Cistite: o que é, como prevenir e tratar

1 de abril de 2021

Saúde e Cuidados
Cistite: o que é, como prevenir e tratar

A cistite é uma doença muito incômoda, que pode ter consequências graves e que atinge cães e gatos de todas as idades e portes. Essa doença, assim como acontece com os seres humanos, pode ser tratada e prevenida.

Nesse artigo vamos falar mais sobre a cistite em cães e gatos, como você pode prevenir para proteger o seu pet, indicar alguns sinais de alerta aos quais ficar bem atento e falar sobre os tratamentos mais comuns.

Cistite e infecção urinária não são a mesma coisa

Para começar, vale a pena esclarecer que essas duas doenças são frequentemente confundidas, mas não são a mesma coisa. A cistite é uma inflamação na bexiga e pode se tornar uma infecção se não receber tratamento adequado.

Já a infecção urinária ocorre em todo o trato urinário do indivíduo, dos rins até a uretra, que é por onde sai a urina. A infecção urinária, inclusive, pode se tornar uma das causas da cistite.

Como acontece a cistite em cães e gatos

Como acontece a cistite em cães e gatos

Na maioria das vezes, a cistite é causada por três principais motivos: a contaminação bacteriana, um sistema imunológico fragilizado e doenças pré-existentes, como diabetes, tumores e cálculos.

No caso da contaminação bacteriana, as bactérias que habitam o ânus do animal migram para a uretra, chegam até a bexiga e começam a se proliferar. Em animais com o sistema imunológico comprometido, como aqueles que estão passando por tratamento contra o câncer, e os que fazem uso de cortisona, a cistite pode acontecer com mais facilidade também. Outras doenças, como diabetes e pedra na bexiga favorecem grandemente o surgimento da cistite. 

Sinais de alerta para cistite e infecção urinária

Seu pet pode dar vários indicativos de que algo não vai bem. Por isso, fique sempre atento ao seu comportamento para reconhecer quando algo estiver diferente do normal e ajudá-lo o quanto antes. A maior parte das doenças que acometem cães e gatos têm altíssimas chances de serem curadas com um diagnóstico precoce, o que se aplica, também, à cistite e à infecção urinária.

Alguns dos principais sintomas que essas doenças causam em cães e gatos são:

  • mudança de comportamento provocada pela dor: o pet fica desconfortável, chora e resmunga.
  • xixi em maior frequência e no lugar errado, como se não aguentasse segurar até chegar no lugar certo para urinar.
  • urina com cor escura, cheiro forte e, às vezes, sangue.
  • se colocar na posição para fazer xixi, mas não sair nada.
  • emitir sons e demonstrar dor ao urinar.
  • febre, falta de apetite e prostração, que é quando o animal fica deitado boa parte do tempo, indisposto.

Prevenção da cistite e da infecção urinária em cães e gatos

Prevenção da cistite e da infecção urinária em cães e gatos

Prevenir é sempre o melhor remédio. Para evitar o surgimento de cistite ou infecção urinária no seu gato ou cachorro, mantenha água limpa e fresca sempre à disposição dos pets. Em épocas de mais calor, troque a água mais de uma vez por dia e mantenha o bebedouro sempre protegido do sol direto.

Faça uma limpeza bem completa e mantenha o local onde o pet dorme, come e costuma deitar para descansar sempre limpo, organizado e bem cuidado. Além de contribuir para a higiene de maneira geral, um ambiente tranquilo promove bem-estar, um fator importante para manter doenças oportunistas afastadas dos seus amigos peludos.

Se houver indicação do médico veterinário, faça a tosa higiênica do animal para evitar a contaminação por bactérias e mantenha as vacinas em dia, realizando consultas regulares com o veterinário. Lembre-se de que um sistema imunológico fortalecido pode fazer muita diferença.

Tratamento da cistite e da infecção urinária em cães e gatos

O tratamento da cistite e da infecção urinária, provavelmente, será feito com base em uma combinação de antibióticos com mudanças de hábitos de higiene e alimentação. O antibiótico adequado somente poderá ser prescrito pelo médico veterinário que acompanha o seu pet. Além de indicar o medicamento, ele dará orientações sobre as doses diárias e a duração do tratamento.

Pode ser que durante esse período seu pet precise consumir alimentos específicos para animais com distúrbios do sistema urinário. Converse com o veterinário para saber a melhor opção de ração medicamentosa para o caso do seu cachorro ou gato, e faça a troca do alimento gradativamente, para que seu pet tenha tempo de se adaptar.

Confira outros artigos que selecionamos para você: