Gato tremendo: conheça 5 causas

Compartilhar:


Observar um gato tremendo tende a ser uma cena que causa grandes preocupações em seus tutores. Afinal, embora não tenha certeza da origem exata do problema, o humano percebe que algo está desconfortável com seu pet a partir daqueles seus movimentos involuntários.

Como acontece com a grande maioria das questões que lançam um alerta sobre o estado de saúde dos animais, os tremores não possuem uma única causa possível. Desse modo, é preciso estar atento aos sintomas correlatos, ao histórico do felino e, claro, ao diagnóstico de um especialista.

Este artigo se dedica a apontar cinco das principais questões causadoras deste quadro. Confira!

1) Gato tremendo de dor

A dor é um dos principais causadores do tremor nos gatos. Por isso, ao observar este quadro, o tutor deve buscar levantar algumas das ações recentes de seu amiguinho.

Caso ele tenha realizado uma cirurgia recente, por exemplo, essa situação é natural. Afinal, como nós, humanos, o corpo dos felinos também fica sensível após tomar pontos e estar passando por um processo de cicatrização de um corte.

Se o caso não é óbvio como esse, é importante levar o gato para uma consulta com um médico veterinário de confiança. Só ele poderá investigar e diagnosticar as causas reais daquele tremor, bem como a origem da dor, caso seja ela a motivação daquela situação desagradável.

2) O felino está inseguro e com medo

Cenários inspiradores de medo e insegurança são outra causa bastante frequente de um gato tremendo. Os felinos se sentem inseguros com fogos de artifício, relâmpagos e outros barulhos ameaçadores, e não raramente expressam essa insegurança com tremores.

Essa situação também é bastante comum no caso de gatos filhotes que acabaram de conhecer o novo lar e ainda não se sentem em casa naquele ambiente.

Em ambos os casos, o tutor deve se colocar como uma figura acolhedora, compreendendo o temor do seu pet, reagindo de forma empática e lhe oferecendo a confiança de que tudo ficará bem.

3) Tremer de febre também é uma possibilidade

Quem já passou por uma crise de febre certamente já se pegou em tremores involuntários e calafrios para lá de desagradáveis. Infelizmente, gatos febris também passam por situações semelhantes.

Em geral, quando este é o caso, o gato se tremendo apresenta outros sinais em conjunto. Dentre eles, a falta de apetite, um comportamento apático e a diminuição do cuidado com a higiene são três dos mais comuns.

Ao desconfiar que seu pet está com febre, o tutor deve recorrer a um veterinário com brevidade. Afinal, muitas podem ser as causas daquele quadro e só um diagnóstico assertivo pode impulsionar o tratamento adequado.

4) O frio é outro causador do tremor dos gatos

A sensação de frio é um outro causador frequente do tremor dos felinos. Assim, não é incomum observar um gato tremendo dormindo.

Afinal, como acontece com boa parte dos mamíferos, a temperatura corporal desses animais cai durante o sono e o tremor é uma maneira inconsciente que o organismo busca para se aquecer.

Para diminuir esse desconforto, é importante que o tutor ofereça a ele uma caminha quente e confortável, com cobertores capazes de aquecer seu corpo.

5) Problemas neurológicos demandam atenção

Infelizmente, o tremor nos felinos pode também ser causado por questões graves, como os temidos problemas neurológicos. Nesse contexto, também é importantíssimo analisar os sintomas correlatos.

Um gato tremendo e vomitando, por exemplo, é um sinal de alerta a partir do qual o tutor deve agir rapidamente na busca por um médico veterinário.

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário