Sinais de gato com febre e como ajudar

Compartilhar:


Você sabe identificar um gato com febre e o que fazer para ajudá-lo? Os gatos podem, sim, ficar com febre e ela costuma ser o primeiro sinal de que algo não vai bem no organismo do bichinho.

Na verdade, todo animal de sangue quente tem sua faixa térmica ideal e todos eles podem ter febre. Mas por que ela existe e qual sua função?

Entendendo a febre

A febre é a reação natural dos corpos que produzem a própria temperatura quando estão tentando se proteger de uma invasão. Funciona assim: ao perceber uma ameaça ao organismo, o corpo fica mais quente para tentar combater o foco do perigo. Sim, a ideia é esquentar até matar os invasores.

Ao elevar a temperatura parte desses patógenos morre. Por isso, como afirma Joyce Aparecida Santos Lima, consultora especialista da Cobasi, a febre “nada mais é do que uma reação do organismo do animal tentando proteger-se contra um agente estranho”.

Porém os motivos que podem desencadear uma febre são muitos. Pode ser uma inflamação cheia de bactérias, vírus oportunistas, fungos que se instalaram em alguma parte do corpo e passam a machucá-lo ou até mesmo uma doença autoimune.

Sinais de gato com febre

Agora, se gato com febre é sinal de que algo não vai bem, como saber quando o pet está com a temperatura corporal acima do normal? E mais do que isso: qual temperatura é preocupante em gatos? 

Os gatos têm uma temperatura corporal um pouco acima da nossa. Enquanto os humanos têm o seu equilíbrio térmico por volta dos 36,5ºC, a temperatura dos gatos saudáveis costuma variar entre os 38ºC e os 39,2ºC.

Ou seja, “a febre em gatos acontece quando sua temperatura está acima dos 39,5ºC”, lembra Joyce. Porém, como a via correta para medir a temperatura dos pets é pelo reto, nem sempre os tutores conseguirão conferir com os termômetros se o animal está mais quente do que deveria.

Por isso, fique atento aos sinais que o gato dá quando algo não vai bem. Se o seu pet está apático, com calafrios, fraco, perdeu o interesse pela comida e pela higiene, ou está respirando de forma rápida e curta, então é hora de medir a temperatura. Se perceber que o gato está com febre, procure um veterinário o quanto antes.

Ajudando o gato com febre

É muito importante uma avaliação profissional quando o gato tem febre pois, como vimos, são muitos os motivos que podem desencadear esse quadro. Nesse momento, é importante identificar o que está causando a febre.

Se for uma virose comum, o animal conseguirá se recuperar com bastante repouso, água fresca e comida de qualidade. Nessa hora os tutores podem ajudar os pets oferecendo rações úmidas que são mais saborosas e ajudam na hidratação.

É importante manter o gato bem hidratado e alimentado para acelerar a recuperação. Agora, se o que está deixando o gato com febre for algo mais sério, então o veterinário vai indicar o tratamento e, se for o caso, a internação do animal.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário