Tártaro em cachorro e gato: Como evitar este problema?

28 de janeiro de 2020

Cachorros, Saúde e Cuidados
cachorro escovando os dentes para evitar o tártaro
Escovar os dentes do seu pet a cada 3 dias ajuda a prevenir o tártaro.

O tártaro em cachorro ou em gato vai muito além do mau hálito. As bactérias responsáveis pelos dentes amarelados e pelas placas formadas por toda a boca do animal podem causar sérios problemas de saúde. Por isso, a higiene bucal de cães e gatos deve ser uma prioridade para os tutores.

Escovar os dentes do cachorro e do gatinho com frequência, oferecer petiscos para a cuidado bucal e utilizar outros produtos são ações que ajudam a evitar o tártaro em cães e gatos. Quer saber como evitar este problema no seu bichinho? Saiba mais abaixo!

O que é o tártaro em cachorro?

Tártaro é uma placa bacteriana, ou seja, bactérias que juntas calcificam e são capazes de encobrir a superfície dos dentes. Assim como nos seres humanos, o tártaro é resultado do acúmulo e endurecimento das bactérias, restos de comida e outros resíduos. Além de deixar os dentes do seu animal manchados, dificultar a mastigação e causar mau hálito, também podem causar problemas de saúde.

Um dos resultados do tártaro em cachorros é o recuo da gengiva. A diminuição da gengiva é muito dolorosa e pode expor as raízes dos dentes do seu pet. Raízes expostas causam ainda mais dor e deixam os dentes suscetíveis às cáries.

A presença de bactérias atrai ainda mais microorganismos. Por isso, gatos e cães com tártaro são mais propensos a infecções que podem gerar graves problemas de saúde. O tártaro pode até desencadear problemas no coração e no estômago do animal

Agora que você já sabe o que é o tártaro em cachorro, descubra como evitar.

Como evitar tártaro em cães?

Escovando os dentes do cachorro
Creme dental, escova e sprays auxiliam na prevenção ao tártaro em cachorro.

Assim como os seres humanos, os animais também precisam de higiene bucal frequente.

A melhor maneira para prevenir o tártaro em cachorro e em gato é a escovação dos dentes do seu pet com produtos adequados. A frequência ideal para escovar os dentes do seu cachorro é pelo menos a cada três dias. O mesmo vale para os gatos. O tártaro é formado em cerca de 36 horas, por isso, ao escovar a cada três dias, você impede a formação das placas bacterianas causadoras de mau hálito e diversas doenças.

Alguns tutores preferem a escovação diária para manter uma rotina de cuidados mais intensiva. A escovação diária auxilia também na eliminação das bactérias causadoras de cáries.

Escovar os dentes do seu cachorro e do seu gatinho três vezes por semana pode parecer muito trabalho, mas vai evita problemas de saúde e despesas com veterinário. Pets que não têm uma rotina de higiene bucal podem acabar precisando realizar o chamado tratamento periodontal, ou seja, a remoção das placas de tártaro realizada por médicos veterinários. Apesar de ser um procedimento simples, exige anestesia no animal. Além de expor animais ao risco da anestesia, ainda gera outros custos ao tutor, pois além do procedimento ainda é necessário realizar exames pré-anestésicos.

Está convencido que cuidar da saúde bucal do seu cachorro é a melhor opção? Descubra o que é necessário para a escovação.

O que é necessário para a escovação?

Para escovar os dentes do seu pet, é essencial que você tenha produtos específicos para animais. Isso porque pastas dentárias para humanos contêm componentes químicos que podem fazer mal para seu cachorro.

Gel dental pet

As pastas de dente para cachorro e para gato possuem sabores diferentes que os pet adoram, não fazem mal para o animal e auxiliam na limpeza oral.

Escova para pet e dedeira

As escovas para pet possuem cerdas macias e um formato que facilita a limpeza de todos os dentes. As dedeiras são ideais para limpas a gengiva, a língua e o céu da boca do seu cãozinho.

Spray bucal

O spray bucal pet é usado para eliminar e previnir o mau hálito. Mas, atenção. Ele não substitui a escovação!

Solução bucal

As soluções bucais também são auxiliares no combate, tratamento e prevenção do tártaro. O produto deve ser diluído em água fresca diretamente no bebedouro do animal. É importante trocar a água do cãozinho todos os dias para que a solução bucal faça efeito e para que o consumo não faça mal ao bichinho.

Meu cachorro não gosta de escovar os dentes

Filhote de cachorro e escova de dentes pet
Acostume seu pet desde filhote com brincadeiras e reforço positivo.

É comum que cães e gatos estranhem o momento da escovação. Por isso, indicamos que você treine seu pet desde filhote. Escove os dentes de filhotes de até 1 ano com a escova dental pet, mas sem pasta. Acostume o animal a ter momentos diários em que você coloca as mãos na boca dele, passa a escova nos dentes e ele fica calmo. Após 1 ano, você já pode usar o creme dental e transformar esse momento de brincadeira em alguns minutos de saúde.

Mas, nunca é tarde para ter hábitos saudáveis. Você animais mais velhos podem estranhar a higiene bucal. A dica é deixar com que o cão ou a gatinha se acostume à escova, à pasta e a ter alguém mexendo na boca dele. Começa com poucos segundos por dia e aumente o tempo de escovação gradativamente.

Aposte no reforço positivo! Faça muito carinho no seu pet durante a escovação e ofereça petiscos durante o treino.

Outras opções de prevenção de tártaro em cachorro

Além de escovação, existem outras opções para reforçar a higiene bucal do pet e prevenir o tártaro em cachorros e gatos.

Na Cobasi, você encontra diversos biscoitinhos e petiscos para pet que possuem receitas e formatos desenvolvidos especialmente para auxiliar na higiene bucal. O pet se diverte e ainda cuida da saúde.

Além disso, existem os brinquedos específicos para evitar formação de tártaro nos dentes dos pets. Bolinhas, ossinhos e várias outras versões de toys para seu cãozinho morder e limpar os dentes mecanicamente. Esses brinquedos são ótimos complementos para a escovação. Entretanto, é preciso ter cuidado na hora de escolher o ossinho e sempre supervisionar seu pet enquanto ele brinca.

Outra dica para evitar tártaro em cães e gatos é cuidar da dieta do seu animal. Sem dúvida é difícil de resistir àqueles olhinhos pedindo comida da mesa. Só que quanto melhor for a dieta do seu cachorro ou gatinho, melhor vai ser a saúde em geral e dentária. As rações secas também ajudam a manter a higiene bucal do seu pet e evitam a formação dos cálculos dentários.

Manter a alimentação do seu cão ou seu gato baseada em ração para pet é uma forma de reduzir a formação do tártaro, manter o peso adequado e a

Tipos de tratamento de tártaro em cachorro

cachorro com tártaro avançado
O tártaro pode causar calcificações que encobrem os dentes do animal.

Existem várias formas de prevenir o tártaro em cachorro e gato, mas com a idade do animal, é normal que ele se forme. Quando isso acontece, apenas um médico veterinário pode ajudar. Foque na prevenção do tártaro, que é algo que você pode fazer pouco a pouco todos os dias em casa.

No caso do tártaro em cães, o veterinário pode fazer uma limpeza dental, chamada de tratamento periodontal. Nele, o médico veterinário remove todos os cálculos, higieniza a gengiva e pode também fazer a extração de dentes quebrados ou doentes.

Na maior parte dos casos, o cão fica sob anestesia enquanto o médico retira a placa de tártaro. Sendo um procedimento que exige um animal saudável e com os exames em dia.

Você tem mais alguma dúvida sobre tártaro em cachorro ou em gato? Deixe seu comentário!

Quer mais dicas de saúde para cuidar bem do seu cão ou gatinho? Confira os materiais que separamos para você!