Pitbull branco: saiba mais sobre a raça!

Compartilhar:


Pitbull branco: saiba mais sobre a raça!

O pitbull branco é uma das variações mais procuradas pelos fãs dessa raça de cachorro, chamada American Pitbull Terrier. Durante muitos anos, o pitbull foi associado à agressividade, perigo e ameaça mas, na verdade, esse é um cão dócil, inteligente e muito carinhoso.

Com origem no Reino Unido, por volta do século XIX, o pitbull é fruto do cruzamento do bulldog com o terrier inglês. A proposta era desenvolver uma raça resistente, ágil e muito forte, o que, sem dúvida, aconteceu!

Além disso, podemos dizer que houve um efeito colateral bastante positivo: um cão protetor e muito apegado aos tutores. Isso fez com que a raça como um todo, o que inclui o pitbull branco, se popularizasse ainda mais rápido ao redor do mundo.

A má fama injusta do pitbull branco

O pitbull branco, assim como seus companheiros de raça que tem outras cores de pelagem, tem fama de ser violento, agressivo e extremamente perigoso.

Na verdade, durante muito tempo esses cães foram usados como cachorros de briga em atividades ilegais. Nesse ambiente, o pitbull, assim como qualquer outro cachorro, poderia se tornar perigoso, pois estava lutando pela própria vida!

Com o passar dos anos, essas atividades — que além de criminosas, são muito cruéis — passaram a ser mais ativamente combatidas pelos ativistas dos direitos dos animais e pela sociedade como um todo.

Infelizmente, não podemos dizer que rinhas de cães não acontecem mais, pois ainda há muitas pessoas ignorantes que insistem nessa prática absurda. 

Mesmo com a diminuição das brigas entre cachorros promovidas por pessoas, a fama de que o pitbull branco é um cão violento ainda persiste, e a melhor maneira de combater esse preconceito é com a educação.

Pitbull branco: um gigante amável, inteligente e um pouco estabanado

Pitbull branco: um gigante amável, inteligente e um pouco estabanado

O pitbull branco é muito inteligente, e fica bastante satisfeito ao agradar seus tutores. Por isso, tenha em mente que qualquer comportamento do cachorro reflete a educação recebida dos donos.

Se você pretende receber um pitbull branco na família, invista no adestramento e na socialização desde cedo, enquanto ele ainda é um filhotinho.

As brincadeiras do pitbull branco podem ser um pouco brutas devido ao seu porte e força, mas isso não é sinônimo de violência e agressividade. 

Reconheça os esforços do seu cão para ser mais delicado com muito carinho, afeto e até alguns petiscos: aos poucos ele vai entender os limites da sua força e até onde pode ir com a brincadeira sem machucar alguém sem querer.

Cuidados com o pitbull branco

Cuidados com o pitbull branco

De maneira geral, para manter seu pitbull branco saudável você deve oferecer uma ração de qualidade, em quantidade adequada para sua idade, seu peso e sua fase da vida.

Deixe a disposição, também, um bebedouro sempre limpo e com bastante água fresca. Brinquedos e petiscos adequados ao seu porte e força física são sempre bem-vindos. Por fim, leve-o para passeios rotineiros, para que o cão possa se exercitar e socializar com outras pessoas e animais.

Não deixe de levar seu pitbull branco a consultas regulares com o médico veterinário para manter suas vacinas em dia e obter orientações sobre como cuidar melhor do seu amigo peludo.

Lembre-se de que essa é uma raça muito apegada aos donos, então programe seu dia para passar alguns bons momentos na companhia do seu companheiro.

O pitbull branco tem expectativa de vida de 12 a 16 anos de idade. São vários anos para você encher seu cachorro de carinho e receber de volta muito amor e gratidão.

Para finalizar, uma dica importante: se você souber de pessoas ou locais que promovem brigas entre cachorros ou outros animais, não fique calado, denuncie!

Essa pode ser a única chance que esses bichinhos vão ter de recomeçar, sendo tratados com dignidade e amor, como deve ser.

Continue sua leitura com esses artigos selecionados especialmente para você:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário