Cardeal: característica da ave e como cuidar

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:
pássaro cardeal no galho

O Cardeal é um pássaro de origem brasileira e, por pertencer a fauna nacional, não pode ser mantido em cativeiro sem a autorização do IBAMA, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Sua cabeça avermelhada, seu belo canto e seu tamanho reduzido torna ele uma das aves mais apreciadas.

Símbolo da região sul do país, o pássaro Cardeal foi escolhido para esse posto por ser valente ao defender seu território. Essa pequena ave ainda recebe os nomes de Cardeal-do-sul, Cardeal Vermelho e Cardeal-do-Topete-Vermelho. Paroaria coronata é seu nome científico e pertence ao gênero Paroaria da ordem dos Passeriformes.

Além do famoso Cardeal-do-Sul, outras espécies também povoam o solo – ou os ares – brasileiros. São eles: Cardeal-do-Nordeste (Paroaria dominicana) também chamado de passarinho Galo de Campina, Cardeal-da-amazônia (Paroaria gularis) e Cardeal-de-goiás (Paroaria baeri).

Conheça mais sobre este pássaro singular, suas características e descubra se é possível ter um pássaro Cardeal em casa.

Características do pássaro Cardeal

O passarinho Cardeal tem apenas 18 centímetros de altura e encanta por onde passa por ter um canto inesquecível. O canto do Cardeal é considerado um dos mais bonitos e se destaca por seu tom grave intercalado com assobios curtos. Quando machos encontram uma fêmea, eles formam belos duetos musicais.

Não é só o canto do Cardeal, que torna essa ave uma das mais admiradas. O pássaro se destaca por outros motivos.

Suas plumas possuem colorações de um exuberante vermelho. Esse, inclusive, é o motivo do seu nome. Entre as várias curiosidades que vamos contar aqui, a origem do nome Cardeal, certamente é muito interessante. O pássaro foi batizado dessa forma por ter um topete vermelho que vai da cabeça ao dorso e que lembra a roupa dos cardeais da Igreja Católica.

Apesar de não ser incomum ouvir um Cardeal cantando e seu famoso topete chamar muita atenção, esse é um pássaro calmo e tranquilo a não ser por um detalhe. Esse passarinho tem um comportamento extremamente territorial. Valentes e defensores dos seus lares, a maioria dos Cardeais não aceita dividir espaço com outros do mesmo sexo. Esse comportamento torna comum que esses pássaros sejam vistos sozinhos ou em casais.

O pássaro Cardeal é incrível, não é mesmo?! Muitas pessoas devem querer ter um desses dentro de casa. Mas considerando que são aves da fauna nacional, será que eles podem ser criados em cativeiro? Vamos descobrir!

Pode ter um Cardeal em casa?

Para quem é fã desse exuberante pássaro, a notícia é boa: é possível criar um Cardeal em cativeiro. A compra deve ser feita somente em um criador regulamentado pelo IBAMA, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Isso garante a saúde e o bem-estar do pet.

Antes de adquirir um pássaro Cardeal, no entanto, é importante conhecer muito sobre a espécie, saber se ele combina a sua rotina e se você consegue oferecer qualidade de vida para a ave.

Esta espécie não gosta de lugares apertados onde não possa voar. Sendo assim, é preciso criar um viveiro de pássaro amplo para garantir que o Cardeal estará confortável na sua “casa”. Por isso, se prepare para investir em uma gaiola grande e que ocupa espaço.

Além disso, a estrutura precisa ser instalada longe de correntes de vento e, no inverno, o local requer atenção especial para manter a temperatura amena. No verão, é recomendado deixar uma pequena banheira no viveiro para o pássaro se refrescar.

Por falar em gaiola, se você pretende ter um casal de Cardeais, o viveiro deve abrigar as duas aves com conforto. O ideal é dobrar o tamanho necessário para apenas uma delas. As gaiolas de reprodução costumam ter o comprimento de 1 metro e a altura de 50 centímetros. Nelas, ainda existem divisórias, caso seja necessário separar a fêmea de Cardeal do macho.

Além de um espaço amplo para o pet, prepare a gaiola com brinquedos para aves, poleiro e ninho.

Para completar o manejo adequado dessa ave, vamos expor tudo sobre a alimentação do Cardeal!

O que esse pássaro come?

cardeal na natureza

Assim como a gaiola deve ser ambientada para que represente a natureza e forneça qualidade de vida ao pássaro, a alimentação também deve seguir dessa forma.

A alimentação do pássaro Cardeal é rica e variada. Ela consiste em uma mistura de alpiste, sementes de girassol e algumas frutas, verduras e legumes, à exemplo de:

  • Maçã
  • Banana
  • Mamão
  • Couve
  • Alface
  • Pepino

No entanto, isso não basta e é importante fornecer ração para Cardeal, uma rica mistura feita com amendoim, amendoim com casca, aveia, ervilha, girassol, milho e outros ingredientes que colaboram para uma dieta equilibrada e saudável. Nunca ofereça alimentos por conta própria e consulte um médico veterinário  especializado em animais silvestres para desenvolver uma dieta saudável para o bichinho.

Além de ração, alpiste, frutas e vegetais, você sabia que o Cardeal gosta de petiscos? Essa ave gosta de pequenos insetos, como larvas de tenébrio, grilos e cupins. Invista nesses alimentos como complementares à dieta de acordo com a orientação do seu veterinário de confiança.

E não é só o comedouro do Cardeal que merece atenção. O bebedouro deve ser mantido com água limpa e trocada diariamente. Isso é essencial para manter o animal hidratado e saudável.

Qual o tempo de vida do Cardeal?

Em cativeiro, um exemplar desta espécie costuma viver cerca de 15 anos. Esse tempo é para animais bem cuidados com acompanhamento veterinário, ambiente adequado e alimentação de qualidade.

Se você não quer deixar o seu pet sozinho, você pode formar um casal e até ter filhotes. O cruzamento entre machos e fêmeas de Cardeal gera entre 3 e 5 ovos de coloração azul-verde com manchas pretas. O período de chocagem gira em torno dos 12 dias e é o momento em que as fêmeas ficam um pouco agressivas. Por isso, dê espaço, respeite e talvez até use a divisória da gaiola de acasalamento.

Por mais que ter uma ave possa trazer alegria aos seus dias, ainda mais o Cardeal com seu belo canto, é preciso realizar visitas de rotina em um veterinário especializado em animais silvestres e dar a devida atenção ao pet. Este profissional é o melhor amigo da saúde e bem-estar da ave.

Acompanhamento com especialista

Se você optou por ter um pet diferente de um cão ou gato, aqueles que são considerados animais domésticos, é fundamental se preparar oferecer tudo o que ele precisa. Um dos principais cuidados é fazer o acompanhamento da saúde com um médico veterinário especialista em animais silvestres e exóticos.

Apenas um profissional especializado poderá acompanhar o seu pet e orientar você sobre o manejo adequado.

Agora que você já sabe tudo sobre o pássaro Cardeal, que tal conhecer mais sobre outras aves que podem ser criadas em cativeiro? Veja dicas de saúde, alimentação e enriquecimento ambiental nos posts do Blog da Cobasi:

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

2 Comentários

  1. César da Silva Bitelo disse:

    Qual o tamanho ideal de gaiola ou viveiro ideal para um cardeal acasalado

    • admin disse:

      Oi, Cesar! Como vai? A recomendação é usar uma gaiola que abrigue confortavelmente as duas aves (normalmente duplicando a área recomendada para uma só ave). A título de comparação, as gaiolas de reprodução costumam ter por volta de 1 m de comprimento, por 50 cm de altura e largura. As de reprodução possuem uma divisória, limitando os espaços, para caso seja necessário a separação.

Deixe o seu comentário