Cachorro que não cresce? 18 raças para você conhecer

Compartilhar:


cachorro que não cresce

Quer um cachorro que não cresce para ter em casa ou no seu apartamento? Fizemos uma lista com as 18 raças que você precisa conhecer!

Continue a leitura e descubra quais são!

Cachorro que não cresce

Preparamos uma lista completa dos cães pequenininhos para você! Nela você encontrará cachorros que não crescem quando atingem a idade adultos. São animais de porte mini e pequeno. Confira:

  • Poodle toy
  • Yorkshire Terrie
  • Lulu da Pomerânia
  • Pinscher
  • Chihuahua
  • Prague Ratter
  • Maltês
  • Papillon
  • Bull Terrier Inglês Miniatura
  • Bichon Maltês
  • Shih Tzu
  • Pug
  • Boston Terrier
  • Cavalier King Charles Spaniel
  • Dachshund
  • Buldogue Francês
  • Fox Paulistinha
  • Griffon de Bruxelas

Agora que você já conhece várias raças de cachorro que não cresce, que tal entender um pouco mais sobre pets que não se desenvolvem como deveriam.

É muito comum surgir dúvidas sobre porque o cachorro não cresce ou porque o filhote demora tanto para crescer quando comparamos ele com outros filhotes.

Isso pode acontecer por causa da falta de nutrição adequada ao filhote, ou até mesmo devido a alguns problemas de saúde que podem impedir o crescimento do animal de maneira adequada. 

Deficiência nutricional de cachorro que não cresce

A deficiência nutricional é um dos grandes fatores que podem comprometer um cachorro que não cresce. Muitas vezes isso ocorre devido a uma dieta pouco equilibrada e pobre em nutrientes, vitaminas e minerais. Isso pode acontecer tanto com cães pequenos, como os que listamos acima, quanto com aqueles de porte médio, grande e gigante.

As pessoas que oferecem dieta caseira, podem ter dificuldades em calcular todos os nutrientes que o filhote necessita para um crescimento saudável. Quando isso ocorre nos primeiros meses de vida, a deficiência nutricional pode originar alterações bem difíceis de recuperar no futuro. 

Outra causa comum é quando o desmame do filhote se dá muito antes do período indicado. A Osteodistrofia Hipertrófica é uma das deficiências causadas devido a falta de cálcio, assim como o raquitismo, que pode ter origem devido a falta de cálcio, fósforo e vitamina D.

Nesse caso, a melhor forma de evitar os problemas causados por deficiência de vitaminas e minerais é evitando um desmame antes da hora, além disso, caso o tutor opte por oferecer uma dieta caseira, é fundamental que ele busca o auxílio de um veterinário para controlar todos os nutrientes necessários para o pet. 

O ideal é oferecer uma ração específica para cachorro adulto ou filhote, além do alimento ser adequado para o porte do animal. As rações contêm todos os nutrientes necessários para a saúde do pet.

Os suplementos nutricionais devem ser oferecidos apenas com a indicação de um médico veterinário, que irá avaliar as condições do cão para indicar a dosagem correta. 

Quais doenças podem afetar o crescimento do cachorro?

cachorro filhote

Existem cães pequenos, mas também existem aqueles cachorro que não crescem. Um cachorro que não cresce pode sofrer de hipotiroidismo congênito, ou seja, ele nasceu com a incapacidade de produzir os certos hormônios suficientes. Essa doença pode causar o atraso no crescimento, apatia, perda de apetite, lentidão e baixa atividade, alopécia e pelo sem brilho.

O diagnóstico dessa doença se dá através de exames de sangue que indicarão a quantidade de hormônios TSH e TRH. Após a confirmação, o tratamento é feito a base de uma reposição hormonal e visitas periódicas ao veterinário para ajustar as doses do medicamento.

Outra doença é o nanismo hipofisário, uma doença mais difícil de ser encontrada, no entanto, ela se dá devido a uma deficiência congênita na homona do crescimento. Algumas raças podem ter essa alteração hereditária, como o Pastor Alemão e o Lulu da Pomerânia

Para o diagnóstico correto é necessário realizar análises de sangue para ver os níveis do IGF-I. Os cães com essa doença, costumam ter uma expectativa menor que os demais, no entanto, o tratamento para essa patologia é através da suplementação hormonal.

Além dessas doenças, algumas outras patologias como cardiopatias, problemas renais, problemas no sistema digestivo e problemas hepáticos também podem causar alterações e lentidão no crescimento do cachorro. Por isso, é muito importante sempre ficar atento aos sintomas que o pet demonstra. 

Gostou desta publicação? Conheça mais sobre cachorros em nosso blog:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário