Comedouro e bebedouro para pássaros: guia definitivo

Compartilhar:


bebedouro para pássaros

O comedouro e o bebedouro para pássaros são dois dos itens mais importantes para quem cria aves na gaiola e também livres. Existem modelos abertos e fechados, e em materiais como plástico, acrílico, vidro, porcelana, aço inoxidável e cerâmica. Cada um possui algumas vantagens específicas, como garantir que o alimento ou água fiquem bem armazenados e conservados.

A escolha do comedouro ou bebedouro de passarinho, vai depender sempre de necessidades específicas, como: espécies, quantidade de aves no viveiro e o tipo de gaiola.

Vamos conhecer mais sobre isso neste guia completo sobre comedouro e bebedouro para pássaros.

Bebedouro para pássaros

O bebedouro para passarinho é imprescindível para qualquer criação de aves domésticas e exóticas, seja em gaiolas ou em viveiros. Existem os mais variados tipos e modelos!

Cada um deles é mais ou menos indicado para cada grupo de aves. A principal diferenciação é o tamanho da ave e a forma como captam água com os bicos. Sendo assim, o bebedouro para pássaros pode ser vertical ou horizontal.

A água que é colocada nesse bebedouro deve ser preferencialmente filtrada, limpa e trocada todos os dias. Já a limpeza do item deve ser frequente e sistemática. A boa saúde da ave está diretamente ligada aos cuidados com a higiene da gaiola.

Agora que você já tem um panorama geral sobre os tipos de bebedouros para aves, vamos conhecer um pouco mais sobre cada um deles?!

Bebedouro de plástico

O bebedouro para pássaros de plástico é um dos mais conhecidos na criação de aves que vivem em gaiolas. O material torna seu custo mais acessível, se mostrando uma das escolhas favoritas dos tutores.

Geralmente eles são verticais e possuem o formato cilíndrico. Todos têm uma área de escape da água bem pequena, que o torna perfeito para os Passeriformes, que possuem o bico curto e fino, como o Sabiá, o Pardal e o Bem-Te-Vi.

Podem ser horizontais também, assemelhando-se muito a uma pequena banheira e, em alguns casos, vem uma divisória para servir de bebedouro e comedouro em um único produto.

Uma informação muito importante, mas que nem todo criador de pássaros sabe é que os bebedouros opacos, aqueles que não são transparentes são indicados para a suplementação vitamínica das aves. Sua opacidade impede a passagem direta da luminosidade, evitando, assim, a oxidação das vitaminas, processo na qual a vitamina perde suas propriedades. Eles também costumam possuir marcações volumétricas para melhor controle de dosagem.

A higienização e troca da água devem ser feitas diariamente, o máximo de vezes que for possível.

Bebedouro para pássaros de aço inoxidável

O aço inoxidável se mostra como uma ótima opção de bebedouro para pássaros de qualquer espécie, seja de bico reto ou curvo. O seu principal atrativo é a resistência, mas ele também tem um belo visual.

Esse bebedouro de passarinho é feito de um material anticorrosivo e que tem alta resistência física. Difícil de apresentar ranhuras, se mostra como excelente alternativa higiênica, pois quanto mais liso se manter, menos chances de proliferação de microrganismos nocivos à saúde das aves.

Uma vantagem deste produto, é que a água de seu animal tende a ficar sempre fresca para o consumo.

Bebedouro para pássaros de porcelana

Os bebedouros de porcelana se confundem com os comedouros, pois podem ser utilizados da mesma forma. São produtos muito bonitos, que conferem um belo adereço à gaiola.

Além disso, são resistentes, por se tratar de um material maciço. No entanto, tome cuidado, pois eles não estão imunes a quebras por impactos. Se tratados com cuidado, a sua durabilidade é alta, mesmo se colocada à disposição dos Psitacídeos, que adoram bicar os itens da sua gaiola.

O bebedouro para pássaros de porcelana pode ser usado tanto para estes de bico curvo, quanto para os Passeriformes.

Excelente para higienizar, possui a superfície lisa, evitando ranhuras, que são propícias para o desenvolvimento de bactérias. A água tende a ficar sempre com uma temperatura ideal para a ave se refrescar.

Bebedouro para Beija-flor

O bebedouro para Beija-Flor é encontrado em vários modelos. O mais conhecido é feito de plástico, por isso, costumam ter um ótimo custo-benefício para o consumidor.

Suas cores sempre são fortes, como laranja e vermelho. Além de deixá-los muito bonitos, as cores chamativas são semelhantes às das flores cheias de néctar. Na base do bebedouro, existem algumas aberturas individuais, estreitas e finas, combinando perfeitamente com a anatomia do bico dessas aves, que é estendido e fino.

Geralmente é colocado em uma área externa, o bebedouro para Beija-flor é utilizado sempre com água filtrada e néctar, um alimento desenvolvido especialmente para essa espécie. Compre sempre a mistura pronta e nunca utilize mel, açúcar refinado, groselha e demais açucarados, que podem fermentar e causar doenças aos Beija-flores.

Ficou fácil escolher o melhor bebedouro para pássaros, não é?! Agora vamos aprender mais sobre os comedouros.

Comedouros para pássaros

Para escolher o comedouro correto deve ser observado principalmente a espécie da ave e seu hábito alimentar. Então, se é uma ave pequena da ordem dos Passeriformes, que se alimenta basicamente de sementes, o comedouro menor com abertura pequena é uma ótima opção. Contudo, se a ave for de porte médio ou grande e da ordem dos Psitacídeos, que se alimentam de sementes e grãos um pouco maiores, o comedouro maior, deve ser de aço inoxidável ou porcelana por ser mais resistente.

Comedouro de plástico

Assim como o bebedouro para pássaros de plástico, os comedouros desse material se mostram como uma ótima opção pelo custo reduzido. São indicados para os pássaros de bico fino e curto, como Canário, Manon, Mandarin, Diamante Gould e Rolinha Diamante.

Essas aves dificilmente destruirão os comedouros, pois não ficarão bicando o plástico. Podem, no entanto, sujar bastante a gaiola e demais itens que nela estão. Para reduzir a sujeira, existe uma proteção também de plástico para comedouros, que é uma espécie de capota. Esse anexo, envolve as laterais e a cobertura do comedouro, evitando que o alimento seja desperdiçado e caia em excesso.

Os comedouros de plástico não são muito indicados para os Psitacídeos, já que eles têm grande potencial para destruir ao brincar com o item.

Os bebedouros para pássaros e comedouros desse material devem ser trocados com maior frequência. Por sua menor resistência às ranhuras, eles são passíveis de proliferação de microrganismos prejudiciais à saúde da ave.

Comedouro de aço inoxidável

Os comedouros de aço inoxidável se mostram com uma ótima opção de custo-benefício, pois tem um preço um pouco mais elevado em relação aos de plástico, porém possuem um belo design e são resistentes à oxidação, o processo corrosivo causado pela atmosfera.

Além de ser anticorrosivo, resiste à alta temperatura, e é fácil de higienizar e manejar. São indicados para Passeriformes, como Canários, Manons e Mandarins, e para os Psitacídeos, como as Calopsitas, Papagaios e Periquitos. Aliás, são uma perfeita opção para estas espécies, que com certeza testarão a resistência do material com seus bicos.

Comedouro de porcelana e cerâmica

Os comedouros de porcelana se mostram como uma opção mais refinada de escolha, pela sua beleza e alta resistência. É um acessório que pode ser utilizado tanto por Passeriformes, quanto por Psitacídeos. Muito fácil de limpar, é uma ótima opção para manter a comida de seu animal sempre fresca.

Outro modelo muito conhecido é o comedouro de cerâmica que pode ser feito à base de argila e sílica. Eles são aqueles itens da avicultura, possuem a cor predominante marrom e mantêm a temperatura interna de forma agradável.

É preciso ter cuidado, no entanto, com quedas para não quebrar o produto. Muito indicado para aves que comem no chão, como as galinhas.

Além do comedouro e bebedouro para pássaros

Ainda existem suportes especiais que são utilizados em áreas externas, onde colocam-se sementes, frutas e legumes. São tradicionalmente utilizados em casas com jardins, áreas verdes, parques e praças, com principal objetivo de atrair aves silvestres e nativas da região para essas localidades. Eles são uma ótima opção para quem não se identifica com o uso de gaiolas.

Os suportes podem ser de plástico ou de madeira, podendo ou não ter o formato de casinha. É importante que tenham uma cobertura para proteção e aumentar a durabilidade do produto, assim como preservar as características dos alimentos que ali são depositados.

Por falar em alimentos, eles devem ser lavados e higienizados para evitar ingestão de agrotóxicos e inibir a proliferação de bactérias e verminoses.

Naturalmente, quando esses complementos são utilizados nos suportes especiais, as aves começam a povoar os entornos de onde eles foram alocados. É uma ação tão positiva, que dependendo das frutas e sementes, essas aves podem contribuir para semear e induzir o nascimento de plantas e árvores.

Como ficam expostos ao tempo, e com alimentos altamente perecíveis, a limpeza e higiene devem ser feitas de maneira diária e frequente. É recomendado que os vegetais, grãos e outros utilizados, sejam sempre trocados. Feito isso, criamos um ambiente propício à visita dos pássaros em nossos lares, e principalmente, garantimos qualidade de vida para que os mesmos retornem continuamente para nos alegrar.

Quer mais dicas para a criação de aves? Confira os artigos que separamos para você:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Os comentários estão fechados.