Cacatua alba: exóticas, agitadas e brincalhonas

Compartilhar:


cacatua alba

As cacatuas alba chamam a atenção por sua plumagem exuberante, são simpáticas, brincalhonas e podem ser ótimas aves de estimação, no entanto, para ter uma cacatua em casa, é importante que ela seja legalizada.

Se você gosta desta ave e quer ter um bicho de estimação exótico, ela pode ser uma ótima opção. Mas antes é importante conhecer mais sobre o pet e garantir que ela seja tratada da maneira adequada. 

Continue lendo para conhecer mais sobre a cacatua e como ter uma ave dessas em casa!

Cacatua Alba: Brancas como a neve e dóceis com os humanos

A cacatua é uma ave da família cacatuidae, e a cacatua alba não é a única, além dela existem mais 21 espécies deste pássaro no mundo. 

Elas são caracterizadas por uma plumagem branca, densa e macia, possui olhos castanhos ou pretos e o bico acinzentado.

Muito semelhantes à calopsitas, elas também possuem uma crista grande e fina, que se levanta quando são surpreendidas ou estão amedrontadas. 

Quando em cativeiro, podem levantar a crista durante as brincadeiras, quando são acariciadas ou percebem a presença do tutor. Elas podem medir entre 40 e 50 cm e pesar até 1kg. 

Normalmente são encontradas na cor branca e possuem uma expectativa de vida de até 90 anos quando tratadas adequadamente. 

As cacatuas são muito divertidas, simpáticas, brincalhonas e bem agitadas. Elas são muito xeretas e curiosas, adoram saber o que o tutor está fazendo e são ótimas para interagir, não só amam, como pedem carinho. 

Diferente dos papagaios e das calopsitas, as cacatuas não falam, mas sabem emitir sons e melodias.

Se dão muito bem com crianças e idosos, adoram locais grandes e espaçosos, portanto, a gaiola desta ave deve ser de um bom tamanho

Exótica e internacional

Apesar de o Brasil ser conhecido pela sua diversidade de aves, as Cacatuas são originárias da Indonésia e costumam ser muito encontradas nas Ilhas de Halmahera.  

Por conta disso, elas são consideradas aves exóticas e são pouco comuns como aves de estimação, mas isso não quer dizer que elas não podem ser domesticadas, pelo contrário, isso quer dizer que para ter uma cacatua é necessário que a ave seja legalizada pelo IBAMA

O que é preciso para ter uma cacatua?

Antes de qualquer coisa, é fundamental compreender que a cacatua não é uma ave brasileira, sendo assim, ela é considerada um animal de estimação exótico e necessita de autorização. 

Além disso, é importante ressaltar que as cacatuas são caras, ter uma cacatua pode custar entre R$15 a R$25 mil reais, dependendo da espécie. Ela deve ser legalizada pelo IBAMA e adquirida em um criadouro autorizado

As cacatuas legalizadas vem com um documento específico e com um anel fechado na pata, usado para a sua identificação e para o controle da espécie. Essa anilha é rastreável. 

Depois de garantir uma cacatua legalizada e dentro da lei, é importante garantir os cuidados necessários a ela

cacatua alba em bando

Escolha uma gaiola

Já dissemos que as cacatuas amam locais espaçosos, portanto, garanta que ela terá uma gaiola enorme e muito confortável. O ideal é que a gaiola permita que o animal vire, salte e dê pequenos voos. 

Além disso, garanta que ela passeie fora da gaiola durante o dia.

Alimentação rica em nutrientes

Na natureza, as cacatuas se alimentam de grãos, frutas e vegetais. Quando em cativeiro, elas podem se alimentar de rações específicas, feitas a base de um mix de sementes e frutas

Cuide da temperatura

As cacatuas adoram ambientes úmidos e temperaturas quentes, portanto, garanta que ela estará longe das correntes de vento. Quando o tempo está quente ou muito seco, borrife água nas penas da ave para que elas se sintam mais confortáveis

Não se esqueça dos brinquedos!

Assim como as calopsitas, as cacatuas adoram brincar! Por isso, garanta que elas terão muitas atividades para fazer. Não se esqueça de colocar brinquedos na gaiola, poleiros, escadas, tocas e balanços são ótimas opções para deixar o pet feliz!

ZSe você gosta de aves, acesse nosso blog e leia mais sobre estes pets:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário