Carrapato estrela: conheça os riscos e como evitá-los

Compartilhar:


cachorro com carrapato na orelha

Entre as principais preocupações entre os tutores de pets, o carrapato estrela desponta como a maior. Isso porque, esse parasita oferece diferentes riscos aos animais e ainda pode transmitir doenças, inclusive, para os seres humanos. Saiba como se prevenir! 

Carrapato estrela: cuidados e sintomas

Sabemos que independente de qual espécie seja o carrapato, eles são amplamente prejudiciais aos cães. Isso porque, eles se alimentam diretamente do sangue do animal, podendo transmitir sérias doenças durante essa “invasão”.

Os carrapatos podem ser facilmente encontrados em locais de arborizados e de grama alta, que são locais onde os cães adoram correr para brincar, por isso, todo cuidado é pouco. 

O carrapato estrela, por exemplo, é um dos mais comuns no Brasil e ele transmite doenças graves que podem ser fatais aos cães, entre eles:

  • Babesiose;
  • Erliquiose;
  • Doença de Lyme.

Além delas, também está a febre maculosa que causa febre alta, vômito, diarreia, edema no focinho e na pata e ainda sangramento nasal, nas fezes e na urina. Para que a infecção dessa doença ocorra, o carrapato precisa sugar por, no mínimo, quatro horas o sangue do animal

Meu cachorro está com carrapato, o que fazer?

Por ser visível a presença do carrapato no pelo dos cães, é comum que os tutores tentem removê-los com as próprias mãos. No entanto, essa não é uma atitude indicada, uma vez que ao ser retirado de forma errada o carrapato pode deixar no interior do cão algumas partes do seu corpo. Por isso, a procura de médicos veterinários é a melhor opção para esses casos. Os profissionais contam com pinças específicas para a remoção de carrapatos, extraindo-os sem que o cão seja prejudicado. 

Existem também alguns remédios e coleiras antipulgas e carrapatos que podem ser aplicados diretamente no pelo do animal. Caso exista alguma dessas pragas, elas são eliminadas em pouco tempo, por volta de 48 horas. Para utilizar esse produto, é necessário verificar qual a melhor marca para a raça do pet, considerando seu tempo de vida, peso e tamanho

Como prevenir a infestação de carrapatos?

quais os sintomas da doença do carrapato no pet sendo examinado

Caso não seja a primeira vez que você identifica a presença de carrapatos no seu animal, é necessário investigar qual o local que pode estar com a presença desses parasitas. Isto é, por ter como habitat locais de mato alto, procure levar o cachorro para passear em outros ambientes, onde eles não tenham acesso a um gramado alto, por exemplo.

Como esses parasitas também podem se instalar no corpo humano, pense em alguns cuidados para se prevenir também caso esteja em ambientes rurais, por exemplo:

  • Examine seu corpo com frequência, a cada 2 horas;
  • Use roupas claras, assim é mais fácil identificar os parasitas;
  • Ande em trilhas, é menos comum a presença de carrapatos nela;
  • Use botas de cano alto e ainda coloque as barras das calças para dentro da meia;
  • Caso encontre carrapatos, a melhor opção é os queimar. Estourá-los podem fazer com que a sua bactéria penetre em algum ferimento na sua mão. 
  • Ferva as roupas quando chegar em casa.

Gostou das nossas dicas sobre o carrapato estrela? Leia mais sobre em nosso blog:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário