Otite em gatos: principais tipos e como cuidar do felino com dores no ouvido

Compartilhar:


otite em gatos

Comparativamente aos cães, os felinos estão menos propensos a ter problemas auriculares. No entanto, eles ainda podem sofrer com inflamações e infecções desagradáveis, como é o caso da otite em gatos.

Além disso, o problema pode acometer a parte externa, média ou interna dos ouvidos do pet. Aliás, é a depender disso que o tratamento será mais fácil ou difícil. Para entender melhor o que é otite em gatos, tratamentos, como evitar e cuidar do seu felino de estimação, continue conosco neste artigo!

Otite em gatos: principais tipos

A otite felina nada mais é do que uma inflamação no ouvido do pet, ou seja, o gato fica com o ouvido inflamado e sofre com dores constantes.

Em geral, o problema é causado por parasitas ou bactérias. Veja a seguir!

Otite primária ou parasitária

É causada por ácaros. Nesse caso, a cera do ouvido fica mais escura, acumulada na borda ou no ouvido externo. Além disso, é possível reconhecê-la devido ao mau cheiro forte à e coceira frequente.

Otite secundária ou infecciosa

Quando a orelha do pet fica úmida por muito tempo, bactérias e fungos se proliferam pela área. Dessa forma, o gato desenvolve a otite. Além disso, a região apresenta feridas com sangramento ou pus. Se o pet não receber tratamento, a doença pode causar perda da audição total ou parcial nos felinos.

Outra causa possível para a otite em gatos é a presença de corpos estranhos no ouvido, como galhos e folhas. Além disso, doenças, como FIV, FeLV e PIF, que afetam a imunidade do animal, podem provocar a inflamação.

Ademais, animais com pelagem longa ou que passam muito tempo fora de casa têm mais probabilidade a desenvolver problemas no ouvido.

A gravidade do problema está relacionada não só aos agentes infecciosos, mas à região acometida, seja ela externa, média ou interna. Confira!

  • Otite externa – a inflamação acontece em regiões anteriores ao tímpano. É fácil de tratar e o problema é mais frequente em comparação aos outros.
  • Otite média – nesse caso, há ruptura na membrana do tímpano e o tratamento é um pouco mais complicado.
  • Otite interna – geralmente, as causas derivam de complicações da otite média ou traumas, como acidentes e agressões. Há inflamação no ouvido interno e o pet tem muitas dores. O tratamento também é mais complicado.

Sintomas de otite em gatos

otite em gatos gato triste com pata no rosto

O gato com otite coça a orelha com maior intensidade e frequência. Além disso, eles esfregam as orelhas no chão para aliviar dores e, nesses casos, podem até se machucar sem querer.

Outros sinais clínicos do problema são:

  • vermelhidão na região;
  • dor de ouvido;
  • apatia;
  • surdez;
  • odor forte;
  • ferimentos nas orelhas;
  • secreção;
  • dor;
  • pender a cabeça para um dos lados – o lado em que o pet está sentindo dor de ouvido;
  • sacudir a cabeça com frequência.

Qual remédio dar para otite de gato?

Como todo medicamento, a recomendação deve partir de um médico-veterinário. Assim, nunca automedique seu animal de estimação ou ofereça remédios caseiros, afinal, eles podem prejudicar ainda mais a saúde do pet.

Como cuidar e prevenir a otite felina

Leve seu animal de estimação ao veterinário assim que notar qualquer mudança de comportamento, pois o médico irá diagnosticar o que afeta o pet e o melhor tratamento.

No caso da otite, são recomendados medicamentos para eliminar parasitas e pomadas cicatrizantes para curar feridas externas. Além disso, em casos graves, o veterinário realizará a lavagem do ouvido, além de indicar antibióticos, analgésicos ou anti-inflamatórios.

Por fim, vale lembrar que a melhor forma de cuidar da saúde auricular do gatinho é limpar a orelha do felino com frequência. Por isso, mantenha a região bem tosada e ventilada, sempre remova sujeiras, o excesso de umidade e cera.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

2 Comentários

  1. Marta disse:

    Boa noite! Tenho uma gata e percebi q ,tem uma secreção escura e alguns pontinhos brancos, tipo fungos, não tenho condição no momento de levar ao veterinário,o q fazer?

Deixe o seu comentário