Roedores de estimação: saiba como cuidar desses pets

Compartilhar:


roedores de estimação

Vamos falar sobre os roedores de estimação que há muito tempo conquistam os nossos corações?

Primeiramente, é importante esclarecer que, de acordo com o IBAMA, podemos considerar animais de estimação aqueles cuja adoção foi autorizada e certificada. Além disso, animais domésticos podem ser de estimação, mas também podem ser de fazenda.

Como dissemos anteriormente, você sabe quem são os roedores de estimação? Entre os mais queridos aqui no Brasil estão hamster, porquinho-da-índia e chinchila.

E se você está sentindo falta dos coelhos nessa lista, saiba que apesar de terem hábitos de roedores, eles são considerados lagomorfos (pequenos mamíferos herbívoros).

Antes de tudo, é importante lembrar que, independentemente do roedor que escolher para cuidar, procure um médico veterinário para acompanhar a saúde do seu pet.

Continue acompanhando a leitura para saber um pouco mais desse universo de roedores.

Os roedores de estimação queridinhos

O hamster é um dos roedores mais queridos, já que esse amigo não precisa de muito espaço. Sendo assim, basta ter uma gaiola adequada, ração específica, água, alguns brinquedinhos e uma limpeza frequente.

É pra se apaixonar! Tenha certeza que vai se apaixonar à primeira vista! Conheça as principais raças:

Hamster Sírio

O hamster sírio costuma ter 15 centímetros e uma pelagem macia e brilhante, que pode ser lisa ou ondulada.

Costuma viver em média por 2 anos, e ser tímido, por isso precisa de um tempo para se entregar totalmente. Tenha calma com o início dessa amizade.

Depois de ambientado, só quer saber de correr pela gaiola e explorar os brinquedos. Haja energia para este pequeno territorialista, que adora ficar na gaiola!

Hamster Anão Russo

Essa espécie é ainda menor! São apenas 11 cm de muita fofura e olhos pretos. Suas cores podem variar, mas seu comportamento é sempre dócil e sociável.

Por fim, outra característica marcante dele, é a possibilidade de hibernação, comum entre os selvagens, mas pode ocorrer entre os domesticados também.

Hamster Chinês

Esse é um dos menores roedores, mede entre 10 e 12 cm. É fácil de ser identificado, porque tem a cauda mais longa que os outros hamsters.

Além disso, ele é sempre bem agitado e precisa receber carinho e contato desde o nascimento para ir se acostumando. Do contrário, tende a ser arisco.

Porquinho-da-índia

Para quem está em busca de máxima fofura e carinho, esse é o pet ideal. O porquinho-da-índia é muito sociável e adora companhia.

Os cuidados são bem simples! Geralmente, ele só precisa de espaço livre, água, ração adequada e brinquedinhos.

Chinchila

A chinchila é dócil e exige cuidados simples. Por isso, basta uma alimentação adequada, brinquedos e, como detesta água, toma banho a seco.

Prepare-se para uma companheira de longa data, já que é uma espécie bem resistente e pode viver até 20 anos. Incrível, né?

Gerbil

Com coloração que vai do branco ao dourado com preto, o gerbil é puro carisma em um corpo mais alongado e com olhos escuros.

Também chamado de Esquilo da Mongólia, esse pet é muito comum na Europa. Além disso, seus hábitos lembram os do hamster e, apesar de não ser considerado um roedor doméstico, pode ser adotado em criadouros certificados. 

Quer saber mais sobre pequenos pets? Tem mais conteúdo pra você aqui:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário