Como saber a idade da calopsita? Descubra!

Compartilhar:


como saber a idade da calopsita

Conhecida por sua inteligência e personalidade dócil, a calopsita é uma das aves preferidas das pessoas que pretendem ter um pet pouco convencional. No entanto, existe uma dificuldade de como saber a idade da calopsita, já que elas não costumam demonstrar a sua idade a partir da fase adulta.

Mas há alguma maneira de descobrir a sua idade? É sobre isso que nós vamos falar neste artigo. Portanto, se você tem uma calopsita e pretende saber qual a idade dela, continue a leitura! Aproveite!                

Afinal, há como saber a idade da calopsita?

Como falamos anteriormente, a calopsita é uma ave que, assim como as outras, não indica sua idade a partir da fase adulta.

Então, a pergunta é: como saber a idade de uma calopsita? A única maneira de obtermos essa resposta é tendo informações diretas dos seus criadores. Ou seja, da pessoa que acompanhou a ninhada dessa ave. 

Assim, caso você adote a sua calopsita em um petshop e agropecuária, não é possível identificar a idade dela. Isso porque é apenas possível saber quando a ave em questão ainda é filhote ou adulta por meio de algumas características específicas.

Portanto, a idade exata da ave só é identificada quando existe uma data de nascimento. Sem isso, não é possível saber a sua idade. 

Quais são as características das fase da calopsita?                    

Embora não seja sempre possível descobrir a idade da calopsita, é notável a identificação da fase em que ela se encontra, isto é, identificar se é uma calopsita bebê, filhote, adulto ou idoso.

Reunimos algumas informações para te ajudar na identificação. Confira!

Calopsita bebê       

Logo de início, as primeiras seis semanas de vida da calopsita são de grande mudanças. Elas nascem com uma penugem amarela ou branca que se assemelha a bolinhas de algodão.

Após isso, durante os dias seguintes se inicia o processo de abertura dos olhos gradativamente.

Além disso, as aves vão ficando mais firmes e perdem as penugem primárias, iniciando o processo de nascimento das penas.

Calopsita de 2 a 4 meses           

Nessa segunda fase notável de desenvolvimento da calopsita, seu topete (crista) é menor e menos curvado. Além disso, o bico e as pastas possuem uma aparência mais limpa e sem resquícios de descamação ou calosidades. 

Quando observamos as penas do rabo, identificamos tamanhos menores, já que o seu corpo ainda não se desenvolveu o bastante.

Além disso, os olhos possuem um caraterística mais arredondada e sem a presença de íris (que aqui se torna quase imperceptível). Por outro lado, o seu comportamento é mais calmo e menos hostil.   

Calopsita adulta       

A fase adulta chega para calopsita quando ela atinge de 12 a 18 meses.

Nesta etapa, o corpo da ave já chegou ao tamanho e peso adequados. Suas pernas estão totalmente desenvolvidas e estruturadas, sua crista ganha uma apropriação maior, curvada, e as penas do rabo tornam-se mais longas. 

Em relação ao comportamento, as calopsitas já estão mais ativas, podendo definir o que gostam e o que não gostam.

Aqui fica mais fácil entender a idade da calopsita porque ela se torna mais vocal, especialmente no caso dos machos. Além de que já conseguem a sua total independência.

Calopsita idosa             

Geralmente, o tempo de vida de uma calopsita é de 15 anos, isso em seu habitat. No entanto, se ela for adotada e receber todos os cuidados corretamente, vive até 20 anos

Uma calopsita idosa demonstra sinais de sonolência dormindo mais do que as aves mais jovens. Além disso, ela se torna menos ativa. Em sua aparência são notadas algumas marcas e sinais de descamação.

Vale ressaltar que algumas dessas aves podem desenvolver, nessa fase, um inchaço nas patas, bem como outras patologias decorrentes da idade. 

Qual é a expectativa de vida da calopsita em cativeiro?

Agora que você já entendeu como saber a idade da calopsita, podemos afirmar que as aves criadas em cativeiro tendem a ter maior longevidade, reduzindo ao máximo o traçado de velhices, após a expectativa natural.

Vale ressaltar que a vida de uma calopsita em cativeiro pode ultrapassar em 20 anos, sem manifestar resquícios notáveis de envelhecimento.

Mas, claro, tudo isso depende da maneira como ela é criada, seja na rotina, enriquecimento ambiental, alimentação e qualidade de vida.

Por isso, independente de sua idade, a calopsita precisa receber do seu tutor muita dedicação, respeito, paciência, espaço adequado e alimentação para que ela tenha não só uma expectativa de vida maior como também viva com qualidade. 

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário