Vacina Vanguard: vantagens e diferença entre V8 e V10

Compartilhar:


cachorro tomando vacina vanguard

A vacina Vanguard é uma forte aliada dos tutores de cães, pois atua na proteção do bichinho, impedindo que certas doenças graves e até zoonoses afetem seu sistema imunológico. A responsável pelo desenvolvimento e produção é a empresa Zoetis. A seguir, vamos comentar sobre as principais diferenças entre as fórmulas e prevenções disponíveis.

Saiba como manter seu amigo protegido durante os passeios ao ar livre e contato com outros animais através da vacinação.

Para que serve a vacina Vanguard?

Os pets recebem as vacinas a partir dos seus 6 semanas de vida para controle de doenças graves que colocam a saúde deles em risco. Sendo assim, a vacina Vanguard atua protegendo o bichinho e está disponível em mais de uma versão.

Por fim, a administração ocorre via subcutânea ou intramuscular. No mais, a recomendação é que as 3 doses iniciais sejam aplicadas após 6 semanas do nascimento, 9 semanas e 12 semanas, respectivamente.

Qual a diferença entre a vacina Vanguard V8 e a V10?

A prevenção obrigatória para qualquer cão está disponível em duas fórmulas com características específicas. A primeira delas é a V8, responsável por proteger o animal das seguintes doenças: cinomose, hepatite, parainfluenza, parvovirose, coronavirose e leptospirose (Sorovares Canicola e Icterohaemorrhagiae). 

Por outro lado, o tutor que investe na V10(Vanguard Plus) tem duas vantagens: proteção contra as cepas Grippotyphosa e Pomona. Além dessa imunização, a vacina contra raiva também é regra para qualquer cão, pois se trata de uma patologia grave.

Vantagens em vacinar seu cachorro contra a gripe canina

cachorro depois de tomar vacina vanguard

A vacina Vanguard B Oral é para proteger os bichinhos da tosse da doença respiratória infecciosa canina, a tosse dos canis. A patologia pode atingir animais de qualquer idade, porte e raça, além disso, é uma alta recomendação para cachorros que frequentam ambientes externos e com outros animais.

Uma das vantagens desta aplicação é que ela é feita oralmente, ao contrário de outras que são via nasal, sendo assim menos desconfortável para o pet. Porém, a primeira se repete, já a segunda é feita em dose única.

E falando em vacinas complementares, considere também a prevenção contra a giardíase. É uma doença causada pelo protozoário Giardia que causa diarreia, vômito, apatia e falta de apetite no bichinho. A transmissão costuma acontecer através do contato do animal com fezes infectadas, mas também ingestão de cistos contaminados.

Depois de quanto tempo deve acontecer o reforço?

Todas as vacinas que o seu cão toma no começo da vida devem ser repetidas anualmente, é o reforço obrigatório. O ideal é não atrasar a data. Por isso, tenha sempre a carteirinha de vacinação em dia e guarde-a em um local seguro. Possíveis demoras podem afetar o processo de imunização.

O cuidado com a saúde do seu bichinho é fundamental, pois faz parte do bem-estar e qualidade de vida que você oferece para ele. E lembre-se que todas as aplicações devem ser feitas e acompanhadas por um médico veterinário. A vacinação acompanha o animal por toda a sua vida, visto que o protege contra doenças graves.

Gostou do conteúdo? Então leia mais sobre pets no nosso blog:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

2 Comentários

  1. INGRID VON RANDOW disse:

    Qual valor da V8 e vacina Anti rábica?

Deixe o seu comentário