O que é Aspidistra elatior e porque ter uma em casa

Por Cobasi

Compartilhar:

Responda rápido: o que é uma Aspidistra elatior? Se você respondeu sem utilizar um mecanismo de busca, parabéns, você provavelmente é um botânico ou jardineiro experiente. Agora, se você não faz ideia do que se trata, continue no texto para saber o que é e porque você deveria ter uma em casa.

Sim, a Aspidistra elatior se dá bem dentro de casa. Na verdade ela se dá bem em quase qualquer lugar porque pouca coisa abala sua força. Ainda não adivinhou? Tudo bem, chega de mistério: estamos falando de uma planta, mas não uma planta qualquer.

De onde vem a Aspidistra elatior

Natural de Taiwan e das ilhas mais ao Sul do Japão, esta planta representante da família dos aspargos é uma herbácea tão resistente que ganhou o apelido entre os habitantes do sudeste asiático de “planta de ferro fundido”.

Não por acaso, estamos falando de uma planta forte, vistosa e de muito fácil cultivo, motivo pelo qual elas têm conquistado os jardineiros que precisam cuidar de suas plantas em vasos ou em lugares com pouca luz solar.

E quem pensou em apartamento, pensou certo. Elas são uma das melhores apostas para plantas de interior e podem ser a solução para trazer um pouco de vida aos cantos escuros da casa. Ah, outra vantagem é que a Aspidistra não é tóxica para os pets!

Tipos e características

Além da resistência e vigor, as aspidistras também são plantas muito bonitas e volumosas, permitindo lindas composições na decoração. Suas folhas são largas brilhantes e em forma de lança.

Em geral, a “planta de ferro fundido” mede entre 40 e 60 centímetros de altura, mas em algumas ocasiões elas podem atingir quase um metro. A aspidistra não tem raízes, mas sim rizoma, que é quando o caule cresce dentro ou paralelo à terra e fazendo a função da raiz.

Suas flores ficam escondidas embaixo da touceira e saem direto do rizoma. O efeito é interessante: pequenas flores arroxeadas que pipocam direto do solo!

Porém, a beleza da planta está mesmo nas folhas. Quando a Aspidistra elatior tem pontinhos de cor creme nas folhas é chamada de Maculata e quando são listras e estrias brancas o nome é Variegata. 

Como cultivar Aspidistra elatior

Embora seja resistente a ponto de ser comparada ao ferro fundido, a Aspidistra elatior, como todo ser vivo, precisa de cuidados para crescer forte e saudável.

A propagação é feita com os rizomas que contenham pelo menos uma gema de folha. Se for plantar em vasos escolha aqueles que tenham a boca larga para os rizomas se desenvolverem. Não se preocupe muito com a profundidade, essa é uma planta rizomática e se desenvolve na superfície.

Forneça um substrato rico em matéria orgânica, solto e permeável. É muito importante garantir uma boa drenagem do local do plantio, pois essa planta gosta de regas regulares, mas pode adoecer em solos encharcados.

Outra dica é evitar a luz solar direta para que as folhas de sua Aspidistra não queimem. Dê preferência aos espaços bem iluminados para que ela se desenvolva plenamente, porém, se o único espaço que você tiver for um cantinho sombreado não tem problema, sua planta ainda vai sobreviver.

Agora quem quiser se aventurar no mundo encantado da jardinagem, mas ainda não sabe muito bem como cuidar das plantinhas, não tem mais desculpa. A planta ferro fundido resiste até aos jardineiros mais inexperientes!

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário