Cachorro pode comer coco? Descubra!

Por Cobasi

Compartilhar:
cachorro pode comer coco

O coco é uma fruta muito popular no Brasil, rica em minerais, fibras e vitaminas. Mas você já parou para pensar se cachorro pode comer coco? De início, a resposta é sim. Mas neste texto você descobrirá todos os detalhes sobre o assunto e a melhor forma de inserir o alimento na dieta do seu pet. Vamos lá?!

Afinal, cachorro pode comer coco?

O coco não apresenta nenhuma possibilidade de intoxicação para os pets, desde que oferecido com moderação. Quando cru, o alimento conta com nutrientes antioxidantes, portanto, é uma opção muito saudável. Além disso, a fruta é rica em gorduras que beneficiam o animal.

No entanto, assim como com qualquer outro alimento, lembre-se de oferecer uma quantidade pequena e em momentos específicos, pois a alimentação principal sempre deve ser a ração. O coco não substitui esse papel.

cachorro pode comer coco

Principais cuidados ao oferecer coco para o cachorro

Um dos principais cuidados a serem tomados é retirar completamente a casca do coco antes de oferecer a fruta ao cachorro. Por ser muito dura, a ingestão da casca pode provocar uma obstrução do intestino do pet, causando dor ao animal.

Além disso, o tutor deve oferecer a fruta apenas como um agrado, para modificar um pouco a alimentação do cachorro. Afinal, tudo que é oferecido em excesso pode acabar fazendo mal para ele.

Principais vantagens de o cachorro comer coco

Como o coco possui altos índices de fibras, ele consegue regular os processos do intestino, deixando-o forte e resistente. Assim, a fibra acaba auxiliando também o processo de digestão do animal, fazendo com que ele absorva mais nutrientes no dia a dia, além de outros pontos listados a seguir.

  • Deixar as fezes mais saudáveis: as fibras fazem com que todo o processo de defecação do animal seja mais tranquilo e saudável. Uma alimentação que inclui as fibras presentes no coco auxilia na consistência das fezes, eliminando impasses como diarreia e intestino preso e melhorando o procedimento de defecação diária do seu cãozinho.
  • Com uma alimentação saudável, os cachorros podem apresentar uma frequência de defecação mais regular, o que pode ser muito bom para os tutores.
  • Pressão arterial na medida correta: o coco também possui boa quantidade de potássio, que é um nutriente essencial para o bom funcionamento do organismo dos pets, já que ele pode regular os batimentos cardíacos e a pressão arterial.

Portanto, o coco ajuda a manter a pressão arterial estável, eliminando possíveis problemas como a pressão alta, que pode fazer com que os cachorros tenham fraqueza, tontura e até mesmo desmaiarem.

O que podemos concluir com isso?

Sendo assim, podemos concluir que o coco, quando oferecido na medida correta, é uma excelente opção para os cachorros, principalmente por sua grande quantidade de fibras benéficas à saúde.

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário