Tubarão é vertebrado ou invertebrado? Descubra!

Compartilhar:


tubarão é vertebrado ou invertebrado

O tubarão já foi um astro nos cinemas americanos, conquistando fãs de diversos lugares. Talvez seja até isso que tenha tornado esse animal um dos mais temidos pelos os seres humanos. Apesar disso, podemos dizer que não são todos os tubarões que são ferozes como os descritos em Hollywood. Apesar da grande divulgação nas telonas, é comum sabermos pouco sobre esse animal. Afinal, o tubarão é vertebrado ou invertebrado?

De modo geral, podemos afirmar que o tubarão é um animal vertebrado da classe dos Chondrichthyes, ou seja, ele é um peixe cartilaginoso, e da subclasse Elasmobranchii. Esse animal possui diversas características, mas uma das principais é o fato de possuir um esqueleto cartilaginoso com deposição de cálcio. Além disso, são carnívoros e ocupam os níveis superiores das cadeias alimentares dos ambientes marinhos. Ou seja, sim! O tubarão é totalmente vertebrado.

Vale destacar também que os tubarões habitam os mais diversos ambientes oceânicos, desde a costa a grandes profundidades e diferentes temperaturas. Agora que você já sabe se o tubarão é vertebrado ou invertebrado, que tal conferir algumas características desse animal? Vamos nessa?!

O tubarão é vertebrado ou invertebrado?

Como dito anteriormente, podemos afirmar que o tubarão é um animal vertebrado, uma vez que possui coluna vertebral. Além disso, esses animais, geralmente, apresentam grande porte. Para você ter uma noção, existem espécies que podem alcançar até 20 metros de comprimento. 

Podemos ainda destacar que seu corpo é fusiforme; sua pele, áspera e resistente, é recoberta por escamas placoides, cujas formas e distribuição melhoram consideravelmente a eficiência da natação. Outro fato interessante é que os tubarões apresentam nadadeiras sustentadas por raios e o ramo dorsal da cauda maior que o ventral. 

tubarão é vertebrado ou invertebrado

Outra característica importante sobre tubarões é que seu sistema sensorial é bem desenvolvido, por isso, eles têm uma visão incrível. Além disso, a fecundação é interna, esses animais apresentam respiração branquial e não apresentam bexiga natatória.

Saiba mais sobre ataques de tubarão

A verdade é que não existe uma pessoa que não tenha medo de um ataque de tubarão, e os filmes de Hollywood estão aí para provar. Apesar disso, são poucas as espécies que representam algum perigo, sendo assim, os ataques são relativamente raros. O Brasil está em nono lugar na lista de países com maior número de ataques registrados.

Ainda em território nacional, a maior concentração de ataques acontece em Recife. Entre os fatores que contribuem para esse grande número de ataques pode estar a construção do Porto de Suape. Para essa construção, desmatou-se uma grande área de manguezal, afetando a cadeia alimentar marinha na região.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário