Gatos e árvores de Natal: como proteger a decoração

Compartilhar:


Gatos e árvores de Natal: como proteger a decoração

Gatos e árvores de Natal não combinam. Será mesmo que isso é verdade? Como tudo que envolve pets, é preciso ter planejamento, dedicação e cuidado por parte dos tutores para fazer dar certo, muito mais do que apenas contar com a boa vontade dos peludos.

Neste artigo nós vamos explicar um pouco mais sobre a fixação dos gatinhos com as árvores de Natal e dar dicas de como você pode preservar a decoração da sua casa – e a paz do clima natalino também. Vem com a gente conferir!

Gatos e árvores de Natal: o que explica a fixação

Gatos e árvores de Natal: o que explica a fixação

Os gatos são animais muito curiosos e inteligentes. Se você já os observou fascinados olhando pela janela, atentos ao menor movimento de pássaros, folhas ou qualquer outra coisa, sabe do que estamos falando. Por isso, nada mais natural do que eles se sentirem tão atraídos por uma árvore cheia de penduricalhos dentro da sua própria casa. 

O brilho refletido nas bolas de Natal, a variedade de formatos e tamanhos dos enfeites, e especialmente o fato de eles ficarem pendurados, balançando ao menor movimento, são tentações demais para que o seu bigodudo consiga ignorar.

Existem algumas possibilidades de criar uma árvore de Natal à prova de gatos, mas o tempo que você dedica para brincar com seu pet e mantê-lo entretido de outras maneiras também conta muito.

Por isso, invista em brinquedos específicos para gatos e tire algumas horas por dia para brincar com ele. Assim as chances de evitar um gato na árvore de Natal aumentam consideravelmente, e você consegue preservar a decoração da sua casa.

Como montar uma árvore de Natal antigatos

Não há garantias de que o seu gato não vai se interessar pela árvore de Natal, ou mesmo de que não irá atacá-la quando você não estiver olhando. Por isso, o melhor a fazer é se planejar e escolher os enfeites com cuidado.

O primeiro passo é definir o tamanho da árvore. Pense que se o seu gatinho não resistir e pular sobre ela, fazendo com que caia no chão, é preciso que haja espaço para que outras coisas não sejam derrubadas com essa queda, como objetos em uma estante, livros etc. O ideal é começar com tamanhos menores para dar tempo de o pet se acostumar.

Aliás, uma boa maneira de evitar essas quedas é providenciar um gancho no teto ou na parede para amarrar a árvore, tornando-a mais segura e resistente aos saltos dos gatos.

A escolha da base da árvore também é fundamental: ela deve ser bem forte e o mais pesada possível, justamente para evitar a queda. Não recomendamos árvores naturais, como pinheiros, por exemplo. Além de algumas espécies serem tóxicas para o pet, as folhas e os espinhos afiados podem furar e arranhar o bichinho curioso.

Como escolher os enfeites da árvore de Natal para gatos

As bolas de Natal de vidro ou de acrílico são muito frágeis e podem se quebrar com facilidade, oferecendo alto risco de acidente. Outros itens que se destacam pelo brilho, por terem luzinhas piscantes ou por girarem vão atrair demais a atenção do pet.

Por isso, opte por enfeites que sejam bonitos e simples, como aqueles feitos de feltro, papel, isopor ou tecido, por exemplo. Evite tudo o que gira e balança muito, pois ainda que seja fofo ver o seu gatinho hipnotizado pela decoração, ela pode acabar no chão em poucos segundos depois disso.

É preciso redobrar o cuidado com o pisca-pisca, especialmente porque o pet pode roer o fio e tomar um choque. Assim, enrole o fio no tronco da árvore e esconda com uma fita. Nunca deixe ligado sem que haja algum adulto por perto supervisionando o pet.

Dicas finais para conciliar gatos e árvores de Natal

Dicas finais para conciliar gatos e árvores de Natal
  • Decore a árvore um pouquinho a cada dia e dê preferência à metade superior para colocar os enfeites.
  • Invista em enfeites inquebráveis, como aqueles feitos de isopor, tecido ou plástico. Passe longe das bolas de vidro, acrílico e afins.
  • Cuidado com pisca-pisca e outros tipos de cordão decorativo: tenha certeza de que estão totalmente fixos à arvore para que o pet não se enrosque e corra o risco de se enforcar.
  • Não interaja com o gato utilizando os enfeites da árvore como brinquedo, do contrário ele irá continuar brincando mesmo quando já estiverem pendurados.
  • Neve artificial é altamente tóxica para animais de estimação. Passe longe!
  • Velas de verdade sempre oferecem risco de incêndio. Todo cuidado é pouco!
  • Se você gosta de fazer decoração com comida, esse é um bom momento para repensar. Caso seja um alimento próprio para o consumo do gato, ele não vai deixar a árvore em paz. E, se não for, há risco real de intoxicação e envenenamento.

No mais, conte com a Cobasi para tornar esse momento do ano ainda mais especial! Confira algumas dicas de presente para o seu melhor amigo peludo.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário