Papagaio verdadeiro: ele é domesticável?

Compartilhar:


papagaio verdadeiro

Conhecido como papagaio-do-amazonas, papagaio-comum ou louro, o papagaio verdadeiro é uma ave que pode ser domesticada, inclusive eles são ótimas companhias e gostam muito de interagir com os humanos, brincar, cantar e falar

No entanto, para ter um papagaio verdadeiro em casa, é necessário alguns cuidados específicos. Se você pensa em ter um pet desses de estimação, continue lendo para conhecer mais sobre a espécie!

O que é o papagaio verdadeiro?

Falando o nome da espécie, você pode até achar que não conhece esta ave, mas se eu chamar ela de “louro”, com certeza você já ouviu falar ou conhece alguém que tem. 

O papagaio verdadeiro é uma ave muito conhecida e encontrada em diversas casas brasileiras, não é para menos, eles são ótimas aves de estimação e companhia. Eles adoram brincar, fazer truques, cantar e falar. 

Além disso, eles são muito carentes, o que os torna uma ótima companhia para quem fica bastante tempo em casa. Caso contrário, eles podem desenvolver depressão e problemas de ansiedade. 

Eles chamam a atenção pela sua capacidade de imitar a voz humana, são muito inteligentes e aprendem com facilidade a imitar os tutores. Isso faz com que eles sejam muito procurados pelos humanos. 

O grande problema de criar este animal em casa, é que na maioria das vezes a ave é capturada e vendida clandestinamente em feiras e mercados. 

Um colorido tropical

Todo mundo conhece o papagaio por conta da sua coloração exuberante, em tons de verde, acompanhado de plumagens brancas, azuis, amarelas e vermelhas, com leves toques de preto. 

Esta ave mede entre 35 e 37 cm e pode pesar até 400 gramas. Possui o bico curvo em tons escuros de preto ou cinza. Os olhos dos adultos costumam ser amarelos alaranjados nos machos ou vermelho alaranjado nas fêmeas. Nos filhotes, os olhos são marrons.

Na natureza, eles se alimentam a base de sementes e frutas, se reproduzem em rochas, barrancos ou ocos de árvores e permanecem com o filhote durante os primeiros dois meses de vida. Os papagaios costumam viver em bandos ou em casais

papagaio verdadeiro

Papagaio verdadeiro em casa: Como cuidar deste pet?

Se você curte o papagaio e quer ter um desses em casa, saiba que ele necessita de cuidados especiais, apesar de não darem tanto trabalho, é importante ressaltar que a vida desses animais em cativeiro é diferente da vida livre

Legalizado em primeiro lugar!

Como já falamos, é muito comum que os papagaios sejam capturados e vendidos de forma clandestina, tanto que em 2019 houve um aumento de mais de 140% no tráfico de papagaios no Brasil

O grande problema em pegar um papagaio de qualquer lugar, é que além de contribuir com o tráfico ilegal, você também está contribuindo para os maus tratos em animais silvestres, uma vez que nem todos são bem tratados e alguns não resistem a vida em cativeiro. 

Portanto, procure por um criadouro legalizado pelo IBAMA, os papagaios legalizados possuem uma antilha em uma das patas e vêm como microchip. 

Gaiola confortável

Depois de tudo certinho e legalizado, garanta que o animal terá um espaço confortável e seguro para viver.

A gaiola para o papagaio deve ser de um tamanho considerável, onde ele consiga dar uma volta inteira sem dificuldade. Mas é claro, se você puder comprar uma gaiola maior, melhor ainda!

Garanta que a gaiola tenha poleiro, afinal, eles adoram brincar lá e o espaço entre as grades deve ser mediano, para que o animal não fique com as garras presas.

Além disso, mantenha a gaiola longe do calor, do vento e do frio. O ideal, é que a gaiola esteja sempre posicionada em um local confortável e arejado. 

Higiene em primeiro lugar!

Mantenha a gaiola sempre limpa, para isso, basta lavá-la com água e sabão neutro. Os recipientes de água e comida também devem ser lavados com frequência. 

Caso o animal coma frutas ou verduras, retire imediatamente os restos da gaiola, isso evita o acúmulo de bactérias, além de evitar a fermentação da fruta que pode deixá-la tóxica para o pet. 

Hora do banho

Você não precisa dar banho no papagaio, pelo menos não como você faz com o cachorro ou gato de estimação, mas eles adoram tomar banho e podem fazer isso sozinhos

Para isso, basta colocar uma banheirinha com água limpa na gaiola, isso ajuda a limpar e refrescar a ave, especialmente nos dias quentes. Já nas épocas de frio, você terá que dar uma mãozinha, neste caso, é bom secar o pet com uma toalha macia

Muito além do girassol

Alimentar o “louro” com girassol é uma atitude muito comum, no entanto, está longe de ser correta! Os papagaios precisam de uma alimentação balanceada e rica em minerais. Na natureza eles se alimentam de frutas e grãos variados, em casa, existem rações próprias para este pet e o ideal neste caso, é que o girassol seja oferecido junto com outros alimentos. 

Gostou dessas dicas? Acesse nosso blog para ler mais sobre aves:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário