Gato pode comer frango?

Compartilhar:


Gato pode comer frango?

Caso você esteja se perguntando se o seu gato pode comer frango, a resposta é curta, mas não simples. Sim, ele pode e vai adorar ter um pouco de carne de frango para comer, mas saiba que é preciso tomar alguns cuidados

Antes de mais nada, se você planeja suplementar a dieta do seu bichinho, conte sempre com o acompanhamento de um profissional. O veterinário saberá exatamente como montar um cardápio combinando outros elementos à ração do dia a dia.

O que os gatos precisam comer?

A dieta do seu pet pode ser feita exclusivamente com ração, especialmente aquelas de qualidade superior e elaboradas para fornecer o melhor balanço nutricional para o desenvolvimento e saúde dos pets.

No entanto, introduzir frango no cardápio dos bichinhos pode ser uma boa fonte de suplementação nutricional, além de deixar tudo mais gostoso. Afinal esta é uma excelente fonte de proteína, ainda mais para um animal carnívoro com o gato.

Quando o gato pode comer frango?

Quando for montar o cardápio do seu bichinho, o veterinário deve calcular o número recomendado de calorias por dia e indicar as porções corretas para o gato. Não existe uma porção universal, já que cada gato terá suas especificidades de raça, idade, tamanho e condições de saúde. São esses fatores que determinarão as porções exatas de frango e ração.

Agora, já que o gato pode comer frango, qual a melhor forma de preparar o alimento e oferecê-lo ao pet? Aqui a receita deve ser a mais simples possível. Por isso, nada de temperos e pimentas que possam provocar hipertensão ou alergia no seu bichinho. E nunca, nunca mesmo, utilize ingredientes que são tóxicos para os gatos como cebola, alho ou uva, por exemplo.

Cuidado com os temperos e ingredientes proibidos aos gatos

Outro fator que precisa de atenção redobrada são os ossos. Infelizmente ainda existem muitas pessoas que acham que o gato pode comer osso de frango, mas esse erro pode ser fatal. Isso porque os ossos das aves não são compactos, mas pneumáticos, ou seja, com pequenos furos que soltam lascas pontiagudas quando partidos.

Assim, quando o gato mastiga o osso, esses pedacinhos pontudos podem perfurar qualquer parte do trato digestivo do animal, o que pode levá-lo à morte. Por isso, nunca dê ossos de frango para o seu bichinho.

Dica extra

Uma última prevenção na hora de suplementar a alimentação do seu pet com frango é em relação ao cozimento. Não é porque os gatos são animais carnívoros que eles devem comer carne crua de animais abatidos. Afinal, caçar e comer um animal é bem diferente de comer carniça.

Tudo que morre está imediatamente sujeito a microorganismos decompositores que circulam no ambiente. E hoje sabemos que a carne de frango crua é um dos principais alimentos sujeitos à contaminação por bactérias nocivas, especialmente a salmonela e a campylobacter.

Por isso, é preciso muito cuidado com o consumo de carne crua. E isso vale tanto para nós, quanto para os gatos ou outros animais de estimação. Os únicos bichos que têm o organismo adaptado a comer carne crua e não fresca são animais carniceiros como abutres e hienas.

Em resumo, os tutores que quiserem incluir frango na dieta dos bichanos devem estar atentos aos ingredientes proibidos, à quantidade oferecida, ao cozimento correto da carne e à presença ou não de ossos para evitar perfuração interna. Seguindo essas dicas você vai tornar a hora do almoço do seu amiguinho ainda mais gostosa e saudável.

Gostou das dicas para dar frango ao gato? Confira mais posts sobre nutrição animal em nosso blog:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário