Guia completo dos roedores de estimação

Compartilhar:


Chinchila é um dos roedores de estimação preferidos dos brasileiros

Roedores de estimação são animais muito fofos e simpáticos que, por serem pequenos, ocupam pouco espaço e também demandam menos cuidados que outros pets, como cães e gatos. Por essas e outras, hamsters, chinchilas, porquinhos-da-Índia, twisters, camundongos domésticos e gerbils conquistaram o coração de muitos brasileiros e se tornaram pets em muitos lares no país. 

Apesar de se adaptarem bem à vida junto aos humanos e serem animais de fácil manutenção, os roedores de estimação, como qualquer outro pet, requerem cuidados específicos para cada espécie. Por isso, antes de levar para casa um desses pequenos animais, é fundamental que você entenda o que é necessário para que eles tenham saúde, qualidade de vida e longevidade.

Continue a leitura e descubra qual é o roedor doméstico perfeito para você!

Chinchila, a queridinha dos roedores de estimação

Tranquilas e simpáticas, as chinchilas são roedores de baixo custo e fácil manutenção, sendo os pets ideias para quem vive em espaços pequenos e não tem muito tempo para dar atenção aos animais. Manso, limpo e carinhoso, esse animal tem hábitos noturnos e costuma ficar sonolento durante o dia. Por isso, o ideal é brincar com ela durante a noite ou logo cedinho, de madrugada.

As chinchilas adoram brincar soltas pela casa e deixá-las fazer isso é saudável, sempre com supervisão para garantir que elas não se machuquem saltando ou roendo algum cabo elétrico. Porém, elas precisam ter uma gaiola espaçosa, limpa e arejada, equipada com esconderijos, prateleiras e andares, um fundo forrado com substrato, comedouro e bebedouro adequados, brinquedos, uma roda para que ela se exercite, garantindo assim sua qualidade de vida. Quanto maior e mais alta for a gaiola, mais confortável a vida do pet, já que esses roedores são por instinto, excelentes saltadores. 

Com sistema digestivo sensível, esses roedores precisam de uma alimentação bastante equilibrada. É importante oferecer ao animal uma ração própria para sua espécie, que não contenha grãos como ervilha, amendoim, milho e sementes de girassol, que fazem mal a esses pets. Naturalmente herbívoras, as chinchilas gostam de alfafa em cubos, ramas e frutas desidratadas, como banana, maçã e uva. Esses petiscos podem inclusive ser usados para ensinar o animal a obedecer quando você precisar.

O simpático porquinho-da-Índia

Fofos, os porquinhos-da-Índia estão entre os roedores mais meigos e dóceis do mundo dos pets. Além de adorarem carinhos, eles são cheios de energia, mas fáceis de cuidar. Por serem pequenos – os machos podem chegar a medir 25 cm e pesar cerca de 1 kg -, esses animais não demandam muito espaço e podem viver tranquilamente em gaiolas

A gaiola ou cercado onde seu porquinho-da-Índia irá viver deve ser escolhida com cuidado para garantir o bem-estar do animal. É necessário que ela tenha espaço suficiente para que ele possa se movimentar e se sentir confortável. Esses roedores são muito suscetíveis às mudanças de temperatura – a temperatura ambiente ideal para a espécie pode variar entre 18°C e 25°C -, então o ideal é optar por modelos bem arejados, para que o interior da casinha não fique muito quente. Além de equipar a gaiola com comedouros e bebedouros adequados para a espécie, também é indicado enriquecer o ambiente com tocas e brinquedos que estimulem o porquinho a se exercitar e brincar.

Herbívoros, os porquinhos-da-Índia podem se alimentar de hortaliças frescas e frutas, além de ração específica para a espécie e feno. Não podem faltar nas refeições diárias alimentos com grande quantidade de vitamina C, além de uma quantidade equilibrada de cálcio e fósforo, calculada de acordo com as necessidades da espécie. Nunca sirva ao porquinho-da-Índia rações que não sejam apropriadas para a espécie e consulte sempre um veterinário para entender as especificidades de cada animal.

Hamster, roedores de estimação pequenos e fofos

Muito fofo e charmoso, os hamsters conquistam crianças e adultos e se adaptam facilmente à vida da família humana, trazendo alegria aos tutores. O pequeno roedor costuma ter hábitos noturnos e dormir durante o dia, por isso o horário da brincadeira é ou de manhã ou no final da tarde. Conhecidos pelos dentes grandes, bochechas inchadas e por serem bastante comilões, eles não fazem muito barulho e nem exalam odores fortes

A escolha da gaiola para o seu hamster é muito importante já que ela será o lar do bichinho durante sua vida. Esses roedores gostam de viver em um espaço onde se sintam seguros e confortáveis. O ideal é que eles tenham uma casinha bem ventilada e espaçosa, de acordo com o seu tamanho. 

Os hamsters são animais muito ativos e por isso os brinquedos são imprescindíveis. Para se manterem felizes e saudáveis, esses animais precisam se exercitar e por isso é tão comum vermos um hamster correndo em sua roda de exercícios. Além da roda, pontes, escadinhas e quaisquer outros acessórios que façam com que o pet possa se movimentar bastante são indicados. Esses roedores se divertem facilmente, portanto a escolha dos outros brinquedos fica a critério do tutor. 

Esses roedores são bastante resistentes e raramente ficam doentes. Para mantê-los saudáveis, porém, é fundamental que eles sejam bem alimentados e hidratados. O indicado é que eles tenham a ração feita especialmente para eles como base da alimentação e comam frutas e vegetais frescos como petiscos de 2 a 3 vezes na semana. Escolha sempre um alimento de alta qualidade, que garanta a melhor nutrição possível ao pequeno roedor. A quantidade ideal é a suficiente para encher ambas as bochechas do animal, o que equivale, aproximadamente, a 15 g para um hamster sírio e 8 g para um hamster anão. 

O companheiro rato Twister

Gaiola para dois ratos Twister

Divertido e inteligente, o Twister é um roedor dócil e companheiro. Grande se comparado com outros ratos, esse animal chega a ter até 30 cm de comprimento e, por isso, pode precisar de uma gaiola um pouco maior. Além do espaço para que ele possa se sentir confortável e se movimentar, o habitat desse pet precisa ser equipado com bebedouro e comedouro adequados, além de uma rodinha para que ele se exercite, brinquedos e tocas para que ele possa gastar energia e se esconder.

Inteligente, interativo e curioso, esse animal gosta muito de brincar com os humanos e precisar estar sempre em contato com os tutores para desenvolver confiança neles. A alimentação da espécie deve ser feita com uma ração feita especificamente para roedores de estimação, que atenda às necessidades nutricionais do animal, e pode ser complementada com frutas e vegetais frescos. Consulte sempre um veterinário especializado para conhecer melhor os cuidados que você precisa ter com o seu amigo.

Camundongos domésticos

Inteligente, sociável, dócil, rápido e hiperativo, o camundongo é ótimo como animail de estimação e se adapta bem em todos os tipos de lares. Podendo medir entre 10 e 12 cm, esses roedores precisam de atenção para se acostumarem aos tutores e não tentarem fugir. Quando socializados, eles se dão muito bem com pessoas e outros animais. Para garantir o bem-estar do animal, é importante que a gaiola seja grande e que tenha muitas tocas e abrigos para que o animal possa ter o seu espaço e se sentir seguro. Lembre-se de equipar o habitat do seu amigo com comedouro e bebedouro adequados, além de brinquedos para que ele possa gastar toda a sua energia. Esses ratos são famosos por gostarem de correr em rodinhas, então, não deixe de colocar uma delas na gaiola

Os camundongos são animais muito limpos e têm o hábito de se higienizar como os gatos. Por isso, para que eles fiquem felizes e saudáveis, é muito importante que sua casa esteja sempre limpa. Use sempre um bom substrato no fundo da gaiola, para absorver os dejetos do animal, evitando sujeira e odores.

Gulosos, os camundongos precisam de uma alimentação adequada e equilibrada, como qualquer outro animal de estimação. Além de frutas e legumes que podem ser oferecidos como petiscos, procure sempre uma ração específica para roedores, garantindo que seu amigo ingira os nutrientes e minerais indicados para a espécie. Vale também consultar sempre um veterinário para entender as especificidades de cada animal.

Gerbil ou Esquilo da Mongólia

gerbil é um dos roedores de estimação preferidos para ambientes pequenos
O gerbil é um dos roedores de estimação preferidos para ambientes pequenos

Simpáticos e muito curiosos, esses roedores de estimação estão entre os mais interativos e de fácil manutenção. O gerbil, também conhecido como esquilo da Mongólia, adora receber carinho e brincar. Lembre-se apenas de nunca segurá-lo pela cauda, pois existe o risco de fratura e ele odeia ser tocado nessa parte do corpo.

Como todos os outros roedores, esse animal precisa de uma gaiola espaçosa, equipada com comedouro e bebedouro adequados, tocas e abrigos, e muitos brinquedos para que ele possa gastar toda a sua energia. A roda também é indicada para o esquilo da Mongólia, que adora gastar energia brincando.

A alimentação deve ser adequada e equilibrada: ofereça sempre a ração uma específica para roedores, garantindo que seu amigo ingira os nutrientes e minerais indicados para a espécie, e evite alimentos humanos.  Além da ração, frutas e legumes podem ser oferecidos como petiscos. E não se esqueça de sempre consultar um veterinário especializado para conhecer as necessidades de cada animal.

Agora que você já sabe tudo sobre roedores de estimação, qual é o pet ideal para a sua família?

Confira mais dicas sobre roedores:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário