Papagaio-do-mangue: Conheça essa ave e os cuidados necessários com ela

Compartilhar:


papagaio do mangue

Conhecido por diversos nomes, mas principalmente pelo seu nome popular, curica, o papagaio-do-mangue é uma ave presente em muitos lugares da América Latina. Pertencente à família Psittacidae, uma de suas características é a plumagem predominantemente verde, mas com tonalidade amarelada ao redor do bico e azul em torno dos olhos.

Que tal conhecer um pouco mais sobre o papagaio-do-mangue, que traz em seu físico as cores da bandeira nacional, e algumas curiosidades em torno dele?

Papagaio-verdadeiro e papagaio-do-mangue

Você sabia que existem algumas diferenças entre o papagaio verdadeiro e o papagaio do mangue? Vamos explicar. É fato que ambas são muito procuradas pelos admiradores de pássaros. No entanto, o papagaio-verdadeiro é mais falador, além de se diferenciar pela sua coloração de penas.

O papagaio-verdadeiro, conhecido como louro, não possui a penugem azulada na parte superior da cabeça, como o papagaio-do-mangue, mas sim ao redor do bico. As duas aves se alimentam de sementes e frutos, porém o curica também pode se alimentar de flores.

Como identificar o papagaio-do-mangue

papagaio-do-mangue

Medindo entre 31 e 34 centímetros de comprimento, o papagaio-do-mangue pode pesar de 298 a 470 gramas. Se for bem cuidado e tiver uma alimentação saudável, o pet pode viver de 50 a 60 anos.

Sua fase reprodutiva ocorre na primavera e no verão. A cada ciclo de reprodução, a fêmea da espécie bota de 2 a 4 ovos, sendo que os papagaios-do-mangue filhote eclodem entre um período de 24 a 28 dias de incubação.

Por preferirem áreas arborizadas e próximas de rios e lagos, essa espécie pode ser encontrada na Bacia Amazônica, Amazonas e Mato Grosso. Essa preferência da ave também é justificada em seu nome, preferindo áreas úmidas e com boa vegetação.

Cuidados para se ter com sua ave

Com sua alimentação baseada em frutos, grãos, sementes e folhagens é necessário que os alimentos estejam em boa conservação. A água também é um elemento importante para o bom cuidado da espécie, que deve estar limpa, purificada e sempre acessível. O papagaio-do-mangue se adapta melhor em lugares com sol e sombra. Com isso, é interessante investir em um bom bebedouro para deixar a água do seu animal sempre refrescante.

Para se ter uma ave como o papagaio-do-mangue em residência, é necessária uma autorização do IBAMA para a posse do animal. Outro investimento que o tutor deve ter é com os cuidados veterinários com consultas e exames em intervalos de um ano.

O papagaio-do-mangue pode desenvolver problemas de saúde como pneumonia, sinusite, distúrbio de fígado e conjuntivite, em decorrência da má alimentação. Ele também pode transmitir doenças a seres humanos. Por isso a importância de lavar bem as mãos após o contato direto com a ave.

Outro cuidado necessário com esse animal é com a gaiola para sua proteção e moradia. Além de estar posicionada em um local com sol e sombra, a gaiola deve estar com forro de papel, que deve ser trocado diariamente. Jornais não são recomendados como forro na gaiola por soltarem tinta que pode ser danosa ao animal.

Curiosidades e fatos interessantes sobre o papagaio-do-mangue

  • No Brasil, por se encontrar próximo a regiões litorâneas, eles podem ter sido a primeira espécie de papagaio que foi vista e observada pelos portugueses ao desembarcarem na costa brasileira;
  • Tribos indígenas costumam usar suas penas para customizar seus acessórios culturais;
  • O papagaio-do-mangue possui mais de 10 variações de nome pelo Brasil;
  • Como o papagaio-verdadeiro, o curica também pode desenvolver a fala. Basta criar laços com o animal para estimulá-lo.

E aí gostou de aprender mais sobre o papagaio do mangue? Lembre-se: o papagaio é um animal que vive por muitos anos. Por isso, se estiver pensando em adquirir um, tenha tudo planejado para que a ave viva de forma confortável e saudável o resto da vida. E não se esqueça das visitas frequentes ao veterinário. Afinal, a saúde do seu pet vale ouro. 

Se você se interessou por esse conteúdo, acesse os demais textos para conhecer mais sobre cuidados e curiosidades sobre aves domésticas.

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário