Como adubar plantas com flores, folhagens e suculentas

Compartilhar:


como adubar plantas

Todo fã de jardinagem precisa aprender como adubar plantas. Isso porque é uma tarefa essencial para um jardim sempre bonito e vasos cheios de vida. Afinal, qualquer planta necessita de nutrientes para continuar se desenvolvendo, inclusive aquelas frutíferas e de flores.

Por isso, veja dicas de adubação para suas plantas continuarem vibrantes e repletas de vitalidade. 

Como adubar plantas em vasos?

Em primeiro lugar, é importante saber que existem dois tipos de adubo: o orgânico, feito a partir de matéria vegetal e animal, e o químico, extraído de minerais ou até do petróleo, e possuem os principais nutrientes para as plantas. Entre eles, nitrogênio, fósforo e potássio. 

A adubação em vasos vai depender da espécie – se é uma folhagem, flor ou fruta, por exemplo. Se optar por um adubo líquido, ele precisa ser dissolvido em água antes da aplicação no substrato. No rótulo da embalagem estão disponíveis informações como quantidade e modo de usar. Sempre leia a orientação do fabricante.

No caso de adubo sólido, para cultivo e manutenção, uma das diferenças de como adubar a terra é que basta misturá-lo na base do caule da planta e logo em seguida regar.

Quantas vezes devo adubar as plantas?

como adubar plantas folhagens

A frequência também depende das espécies. As folhagens, como costela-de-adão, samambaia,  ficus e yucca, se dão bem com uma adubação dentro de um período de três a quatro meses. Já aquelas que florescem, como antúrios, begônias e rosas, o ideal é se programar para adubá-las a cada três meses. 

Agora, se você quer saber como adubar suculentas, o processo é simples. Você apenas precisa considerar que estas espécies não precisam de tanto adubo, pois são acostumadas com um solo pobre em nutrientes. Lembre-se que são plantas de regiões desérticas. Uma boa opção é utilizar adubos e fertilizantes específicos para suculentas.

Qual é o melhor tipo de adubo para plantas?

Um dos adubos mais comuns é o húmus de minhoca, de origem orgânica, pois com ele o solo se mantém fértil por mais tempo. Porém, não adianta aprender como colocar adubo nas plantas sem conhecer as particularidades de cada espécie. Isso porque determinadas plantas precisam de nutrientes específicos.

Na lista de adubos químicos, o mais utilizado é o NPK, que, como a sigla diz, é fonte de nitrogênio, fósforo e potássio. Contudo, a quantidade de cada mineral muda. Por exemplo, existe o NPK 4-14-8, o NPK 10-10-10 e por aí vai. O primeiro é ótimo para flores, já o segundo funciona para folhagens.

Tem diferença de como adubar plantas frutíferas?

Antes de mais nada, o principal elemento para árvores frutíferas é o fósforo, que é marcado como P no fertilizante NPK que falamos acima. 

O ideal é realizar a adubação antes de as flores começarem a sair, assim, até a primavera é o melhor momento. A quantidade vai depender se a árvore já cresceu ou não, além da época do ano. Tudo está disponível na embalagem do fabricante. Aliás, existem adubos específicos para frutíferas.

Por fim, se a sua dúvida era sobre como adubar a terra para a horta, uma ótima opção é misturar húmus de minhoca no substrato ou esterco bovino. Porém, também existem os fertilizantes específicos para hortaliças.

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

2 Comentários

  1. Vicente disse:

    Muito bom a dica obrigado

Deixe o seu comentário