Picada de inseto em cachorro: o que fazer e como prevenir?

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:
picada de inseto em cachorro

Picada de inseto em cachorro pode ser um problema comum, especialmente para os animais que vivem em casas ou locais abertos. Embora mais comuns em cães e gatos, pássaros e outros pets também podem sofrer com as picadas. 

Nesses casos, é fundamental saber como lidar com a situação, e o mais importante, saber como prevenir que os animais sofram de picadas. 

Tipos de picadas de insetos em animais

Assim como os humanos, os animais de estimação também podem sofrer com a picada de insetos. De modo geral, os animais são picados diversas vezes ao longo da vida, no entanto, há casos onde a picada pode apresentar reações alérgicas

Vale destacar que as picadas de inseto vão além das de pulgas ou carrapatos. Entre as picadas mais comuns, temos as de mosquitos e pernilongos, vespas, abelhas e marimbondos ou de formigas

Apesar de as picadas de pernilongos não serem consideradas tão agressivas, é importante ressaltar que até elas podem colocar a vida do pet em risco, por isso é importante atenção ao levar o pet para locais com muitos insetos. 

Alguns mosquitos agem como agente causador, podendo transportar ao pet determinadas doenças, como a dirofilariose (verme do coração) e a leishmaniose. 

As picadas de vespas e marimbondos são consideradas as mais agressivas, isso porque elas podem picar o animal diversas vezes sem que o ferrão permaneça no pet. Junto com elas, estão a picada de abelhas. 

As abelhas são insetos que picam apenas quando se sentem ameaçadas. Entretanto, é comum que cães e gatos tentem brincar com esses animais, o que pode acabar causando o acidente. 

Muitas vezes os pets são picados no rosto, nariz, boca ou patas. Normalmente as abelhas morrem logo após a picada, uma vez que seu ferrão é destacado do corpo, fixando fixo à vítima.

Apesar de parecer inofensivas, as formigas também podem ser perigosas para os animais de estimação, afinal, elas liberam um veneno alcalóide, que pode causar uma reação alérgica. 

Quando se trata de animais de estimação, é importante estar atento, pois alguns animais podem não esboçar nenhum sintoma após a picada, exceto coceiras ou vermelhidão local. Entretanto, outros animais podem ser acometidos por reações alérgicas, choque anafilático e podem chegar ao óbito

Sintomas de picada de inseto em cachorro

picada de inseto em cachorro

Os sintomas da picada de inseto em cachorro podem surgir imediatamente ou depois de alguns minutos, contudo, ao notar que o animal pode ter sido picado, fique atento a reação dele

É comum que as picadas apresentem ardor, vermelhidão e coceira no local, no entanto, elas não significa que elas sejam uma emergência, por isso, é fundamental prestar atenção se o animal apresenta outras reações.

  • Vômito
  • Diarréia
  • Dificuldade respiratória
  • Dor ou inchaço no local da picada
  • Ferida por ferrão
  • Fraqueza
  • Convulsões
  • Hiperventilação
  • Tremores
  • Febre

Caso o animal esteja apresentando um ou mais destes sintomas, leve-o ao veterinário rapidamente. Com saúde não se brinca.  

Meu pet foi picado, e agora?

A primeira coisa a fazer quando notar que o animal de estimação foi picado por um inseto, é identificar qual inseto o picou e observar a reação que o animal irá apresentar. 

Caso note algum sintoma incomum, leve-o imediatamente ao veterinário. Nesses casos, o animal poderá passar por uma manutenção das quantidades de sangue em circulação e em alguns casos, por uma oxigenoterapia

Outros tratamentos serão indicados de acordo com os sintomas do animal. 

Como prevenir picada de inseto em cachorro?

A melhor forma de evitar que o animal sofra com a picada de insetos, é procurando métodos de prevenção. Para insetos como pulgas, carrapatos e mosquitos, é possível usar repelentes próprios para afastar esses insetos. 

Outra dica, é ficar sempre de olho nos pets e evitar que eles fiquem próximo de colméias e colônias de insetos

Muitas vezes os cães e gatos tentam brincar com os insetos, como com as abelhas ou vespas, isso pode acabar em acidentes. Portanto, esteja sempre atento e ao notar o animal próximo de algum desses insetos e tente chamar sua atenção para que ele vá para outro local

Curtiu este texto? Leia mais sobre saúde e cuidados em nosso blog:

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário