumatra, o número total da população dessa espécie de orangotango caiu em cerca de 80% nos último 75 anos. Estima-se que existam apenas cerca de 7,3 mil exemplares dele. O seu risco de extinção cresce a cada dia devido à exploração madeireira em seu habitat. 

Íbis-eremita

O íbis-eremita é uma ave migratória encontrada em lugares semidesérticos ou rochosos, geralmente perto de rios. Esse animal foi considerado extinto por muitos anos, até que em 2002, foi redescoberto no deserto sírio perto de Palmyra. Estima-se que existam cerca de 500 aves restantes no sul de Marrocos e menos de 10 na Síria. Uma curiosidade interessante sobre o íbis-eremita é que, segundo uma lenda turca, ele foi uma das primeiras aves que Noé soltou da arca, como um símbolo de fertilidade e, desde então, as pessoas acreditam que ele carregue essa boa sorte. 

Musaranho-Elefante

Um dos animais mais raros de serem encontrados, essa espécie que é prima dos elefantes, pesa 28 gramas e ficou desaparecida da natureza por quase 52 anos, até que em 2019 foi fotografada em uma expedição científica no Djibouti, país africano. O animal que é original da Somália, pode pesar até 700g e impressiona por conta do seu nariz em forma de trompa. Atualmente, os cientistas têm conhecimento da presença de apenas 16 exemplares dessa espécie ao redor da África. 

Aye-Aye

Natural de Madagascar o Aye-Aye é parente dos lêmures e considerado uma verdadeira raridade; a única subespécie ainda viva de sua família. Isso porque as pessoas criaram lendas acerca da aparência nada simpática desse animal, fomentando a caça desenfreada dessa espécie. Uma das lendas mais conhecidas diz que seu longo dedo médio serve para amaldiçoar as casas que ele visita durante a noite.  

Rafetus swinhoei

Esta tartaruga está em primeiro lugar quando o assunto é sobre animais mais raros do mundo. A espécie Rafetus swinhoei conta com apenas 3 exemplares divididos em lagos ao redor do Vietnã e em um zoológico da China. Elas podem chegar até 1 metro de comprimento e pesar 180 quilos. Em 2019, a última fêmea viva morreu com 90 anos após tentar ser inseminada em um zoológico da China e, agora, pela impossibilidade de reprodução, a espécie encontra-se em risco de extinção.  

Gostou do conteúdo? No site da Cobasi, encontre produtos para roedores, répteis, primatas e outros pets. Além disso, você também pode ver mais curiosidades interessantes sobre outras espécies de animais aqui:  

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário