Gatos peludos: quais são e como cuidar bem deles

Compartilhar:


Os gatos, de maneira geral, são animais misteriosos, encantadores e muito charmosos. Mas os gatos peludos têm alguma coisa irresistível que acaba conquistando até mesmo as pessoas que não são muito fãs de felinos!

Além dos cuidados básicos que todo bichinho merece e precisa, como garantir que as vacinas estejam em dia, fornecer alimentação de qualidade, providenciar proteção contra parasitas e receber muito amor e carinho do tutor, os gatos peludos também precisam de atenção especial aos seus pelos, para evitar problemas de saúde como alergias, dores provocadas pelo embaraço dos fios e as famosas bolas de pelo.

Principais cuidados com gatos peludos

O primeiro aspecto a ser observado é a escovação diária dos gatos peludos. Além de ajudar a remover pelos soltos, que poderiam ser engolidos pelos bichanos ao se lamber, a escovação ajuda a desfazer nós que podem ser muito dolorosos para o animal.

É preciso redobrar a atenção, também, com a presença de parasitas como pulgas e, especialmente, carrapatos. Como esses parasitas ficam presos à pele do animal, os gatos peludos podem estar infestados sem que o tutor perceba durante um bom tempo. Para evitar que isso aconteça, escolha o antiparasitário mais adequado para o seu pet e siga as orientações de uso do médico veterinário.

A escolha da ração também é determinante para a saúde e beleza dos gatos peludos. Invista em alimentos de qualidade! Prefira ração sólida e úmida adequadas ao peso, idade e fase da vida do seu pet e siga as recomendações do veterinário quanto ao volume e frequência das refeições.

Gatos peludos e cuidados com bolas de pelo

As bolas de pelo se formam em decorrência dos fios ingeridos pelos gatos quando estão se lambendo para fazer sua própria higiene. Ainda que seja algo natural e esperado, nem sempre os gatos conseguem eliminar nas fezes todos os pelos ingeridos. Com isso, o estômago forma os chamados tricobezoares, ou seja, as famosas bolas de pelo.

No caso dos gatos peludos, o controle da formação dessas bolas de pelo é ainda mais importante, pois seu volume pode ser proporcionalmente maior do que nos gatos com pelos curtinhos.

Para evitar a formação dessas bolas nos gatos peludos, escolha rações que têm maior quantidade de fibras, e ofereça também petiscos e graminha para gatos. Essas são maneiras saudáveis e seguras de ajudar o gato peludo a expelir os pelos ingeridos sem, necessariamente, precisar vomitar uma bola de pelos.

Principais raças de gatos peludos

Agora que você já sabe como cuidar bem de um gato peludo, já pode ficar de olho nas raças mais conhecidas e descobrir qual combina mais com você! Confira:

  • Ragdoll: praticamente um bichinho de pelúcia, essa raça de gato peludo tem os pelos brancos e os olhos azuis, verdes ou bicolores. É extremamente dócil e adora colo!
  • Persa: um dos gatos peludos mais conhecidos, o persa é perfeito para quem prefere um pet mais independente. É afetuoso e bem dorminhoco, então não costuma dar muito trabalho.
  • Angorá: se você tem crianças em casa, esse é um dos gatos peludos mais indicados para sua família! Inteligente, carinhoso e divertido, é um excelente companheiro.
  • Birmanês: pode ser considerado o primo peludo do siamês. É carinhoso, tranquilo e tem as patinhas cobertas por pelos brancos. Fofinho demais!
  • Maine Coon: além de gatos peludos, eles também são gigantes! Inteligentes e preguiçosos, são conhecidos por adorar água. Aproveite!

Continue sua leitura com outros artigos selecionados para você:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário