Cachorro para apartamento: dicas para viver melhor

13 de julho de 2020

Cachorros, Comportamento Animal
Dois cachorro para apartamento deitados no sofá

A companhia de um cachorro é tudo de bom. Além do amor incondicional, eles são fiéis, carinhosos e muito divertidos. O verdadeiro amigo do homem! Porém, muitas pessoas ficam com o pé atrás na hora de ter um pet em um local pequeno, como um apartamento. No entanto, a verdade é que qualquer um pode ter um cachorro para apartamento, basta avaliar seu comportamento e investir em uma rotina saudável com o seu amigo.

Continue a leitura e saiba como ter um cachorro para apartamento.

Cachorro para apartamento pequeno

Ao contrário do que muitos pensam, cachorro para apartamento pequeno não é aquele que tem porte pequeno ou miniatura. O cachorro ideal para esses ambientes com metragem reduzida, é aquele com temperamento mais tranquilo. Cachorros mais agitados – tanto pequenos quanto médios e grandes – também podem viver bem em um apartamento. No entanto, algumas adaptações devem ser feitas na rotina dele e na sua.

Por isso, é uma verdade quando dizem que existem raças de cachorro para apartamento. O que as pessoas confundem muito é que isso indica o tamanho do pet, quando na verdade faz referência ao temperamento. 

Muito mais que o comportamento do animal, o que define um bom cachorro para apartamento pequeno é a rotina que você oferecerá para ele. Isso mesmo, o bem-estar e a adaptação de um pet depende de você!

O segredo para oferecer uma vida boa para um cachorro dentro de apartamento é a rotina. Enquanto animais mais tranquilos demandam menos passeios diários e atividades, como brincadeiras. Aqueles agitados precisam de gasto de energia e distração mais intensos. 

 Veja dicas para cuidar bem do seu pet em um apartamento pequeno.

Passeios diários

Cães são verdadeiros exploradores, por isso precisam passear para cheirar lugares diferentes, ouvir sons e ver outros animais e pessoas. Além disso, essa atividade ajuda na manutenção do peso, no fortalecimento muscular e no gasto de energia. Reserve ao menos um tempo durante a manhã e noite para estas caminhadas. Cães que passeiam têm mais bem-estar físico e mental e são mais felizes e saudáveis. 

Lembre-se que quanto mais hiperativo o pet, mais tempo você precisa passear com ele. Isso significa sair mais vezes por dia e fazer percursos maiores. Alguns cães mais agitados, podem se beneficiar de corridas. Saúde para você e para seu pet!

E se tem saída na rua, também tem o uso dos acessórios para passeios. Escolha a coleira, o peitoral e a guia mais adequados para seu cachorro. Eles devem ficar juntos no corpo para que o animal não consiga fugir, mas também sem apertar ou incomodar. Nunca esqueça da placa de identificação e do saquinho higiênico.

Brinquedos para cachorro

Brinquedos para cachorro para apartamento

Mesmo em casa, muitas vezes estamos ocupados e não podemos dar atenção para o pet. Isso é normal e o importante é encontrar alternativas para entreter seu cãozinho.  Além dos tradicionais brinquedos para cachorro, aposte nos brinquedos com dispenser, próprios para enriquecimento ambiental. Eles são ótimos para atividades lúdicas, em que o pet gasta energia, se diverte, aprende e ainda é recompensado com ração ou petiscos. 

Saiba mais sobre enriquecimento ambiental.

Os brinquedos interativos também são ótimas opção para os cachorros que ficam sozinhos. Deixe sempre bolinhas, ossinhos e outros itens disponíveis para seu pet se entreter com você em casa ou não.

Dedique um tempo exclusivo para o seu amigo

Muito mais do que o espaço onde o pet vive, se preocupe em dar a atenção suficiente para o seu cachorro. De nada adianta só lembrar do bichinho quando bater o tédio, por exemplo. Separe algumas horas do seu dia para dar carinho, brincar e passear. Ele vai adorar a atenção e ficar mais tranquilo e melhor em um ambiente pequeno.

Você não tem muito tempo e mesmo com as dicas acima seu cachorro continua agitado? Procure deixá-lo dois ou mais dias por semana em creches, escolhinhas e day care para cães. São locais seguros que fazem diversas atividades para enriquecer a rotina dos bichinhos.

Agora você já sabe que não existe uma raça ou um porte de cachorro para apartamento. O que realmente importa para um pet viver bem é o tutor adaptar a rotina para as necessidades do cãozinho. Tamanho do espaço reservado para o cão, rotinas de passeio, horas sozinho em casa, método de adestramento, barulho da vizinhança… tudo isso influencia e é papel do tutor estar preparado para compensar com uma rotina mais saudável.

Cachorros sozinhos em apartamento

Todo cachorro é para apartamento
O tutor é responsável por adaptar a rotina para o cachorro viver bem em apartamento

A vida profissional toma tempo no dia a dia das pessoas e, às vezes, o pet precisa ficar sozinho em casa. Vai sair para trabalhar? Não se esqueça de arrumar passatempos para o pet. Os brinquedos para cachorro são ótimas opções para entreter seu pet, melhor ainda quando possuem dispenser de alimentos. Por falar em comida, substitua a refeição da manhã ou tarde por brincadeiras. Isso mesmo! Esconda a ração do cachorro em brinquedos e em alguns lugares da casa. A caçada pelo alimento proporciona distração, aprendizagem e gasto de energia.

Outra ideia é investir nas creches para cachorros. Como já comentamos, esses locais socializam o animal e colaboram para o gasto de energia. São ótimas opções para cães agitados em apartamento.

Viu só como é possível ter qualquer cachorro para apartamento? Você pode até pesquisar por cães de raças pequenas para apartamento ou que se adaptem melhor a lugares pequenos. No fim, se ele for de raça ou um vira-lata carinhoso, o importante é dedicar tempo e adaptar sua rotina.

Gostou do texto? Separamos alguns posts sobre comportamento para você: