Gato engasgado: guia completo com dicas para desengasgar e evitar o problema

Compartilhar:


gato engasgado com a boca aberta

Ver o gato engasgado causa calafrios em qualquer tutor. Você sabe o que fazer em momentos emergenciais como esse? Se o pet está tossindo bastante e tenta regurgitar, muito provavelmente ele está engasgado e precisando da sua ajuda o mais rápido possível.

Mas, sem pânico! Tenha calma para não deixá-lo ainda mais nervoso. Confira o guia completo sobre engasgamento em gatos da Cobasi.

O que causa engasgamento em gatos?

Muitos tutores já viram seu gato engasgado alguma vez. Além de alimentos, os felinos podem se engasgar com uma série de itens, como:

  • Bolinhas
  • Brinquedos pequenos
  • Linhas de pesca
  • Linhas de costura
  • Barbantes…

A lista é longa! Cabe ao tutor ficar atento ao que o gato comeu durante o dia para evitar qualquer complicação.

Isso porque os engasgos variam em gravidade. Em casos graves, o veterinário pode até sugerir uma cirurgia para remoção do objeto estranho.

Portanto, é responsabilidade do tutor prevenir essa situação! De maneira bem simples e prática, é possível ter uma rotina tranquila, sem preocupações.

Gato engasgado com bola de pelo

Uma das causas mais comuns é a formação de tricobezoares, as famosas bolas de pelos. Embora os felinos estejam acostumados a engolir a pelagem enquanto se limpam, o excesso a longo prazo pode engasgos e até mesmo problemas digestivos.

Sintomas de gato engasgado

Não é difícil notar se o gato parece engasgado. Alguns sinais são:

  • Tentar vomitar
  • Falta de ar
  • Passar a pata no focinho
  • Esfregar a cabeça no chão
  • Língua e gengiva azuis ou roxas
  • Falta de ar
  • Salivação em excesso
  • Sede em excesso
  • Apatia

Ao notar o gato engasgado, é importante agir rápido. Por isso, conhecer táticas de primeiros socorros pode te ajudar – e muito!

Como desengasgar gato: 2 maneiras para casos emergenciais

gato lambendo o nariz

1. Manobra de Heimlich

É utilizada quando o objeto está em uma região mais profunda que a garganta.

  1. Coloque o felino no seu colo, com as costas apoiadas na sua barriga. Mantenha a cabeça do pet reta.
  2. Passe as mãos entre o corpo do gato e coloque-as no centro do peito, no osso esterno, naquele espaço “vazio” da barriga.
  3. Então, faça pressão na barriguinha do pet. Execute movimentos rápidos, mas sem muita força, para não machucar o animal. Repita até cinco vezes.

2. Use as próprias mãos

Se o objeto estiver na garganta, você pode usar as próprias mãos para tirá-lo.

  1. Peça ajuda de alguém para segurar as patas do pet.
  2. Segure o seu gatinho e pressione o maxilar do gato para abrir a boca.
  3. Olhe a garganta com uma lanterna e veja se encontra o item que está deixando o gato engasgado.
  4. Se não encontrar nada, puxe a língua do felino para fora com cuidado e verifique o fundo da garganta.
  5. Ao encontrar o objeto, coloque os dedos em formato de pinça e puxe o item para fora.

Caso nenhuma das alternativas tenha funcionado, vá ao veterinário mais próximo quanto antes. Lá, o médico fará exames físicos, raio-x, ultrassonografia e até endoscopia.

Pets não tratados podem ter lesões graves no esôfago, estômago e até no intestino. Gatos engasgados há muito tempo correm risco de morte.

Como evitar engasgos

  • Escove a pelagem do pet diariamente, para remover o excesso de pelos mortos
  • Ofereça alimentos de alta digestibilidade, ricos em fibras
  • Evite brinquedos muitos pequenos
  • Evite saídas à rua, onde o pet pode ingerir objetos estranhos
  • Guarde todos os itens pequenos e fáceis de engolir espalhados pela casa em um local seguro

Ao observar qualquer sinal de engasgo em gato, procure um médico veterinário para avaliação, diagnóstico e tratamento.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário