Bola de pelo em gatos: Saiba como evitar

Compartilhar:


Bola de pelo em gato peludo
Gato olhando para o tutor

Quem é tutor de gatos com certeza já se deparou com o famoso problema apelidado de bola de pelo. O tricobezoar gástrico consiste em uma massa sólida no estômago formada por elementos que não são ingeridos pelo animal, em especial os pelos. Muito comum nos felinos, a principal causa é a própria auto higienização 

Mesmo sendo uma condição comum nos gatos, não quer dizer que isso não faça mal a eles. Isso porque esse aglomerado de pelos, restos de alimentos e muco pode causar problemas no sistema digestivo, além de muitos outros incômodos ao pet.

Especialmente se seu gato tem pelos longos, a tendência é que ele sofra mais com as bolas de pelos. Existem relatos de tricobezoares gástricos gigantes, que até necessitam de intervenção cirúrgica para a sua remoção. Os gatos também têm maior incidência desse problema.

No entanto, gatos filhotes também podem apresentar essa condição. Por isso, se você tem um, agora é a melhor hora para criar uma rotina de escovação e, com isso, reduzir a quantidade de pelos ingeridos. Isso pode fazer uma grande diferença na saúde do animal futuramente.

O que é bola de pelo e como ela se forma?

gato escaminha se lambendo
As bolas de pelos são formadas por pelos, restos de alimentos e muco.

As bolas de pelo – ou tricobezoares – são formadas a partir da ingestão dos pelos, como o próprio nome já diz. Isso pode acontecer durante a alimentação, ao brincar ou pegar itens pela casa, mas o principal motivo é a higienização. Durante o famoso banho de gato, o animal usa a sua língua áspera como uma escova que remove os pelos mortos. Boa parte deles são engolidos pelo pet.

Nem todos os pelos são ingeridos e eliminados nas fezes do animal. Dessa forma, eles ficam acumulados no sistema digestivo do gato, se juntam com restos de alimentos e muco, formando tricobezoares gástricos, a famosa bola de pelo. Em geral, o pet tende a eliminar essa massa através do vômito.

Sintomas

É bastante fácil identificar quando o gato está com bola de pelo no estômago. Além de encontrar as formações com pelos pela casa, existem alguns sintomas. Confira:

  • Vômitos;
  • Falta de apetite;
  • Constipação;
  • Diarreia;
  • Barriga inchada;
  • Letargia.

Além dos sinais citados, as bolas de pelo também podem ocasionar outros sintomas, por isso é importante estar atento ao pet e, em caso de dúvidas, consultar um médico-veterinário.

Se a produção de bolas de pelo acontece por causa da higienização do gato, existem formas de prevenir? A resposta é sim! Veja como fazer isso a seguir.

Como saber se o gato está com bola de pelo?

Na maioria das vezes, é possível notar que o animal está prestes a vomitar, afinal, ele costuma forçar a saída dos pelos, podendo fazer barulhos que se assemelham a engasgos ou tosse.

Quando o gato consegue expelir o que o incomoda, é comum encontrar pelos envolvidos junto de um líquido amarelo. Isso é causado pela mistura das secreções gástricas, saliva, água e restos de alimentos.

Quando as bolas de pelo se tornam um problema?

Já sabemos que as bolas de pelo são uma condição comum nos gatos, sendo assim, você pode encontrar essa massa de pelos, alimentos e muco pela casa com certa frequência.

No entanto, se o gato começar a expelir bolas de pelo com mais frequência é necessário buscar a opinião de um veterinário, afinal, isso pode indicar algum problema pouco comum.

As bolas de pelo comuns não costumam causar outros sintomas no animal, exceto quando elas se tornam mais sérias e frequentes.

Nesses casos, as bolas de pelo podem passar pelo intestino do animal, o que acaba desregulando a flora intestinal, causando diarreias ou prisão de ventre. Além disso, elas podem causar oclusão intestinal, um problema de saúde resolvido com intervenção cirúrgica para a remoção da bola de pelo.

Como prevenir bola de pelos?

Como já mencionamos, as bolas de pelos acontecem por causa da ingestão excessiva de pelos do animal. Nós separamos três dicas que vão ajudar você a acabar de vez com esse problema.

Como prevenir bola de pelos

Como já mencionamos, as bolas de pelos acontecem por causa da ingestão excessiva de pelos do animal. Nós separamos três dicas que vão ajudar você a acabar de vez com esse problema.

1. Escovação periódica com Furminator

A forma mais eficaz de evitar a formação da bola de pelo em gatos é a escovação periódica com o Furminator.

A escovação deve ser feita a cada 10 dias para remover os pelos mortos, que seriam engolidos durante a higienização e, como consequência, formariam bolas de pelo.

Para isso, o ideal é utilizar o Furminator, um removedor de pelos potente e seguro. Mais eficaz do que as escovas para gatos, ele é potente na remoção de pelos mortos em pets – tanto é que reduz a queda de pelos em até 90%! Enquanto com escovas comuns a recomendação é escovar o pelo do gato três vezes na semana, com o Furminator você só precisa escová-lo a cada 10 dias.

Menos estresse para o animal, redução de 90% na queda de pelos e, claro, menor formação de tricobezoares.

No site da Cobasi, você encontra o Furminator para pelos curtos ou e o Furminator para pelos longos. É muito importante que a escolha seja feita de acordo com a pelagem do felino e que você siga as orientações de uso.

Além da escovação periódica com o acessório adequado, existem outras formas que devem ser associadas.

2. Alimentação balanceada contra queda de pelos

Sim, é possível por meio de uma alimentação balanceada evitar a formação de bolas de pelo. Existem rações, como a Royal Canin, que atuam de forma simples e precisamente equilibrada para reduzir e controlar esse risco.

Inclusive, umas das principais alternativas é dar ao bichano um alimento capaz de minimizar a formação de bolas de pelo. Este tipo de ração é muito útil e eficaz para: 

  • Oferecer uma nutrição completa para gatos;
  • Evitar o acúmulo das bolas de pelo;
  • Auxiliar na eliminação dos pelos ingeridos pelas fezes;
  • Eliminar 2x mais o excesso de pelos após 14 dias de uso contínuo;
  • Equilíbrio das fibras dietéticas. 

O melhor é que essas rações para gatos também possuem todos os nutrientes indispensáveis para os bichanos, com fibras e vitaminas. Isso reforça ainda mais a utilidade e o papel importante das rações Super Premium na vida dos pets, pois são desenvolvidas com ingredientes de qualidade e alta digestibilidade, além de auxiliar na formação de fezes mais saudáveis. Tudo isso ajuda – e muito – a evitar as temidas bolas de pelo.

Agora você já sabe que a escovação frequente com Furminator e a alimentação de qualidade reduzem a incidência e a gravidade do problema, mas ainda existe um outro fato muito importante.

3. Hidratação adequada

gato bebendo água em fontes

Manter seu gato bem hidratado é outro cuidado que ajuda a evitar a formação da bola de pelo. A água vai colaborar na eliminação pelos que a escovação não deu conta, já que auxilia o funcionamento correto do intestino. Aposte em alimentos úmidos e invista em uma fonte para gatos.

Tratamentos indicados

A prevenção é o melhor tratamento. Portanto, ofereça rações e petiscos de qualidade, enriquecidos com fibras para melhorar o funcionamento do sistema gastrointestinal do gato. E não se esqueça de manter bebedouros espalhados pela casa, com água sempre fresca, para incentivar a ingestão de líquidos.

Não esqueça, é claro, da utilização do Furminator a cada 10 dias.

Se mesmo após todos os cuidados seu gato ainda estiver apresentando problemas com bola de pelo, observe, e se ele apresentar algum sintoma de obstrução, corra para o veterinário.

Por fim, se seu gato está se lambendo com uma frequência compulsiva, isso pode ser simplesmente sinal de tédio. Para resolver essa questão, invista no enriquecimento ambiental e torne a rotina do seu pet muito mais divertida e interessante.

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário