O que é colite em cães? Causas, principais sintomas e tratamento

Compartilhar:


Cão apático deitado

A colite em cães é uma doença comum que acomete o intestino do pet. Se o bichinho está com diarreia, é fundamental levá-lo ao veterinário. O problema pode ser sinal de colite, ou de uma série de outros problemas, como verminoses ou alergias alimentares.

No entanto, hoje vamos te mostrar como identificar colite em cães. Em alguns casos, a doença pode ser crônica e durar mais de duas semanas. Por isso, veja o que é, sintomas, como tratar e evitar.

O que é a colite em cães?

A colite é uma inflamação no cólon, a parte principal do intestino grosso dos cachorros. Ela é responsável pela absorção da água no organismo. Mas, quando sua função não é feita da maneira correta, o intestino fica inflamado, e a água é evacuada através da diarreia.

Por isso, cães com a doença excretam fezes aquosas. Esse problema dificulta a absorção de uma série de nutrientes importantes para todo o desenvolvimento do cão e causam desconforto.

Nesses casos, é comum que o pet evacue em pouco volume, várias vezes ao dia, ou fique na posição de fazer coco, mas não consiga evacuar de fato.

Causas e sintomas da doença

Existem dois tipos: a colite aguda e a colite crônica. A primeira está associada à mudança de rotina e distúrbios alimentares. Nesse caso, a doença dura cerca de um dia, então some.

Quando o problema for crônico, ele persiste por até três semanas, ou é recorrente. Em geral, as principais causas da colite em cães são:

  • Intolerância a ingredientes da ração
  • Ingestão de objetos pouco digeríveis ou contaminados por parasitas
  • Ingestão de alimentos estragados

Os sintomas comuns são:

  • Diarreia aquosa, com sangue e muco
  • Gases
  • Sensibilidade abdominal
  • Vômitos
  • Prostração
  • Perda de peso

Se a doença for crônica e persistir, conforme o passar do tempo, se não tratada, deixa a pelagem do pet quebradiça e opaca.

Tratamento de colite em cães

Cão triste deitado, olhando para o lado

O tratamento deve ser recomendado por um médico veterinário. Através de biópsias e outros exames, ele poderá indicar o melhor tipo de intervenção.

É comum que o problema seja resolvido com dietas leves e controladas, para repor todos os nutrientes perdidos com a diarreia. O médico também pode recomendar o uso de probióticos e simbióticos, porque eles restabelecem a flora intestinal.

Além disso, em alguns casos, o cão pode tomar soro, de modo a combater os parasitas causadores da doença e repor todos os micro-organismos benéficos à saúde do animal.

Os remédios para colite em cães devem ser recomendados por profissionais. Evite receitas caseiras e nunca medique o pet por conta própria.

Como evitar o problema?

A melhor maneira de evitar a doença é garantindo rações de qualidade, com todos os nutrientes necessários para o bom desenvolvimento do animal. A introdução de novos alimentos na rotina devem ser feita a partir da recomendação de veterinários, para evitar qualquer complicação.

Mantenha a vermifugação e a vacinação sempre atualizadas. Assim, evita-se contaminações corriqueiras. 

Siga as orientações do médico veterinário e melhore a qualidade de vida do seu animal de estimação.

Cuide da saúde do seu pet com atenção! Gostou das dicas? Então, confira mais dicas no blog da Cobasi:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário