É possível ter cachorro e calopsita?

4 de março de 2021

Aves, Cachorros
É possível ter cachorro e calopsita?

De maneira geral, a resposta para essa pergunta é sim! Mas como em qualquer outra parceria, cachorro e calopsita precisam ser socializados com sucesso para que possam conviver sem riscos e sem sustos.

Cachorro e calopsita: quanto menor, melhor

Se você sonha em ter um cachorro e uma calopsita convivendo como irmãos, as chances de obter sucesso são maiores caso os dois comecem a conviver desde cedo, enquanto ainda são filhotinhos. Assim, você poderá ensiná-los que são companheiros e que ambos recebem quantidades iguais de alimento, atenção, amor e afeto de você e de outros tutores que moram na mesma casa.

Se você já tem um cachorro em casa e vai receber uma calopsita, deixe a ave na gaiola nos primeiros dias de convívio para acostumar o cão ao novo morador. Vale lembrar que as grades da gaiola precisam ser mais estreitas, para evitar tragédias como o cachorro puxando a ave pelas frestas.

Que tipo de cachorro você tem?

Que tipo de cachorro você tem?

Aqui, não estamos falando em raça, porte, idade… Para ter cachorro e calopsita, nada disso é tão importante quanto o temperamento do seu amigo de quatro patas. Isso porque cachorros que já demonstram ciúme e agressividade quando observam seus tutores interagindo com outras pessoas têm muito mais propensão a atacar uma calopsita, ou qualquer outro novo pet, do que aqueles cachorros que são muito dóceis e carinhosos.

Se você tem um cachorro temperamental, é uma boa ideia rever a decisão de ter uma calopsita também. Caso opte por ir em frente mesmo ciente dos riscos, não deixe nunca os dois pets juntos sem supervisão, especialmente se a calopsita estiver fora da gaiola. Isso é convite para uma tragédia, e temos certeza de que ninguém quer que essa história tenha um final triste.

Se, por outro lado, você tem um cachorro muito dócil, do tipo que é gentil mesmo com as menores criaturas, ainda que seja um gigante em termos de raça e porte, as chances de ficar tudo bem entre ele e uma calopsita são bem grandes.

Mantenha a calopsita na gaiola durante vários dias para observar como ambos se comportam. Somente depois de ver vários indícios de que estão tranquilos, comece a soltar a ave. Mantenha-se sempre por perto e não desvie a atenção, pois basta um segundo para tudo desandar. 

Cachorro e calopsita: amor, carinho e atenção em dose dupla

Amor, carinho e muita atenção

Um dos principais motivos de desavenças entre pets que moram na mesma casa é o ciúme do tutor. Por isso, se você quer ser tutor da dupla cachorro e calopsita, e já tem um peludo em casa, não deixe de dar atenção ao seu cão por conta da novidade. Continue fazendo as mesmas brincadeiras, mantenha a rotina de alimentação e passeios, e dê bastante carinho. Se o seu cachorro não se sentir deixado de lado pela presença do novo morador, as chances de aceitar a calopsita e conviver harmonicamente com ela aumentam muito, pois ele não a verá como uma ameaça.

Durante os momentos em que o cachorro e a calopsita estiverem juntos e na sua presença, procure tornar a atmosfera tranquila e agradável. Isso enviará ao seu cachorro a mensagem de que não há com o que se preocupar, pois ele não está sendo substituído. Amor é o segredo!

Quer continuar a leitura? Confira os artigos que preparamos para você: