Catarata em gatos: como identificar e cuidar

Compartilhar:


A catarata em gatos é uma condição relativamente comum. Ela acontece quando a lente do olho que dá foco nas imagens vai se tornando opaca.

Antes de entender como identificar e tratar a catarata em gatos, vamos descobrir um pouco mais sobre essa condição e o que pode provocar o desenvolvimento da catarata.

Entendendo a catarata

O olho é composto por diversas partes que desempenham diferentes funções. Funciona assim, para enxergarmos qualquer imagem nós precisamos focá-las. Para isso, o olho tem uma espécie de lente que focaliza as imagens: o cristalino.

Para entender o cristalino, pense em óculos embaçados ou sujos. Não dá para enxergar muita coisa com eles, não é mesmo? Pois a catarata acontece justamente quando o cristalino vai se tornando opaco. Assim as imagens perdem a nitidez e chegam embaçadas no nervo ótico responsável por levar as imagens ao cérebro.

Todo gato pode ter catarata, mas existem alguns fatores podem desencadear a doença.

O que pode provocar catarata em gatos

A catarata felina é mais comum entre algumas raças de gato como o birmanês, o inglês de pelo curto e o himalaio. Além disso, a catarata em gatos também é mais frequente depois de doenças ou lesões.

Nesse daso, a inflamação no olho é o principal fator de risco. Durante a inflamação, o organismo do animal pode não reconhecer o cristalino do olho e passar a atacá-lo.

Há ainda outros fatores que podem levar ao surgimento da catarata, entre eles uma nutrição desequilibrada, câncer e machucados no olho, por exemplo.

Como identificar?

Como vimos, a catarata acontece quando a lente do olho se torna opaca e não consegue mais focar as imagens. Esse é um processo que acontece aos poucos. Geralmente, só se percebe o dano no cristalino quando a doença já está instalada há muito tempo.

Por isso é tão importante o acompanhamento periódico do animal com um veterinário. Exames de rotina podem identificar a catarata ainda em seu estágio inicial. Os olhos brancos e leitosos da catarata só aparecem quando cristalino está bem danificado e isso atrapalha muito a visão do gato.

Como tratar?

Infelizmente não existe remédio para reduzir ou retardar a catarata em gatos. Para resolver o problema temos que trocar as lentes do olho. Ou seja, o tratamento é cirúgico e consiste em remover o cristalino danificado e substituí-lo por uma lente sintética.

No entanto, o veterinário e os tutores devem avaliar a condição de saúde do gato para decidir o que fazer. Afinal, toda cirúgia apresenta riscos. E como os gatos têm sentidos muito aguçados, eles conseguem viver bem mesmo com a visão reduzida. 

Se não for operada, o animal deverá receber cuidados paliativos. A catarata em gatos precisa de acompanhamento pois pode desencadear outras doenças mais sérias como o glaucoma.  Geralmente isso é feito com o uso de corticóides e anti-inflamatórios para manter o olho livre de problemas.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário