Como saber se o gato está com febre

Compartilhar:


Como saber se o gato está com febre da maneira correta? Como qualquer animal de sangue quente, quando a temperatura do gato está acima do normal é sinal de que algo não vai bem. Mas será que dá para medir a temperatura dos pets do mesmo jeito que fazemos com a nossa?

Gatos podem ter febre?

A febre é um sintoma no corpo de que o organismo encontrou algo ameaçador e declarou guerra. Essa é uma estratégia evolutiva dos animais de sangue quente que são capazes de regular a própria temperatura. Como alguns gráus célsius podem ser a diferença entre a vida e a morte, o corpo se esquenta e tenta eliminar o que identificou como nocivo.

Ao aquecer o corpo parte dos patógenos invasores morre. Fazendo isso, porém, o corpo também se coloca em risco e quanto mais esquenta para combater o problema, maiores o risco de morte por hipertermia. Porém, e quando não são os vírus, bactérias ou fungos que provocam a febre, mas sim o próprio corpo quando combate a si mesmo como nas doenças autoimunes?

Mesmo que a febre não resolva tudo aquilo que a fez surgir e que possa colocar a propria vida em risco quando não é controlada, a possibilidade de elevar a própria temperatura foi um dos grandes avanços evolutivos para os organismos complexos liderem com doenças infecciosas.

Como saber se o gato está com febre?

Mas como saber se o gato está com febre? Antes de mais nada, vamos descobrir qual a temperatura normal de um gato. Segundo a consultora especialista da Cobasi, Joyce Aparecida dos Santos Lima, devemos considerar que “o gato tem febre se a sua temperatura está acima dos 39,5ºC, enquanto a temperatura normal fica entre 38,1 ºC e 39ºC”.

A técnica correta de checar a temperatura dos felinos, no entanto, demanda equipamentos e boas práticas dos tutores. A medição é feita “com o uso de termômetro digital flexível inserido no ânus do animal, tocando a sua mucosa”, orienta Joyce.

Aliás, Joyce faz um alerta importantíssimo: não utilize qualquer termômetro para medir a temperatura dos pets ! Especialmente, “não utilize termômetros de vidros de maneira alguma, pois ele pode quebrar e o animal se machucar”, avisa.

Porém, se você não tem um termômetro flexível em casa e não consegue medir a temperatura do gato de maneira correta, fique atento aos sinais que o gato dá quando algo não vai bem.

Se você desconfia que o gato está com febre e também perceber ele apático, com calafrios, fraco, sem interesse por comida ou pela higiene, respirando de forma rápida e curta, ligue o sinal vermelho. Nesse caso procure um veterinário o quanto antes.

Ajudando o gato com febre

É muito importante uma avaliação profissional quando o gato tem febre para identificar o que está causando o aumento da temperatura.

Se for uma virose comum, o animal conseguirá se recuperar com bastante repouso, água fresca e comida de qualidade. Para ajudar na recuperação garanta uma boa caminha e alimentos saborosos como rações úmidas especiais. Mantenha o pet seguro, hidratado e alimentado!

No entanto, se o que está deixando o gato com febre for algo mais sério, então o veterinário vai indicar o melhor tratamento. Caso seja grave ele pode recomendar até mesmo a internação do animal.

Joyce Lima

Colaboração de Joyce Lima

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário