Fisioterapia para cachorro: alívio de dores e reabilitação

4 de março de 2021

Cachorros, Saúde e Cuidados
pet fazendo fisioterapia para cachorro

A fisioterapia para cachorro tem sido cada vez mais discutida por tutores de animais, visto que traz diversos benefícios para o pet e ajuda na recuperação de casos clínicos de ortopedia, neurologia e condições gerais. Então que tal saber mais sobre esta ciência que pode auxiliar seu amigo e até mesmo eliminar uma possível cirurgia?

Descubra como a fisio para cachorro faz a diferença na vida do seu bichinho de estimação.

Como funciona a fisioterapia para cachorro?

O exercício explora os movimentos do corpo e no caso dos animais ajuda em cenários de condições tanto genéticas como traumáticas. Desta forma, a cada sessão a atividade ajuda na recuperação de movimentos e alívio da dor. 

Entretanto, para realizar a fisioterapia, é importante a presença de um veterinário que tenha estudado o caso do pet e possa auxiliar no trabalho que será realizado pelo fisioterapeuta. Na lista de possibilidades estão exercícios com pranchas, bolas, esteira, natação e hidroesteiras.

Os tutores podem acompanhar os pets?

Na maioria das vezes, a presença do dono inclusive ajuda o cachorro a se sentir mais confortável durante a fisio. Porém, é fundamental discutir sobre a personalidade do bichinho, pois alguns ficam extremamente agitados na presença do tutor.

Para que serve a fisioterapia para cachorro?

animal fazendo fisioterapia para cachorro na piscina

Agora que você sabe como funciona a fisioterapia para cachorro, vamos falar sobre os casos mais frequentes que levam a recomendação da atividade pelo veterinário.

Problemas ortopédicos: animais que sofreram fraturas, ruptura de ligamento ou possuem displasia coxofemoral, luxação de patela, artrite e artrose;

Problemas neurológicos: traumas na coluna, como hérnia de disco, sequelas de doenças como a cinomose ou lesões na medula espinhal;

Alterações corporais: obesidade, malformações, hipotireoidismo, velhice e pós-operatório.

Quais as vantagens da fisio para cachorro?

A fisioterapia para cachorro com displasia ajuda a reduzir os sintomas da doença e a fortalecer a musculatura, por exemplo. Em outros casos, como cirurgia, os exercícios auxiliam na recuperação dos movimentos. Veja mais benefícios:

  • Obesidade: aumenta o gasto calórico e ganho da massa muscular;
  • Fisioterapia para cachorro com cinomose: reabilitação dos movimentos e qualidade de vida;
  • Velhice: o tratamento ajuda a aumentar a expectativa de vida, prevenção de doenças e alívio de dores;
  • Ruptura de ligamento: pode adiar ou evitar procedimento cirúrgico;

Por quanto tempo o cachorro precisa fazer fisioterapia?

Uma decisão como essa só pode ser tomada por um veterinário que acompanha o caso clínico do pet. E mais, é importante se lembrar que a atividade pode inclusive ser para o resto da vida dependendo do quadro do animal e recomendação do médico.

Um cachorro sênior pode ter uma qualidade de vida melhor se realizar exercícios terapêuticos, por exemplo. No mais, cães com sequelas da cinomose e perda dos movimentos só ganham com a frequência de atividades que estimulam o físico e também mental do bichinho.

Por fim, em conjunto com todos esses exercícios, é essencial que o cão tenha uma alimentação balanceada. Afinal, é através do alimento, cheio de nutrientes e vitaminas, que o organismo dele consegue se fortalecer.

Que tal ler mais posts sobre o universo pet? Temos muitos assuntos interessantes para você: