Picada de aranha em cachorro: saiba o que fazer!

Por Cobasi

Compartilhar:
picada de aranha em cachorro

O seu cachorro foi picado por uma aranha: e agora? Um dos maiores medos de um tutor é ver seu melhor amigo machucado e não saber como agir. Por isso, vamos explicar o que fazer em caso de picada de aranha em cachorro.

Cães costumam ser animais muito curiosos. Gostam de perseguir, caçar e cheirar insetos para identificá-los. Assim, muitas vezes são vítimas de picadas de outros bichos, como as aranhas.

Quando o pet é atacado por uma aranha ou qualquer animal peçonhento, a principal orientação é levá-lo imediatamente até o médico-veterinário. Somente o atendimento profissional irá garantir um diagnóstico correto e diminuir os riscos de complicações na saúde do seu cão.

Por isso, uma dica anterior a qualquer situação é: sempre tenha em mãos endereços e recomendações de clínicas ou hospitais veterinários. Descubra os horários de funcionamento, se são próximos à sua casa e aos locais onde você costuma estar com o pet. Não deixe para procurar essas informações na última hora. Selecione locais de confiança e guarde com você!

O que fazer em caso de picada de aranha em cachorro?

Antes de tudo, leve seu animal de estimação ao médico-veterinário. Além disso, passe o máximo de informações que tiver sobre a aranha que picou o seu cão. Se puder, fotografe o animal – é claro que você deve fazer isso sem se colocar em risco. Quanto mais o veterinário souber, melhor.

O que não fazer

Em caso de picada de aranha em cachorro, nada de apertar, furar ou sugar o local do ferimento! Essas ações podem prejudicar ainda mais o estado de saúde do seu amigo. Há procedimentos específicos para cada tipo de situação e somente o médico-veterinário pode identificar qual é o caso do seu pet.

picada de aranha em cachorro

Sintomas da picada

Os sintomas variam de acordo com o tipo de aranha. O cachorro pode sentir muita dor e a ferida apresentar vermelhidão, bolhas e inchaço. Em casos mais graves, há ainda a possibilidade de o pet vomitar e se sentir fraco, em casos mais graves.

Mudanças de comportamento indicam que o pet pode estar sofrendo. Então, reforçamos: em caso de suspeita ou confirmação da picada de aranha, vá com seu cachorro a um veterinário. Quanto mais rápido o atendimento, melhor será a recuperação.

Como evitar uma picada de aranha

Em relação à proteção do seu pet, algumas medidas podem ser tomadas para minimizar o risco de um ataque de aranha ou de outros animais peçonhentos, como escorpiões e cobras.

Primeiramente, capriche na limpeza interna da sua casa e de áreas como quintais e jardins. As aranhas procuram alimentos ao redor de moradias humanas. Por isso, recolha sempre folhas, lixo e qualquer tipo de matéria orgânica dos espaços comuns. Dentro de casa, capriche na limpeza atrás dos móveis.

Em segundo lugar, sempre que passear com seu cachorro, fique atento ao ambiente ao redor. Evite que ele se aproxime de rios, matas e ambientes com entulhos e lixos, como terrenos abandonados ou áreas em obras. Nesses locais, o uso das guias é recomendável, para ajudar a controlar por onde anda o seu cão.

Além disso, mantenha a casa dedetizada regularmente. Essa medita evita a proliferação de insetos e, com isso, a busca de aranhas por alimentos.

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário