Cachorro mancando? Confira possíveis causas!

Compartilhar:


cachorro mancando

Ao perceber um cachorro mancando, muitas coisas podem passar pela cabeça do tutor. E isso, de fato, pode significar muitas questões diferentes, cada uma com seu grau de risco.

Portanto, preparamos um texto com as principais causas que resultam no pet mancando. Quer descobrir? Então continue com a gente!

Principais causas do cachorro mancando

Ao encontrar o cachorro mancando de repente, os tutores, naturalmente, ficam muito preocupados! Afinal, ninguém gosta de ver seu animal de estimação com dores e cabisbaixo. Mas, na verdade, existem diversos motivos por trás do sintoma. A causa pode estar relacionada a torções após exercícios, farpas ou pequenas fraturas. Por isso, o diagnóstico correto deve ser dado por um veterinário de confiança.

Mas, para te ajudar, listamos alguns dos principais problemas que causam este problema em cães. Confira!

1. Cachorro mancando por ferimentos nas patas

Esse é um dos motivos mais óbvios capazes de fazer o animal mancar. Geralmente, esses ferimentos estão localizados nos coxins, isto é, as “almofadas” fofas e sensíveis nas patas do pet.

Podem aparecer após caminhadas na rua ou caso ele pise em algo pontiagudo, como farpas de madeira, fazendo com que o pet sinta dor ao apoiar o peso no chão. Além disso, é possível que aconteça também com cães estressados, que lambem e mordem suas próprias patas de modo excessivo. Portanto, se você perceber o cachorro mancando, não deixe de conferir os coxins do animal!

2. Cachorro mancando por displasia coxofemoral

cachorro mancando

O desencaixe entre a cabeça do fêmur e os ossos da pélvis recebe o nome de displasia coxofemoral. Essa lesão apresenta cinco graus, indo do mais ao menos grave, e normalmente é um impasse genético.

Na maioria dos casos, os tutores só percebem o problema a partir do grau 4, o que dificulta o tratamento. Isso porque, quanto mais cedo o pet for diagnosticado, mais rápido ele começa a tomar medicamentos para se sentir melhor. Contudo, pode ser necessário que ele passe por uma cirurgia.

Embora a displasia coxofemoral possa afetar raças pequenas, a maior ocorrência da doença está nos cachorros de grande porte, tais como:

  • Labrador Retriever;
  • Pastor Alemão;
  • Fila Brasileiro;
  • Golden Retriever;
  • São Bernardo;
  • Rottweiler.

3. Cachorro mancando por artrite

Assim como em seres humanos, a artrite em cachorros diz respeito à inflamação das articulações. A doença pode acontecer devido às condições de saúde (como doenças e infecções), mas é super comum que apareça por desgaste natural das juntas também.

Essa doença é mais frequente em animais idosos, mas, além disso, afeta também aqueles que estão acima do peso ou se esforçam muito. A artrite é a grande responsável por dores e pode deixar o cachorro mancando, sendo necessário o uso de medicamentos e uma visita ao veterinário.

4. Vacinação

cachorro deitado triste dormindo

Ao notar o cachorro mancando depois da vacina, pode ser que o pet esteja com dor na região, principalmente quando ela é aplicada em locais próximos às patas traseiras. Mas não se preocupe! Nesses casos, o problema melhora naturalmente em até três dias. Para isso, é só manter o pet quietinho e fazer compressas geladas no local do desconforto.

5. Cachorro mancando por luxação da patela

A patela é um dos ossos presentes nos joelhos do cachorro, podendo começar a se mexer de modo incorreto, assim como na displasia coxofemoral. Essa movimentação acaba gerando a luxação e, consequentemente, muita dor ao pet.

A luxação da patela possui vários graus de intensidade e é genética. Na maioria das vezes, acaba atingindo raças de porte pequeno, como:

  • Shih Tzu;
  • Poodle;
  • Chihuahua;
  • Lhasa Apso;
  • Pequinês;
  • Pug;
  • Yorkshire;
  • Spitz Alemão.

6. Problemas derivados de trauma, luxação ou fratura

Quando o pet sofre um trauma, uma fratura ou luxação, é comum que manque e sinta dor na região afetada. Esses problemas podem ser causados por:

  • fraturas ósseas;
  • ruptura de ligamento;
  • esforço excessivo;
  • quedas;
  • atropelamento.

Em qualquer um desses casos, leve seu cachorro ao médico-veterinário o mais rápido possível.

7. Hérnia de disco

A hérnia de disco é uma doença degenerativa que atinge cães de pequeno porte. Ela causa muita dor, desconforto e dificuldade na locomoção. Os animais podem ter relutância para andar e rigidez no pescoço.

Cuidados ao observar o cachorro mancando

cachorro mancando deitado triste

Assim que observar o pet mancando, não pense duas vezes antes de levá-lo ao médico-veterinário. Afinal, somente ele saberá exatamente o que fazer para eliminar a dor do animal.

Muitas vezes, a única indicação é a cirurgia. Portanto, o suporte de um profissional treinado e capacitado para realizar um serviço de excelência é indispensável!

Remédio caseiro para cachorro mancando

Não siga receitas de remédios caseiros disponíveis na internet! É muito comum que tutores fiquem tão preocupados com o animal de estimação que procuram qual remédio dar ao cão e encontram diversas receitinhas.

No entanto, receitas caseiras estão proibidas, porque podem piorar a situação do bichinho! Sendo assim, ao primeiro sinal de que seu pet está com esse problema, o que o tutor responsável deve fazer é levá-lo ao médico veterinário. Afinal, é o profissional quem dá o diagnóstico correto, de acordo com os sintomas, idade, raça, sexo e porte do pet.

Então após uma série de exames e com o diagnóstico oficial em mãos, o médico é responsável por indicar o melhor tratamento e remédios. Assim os tutores podem cuidar do seu bichinho com segurança e eficiência.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário