Quantos dias a cadela sangra no cio?

Compartilhar:


Quantos dias a cadela sangra no cio: entenda!

É muito comum que os tutores de cachorrinhas não castradas já tenham percebido algumas gotas de sangue pela casa, pelo menos uma vez a cada seis meses. O cio pode ser um período muito conturbado, tanto emocionalmente quanto fisicamente para a sua amiguinha. Por isso, a pergunta “quantos dias a cadela sangra no cio?” é bastante recorrente.

Durante essa fase, que ocorre duas vezes por ano, é preciso tomar algumas precauções com a cadela, principalmente se você tiver cachorros machos em casa. Mas não se preocupe, pois aqui iremos explicar tudo o que precisa saber sobre o cio das cadelas. 

Afinal, quantos dias a cadela sangra no cio?

Antes de responder a essa pergunta, é importante esclarecer o que é o cio. Vamos lá?

As fêmeas passam pelo primeiro cio assim que atingem a maturidade sexual e, assim, desenvolvem a capacidade para se reproduzir. Normalmente, isso ocorre aos seis meses de vida, aproximadamente. E, geralmente, a cadela sangra no cio de cinco a dez dias.

As alterações físicas mais claras e que destacam esse período estão relacionadas ao aumento e vermelhidão da vulva, além das gotinhas de sangue que podem respingar por onde a cadela passar. Inclusive, por conta do incômodo que esses sintomas causam, é provável que a cadelinha passe bastante tempo lambendo a sua vulva – o que não é nada ideal.

Além disso, ela vai passar por um turbilhão de sintomas emocionais. Isso porque o cio traz à cadela uma grande confusão hormonal, em que pode se sentir mais carente e dependente dos tutores, ou mesmo mais agressiva, tanto com os seres humanos quanto com os cachorros que se aproximarem dela.

Sendo que o cio tem a procriação como finalidade, a fêmea começa a exalar um cheiro extremamente irresistível para os machos, que, de imediato, passam a persegui-la para tentar acasalar.

A castração pode ajudar nessa situação?

Quantos dias a cadela sangra no cio: entenda!

Como já vimos, o cio é um período muito desconfortável para a cadela. Ele impacta diretamente no comportamento dela, trazendo, também, sintomas físicos bastante incômodos. Então, você, como tutor, quer saber como ajudar a sua pet nesses momentos tão difíceis? A resposta é simples: castração!

Essa cirurgia tem como finalidade evitar a reprodução incontrolada ou indesejada. Ademais, é extremamente eficaz na prevenção de diversas doenças relacionadas aos hormônios sexuais, tais como o câncer de mama, útero, ovário, entre outros. 

Então, resumindo, se você não tem a intenção de deixar a sua cadela ter filhotes, é de suma importância que ela seja castrada. Esse procedimento, além de evitar a gravidez, protege a fêmea da mastite, dos cânceres e evita a piometra, uma infecção bacteriana que ocorre no útero e deve ser tratada com muita urgência.

Para saber a melhor idade de castrar a sua cadela, é de extrema importância consultar um veterinário. Infelizmente, não existe um período correto para a realização do procedimento, porque essa resposta varia em cada cadela. Mas, de um modo bem generalizado, os profissionais costumam recomendar que a castração seja feita entre o primeiro e o segundo cio.

Caso você tenha interesse em produtos e acessórios para cachorros, a loja da Cobasi conta com opções incríveis!

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário