Peixes de água salgada: conheça mais sobre eles

Compartilhar:


peixes marinhos

Presentes em diferentes locais do Brasil e com suas próprias características, os peixes de água salgada são um dos animais que chamam muito a atenção das pessoas pelas suas cores. Você já deve ter se encantado com um aquário repleto de peixes marinhos, acompanhados de enfeites no aquário que representam um pedaço da imensidão do mar.

Tendo como principal característica sua presença apenas em água salgada, os peixes marinhos também podem ser adquiridos como pets. Mas saiba que assim como outros animais de estimação, eles também precisam de cuidados especiais.

Então, se você tem interesse em ter peixes marinhos como animais de estimação, acompanhe nosso artigo para conhecer melhor sobre eles e os cuidados necessários.

Espécies mais comuns de peixes marinhos

Você já deve ter visto peixes marinhos como personagens de animações infantis. Alguns deles, por serem tão marcantes nessas produções, acabam sendo os preferidos das pessoas na hora de adquirir um peixe de água salgada.

Segundo Claudio Soares, da Educação Corporativa da Cobasi, os principais tipos de peixes de água salgada são:

Peixes Cirurgiões: Esse tipo de peixe é conhecido por ser herbívoro. São peixes grandes e que podem atingir de 20 a 30 cm de comprimento. Pelo seu tamanho, “precisam de aquários com bastante espaço”, explica Claudio Soares.

Peixes Donzelas: São peixes onívoros, que se alimentam de vegetais e pequenos animais. São conhecidos por terem o porte pequeno, medindo até 7 cm de comprimento. Como são peixes bastante territoriais, os aquários para eles precisam de corais e rochas, onde gostam de se esconder.

Peixes Palhaços: Uma das espécies mais conhecidas. Os peixes palhaços, além das listras coloridas no corpo, são animais que gostam de viver em dupla e possuem um comportamento pacífico. Ele possui uma relação mutualista com anêmonas. Nessa relação, “o peixe palhaço ganha proteção entre os tentáculos da anêmona e ela ganha alimento trazido pelo peixe”, coloca Claudio Soares. Outro ponto importante é que peixes palhaços, além de serem pequenos, não sabem se defender. Não o coloque em um ambiente com peixes grandes e agressivos.

Como cuidar de aquários com água salgada

peixes marinhos

Assim como os demais pets, os peixes marinhos também exigem cuidados especiais. Então, se você quer ser um tutor de peixes, saiba que os cuidados necessários com esses animais são principalmente em relação à vida deles no aquário.

Para começar a criar peixes aquáticos, você deve oferecer as condições necessárias para o local, no caso o aquário, que eles vão habitar. Uma dica boa é que você invista em filtros e bombas para ajudar na remoção de sujeiras e oxigenação da água. Tenha disponível um termostato para medir a temperatura da água. Um skimmer também é interessante para que te auxilie na remoção de compostos tóxicos.

Para que a água do seu aquário fique salgada não utilize sal doméstico. Prefira sal marinho específico para aquário, pois ele oferece diversos elementos essenciais aos peixes.

Não esqueça de fazer os testes químicos na água. “Os testes e corretores vão corrigir parâmetros químicos da água, como por exemplo o pH, amônia, entre outros”, explica Claudio Soares.

A filtragem é um equipamento muito importante. Responsável por remover a sujeira da água, é importante que você faça a limpeza dos equipamentos filtrantes do aquário. Para realizar a limpeza do espaço, retire as algas que se formam nas paredes dos vidros do aquário com uma esponja própria para isso. Também faça a troca da água presente no aquário com o auxílio de um sifão.

Outro ponto importante no cuidado com o espaço do seu peixe é com a iluminação do aquário. Ela deve ser controlada, ficando ativa de 6 a 8 horas ativada, pois, segundo Claudio Soares, “esse período é importante porque trata-se do foto período do aquário, ou seja, tempo de exposição dos organismos vivos à luz”. 

Alimentação dos peixes marinhos

Também dê atenção à alimentação de seus peixes. Esse é um cuidado que você deve ter diariamente. Alimente seus peixes de duas a três vezes por dia. Opte por ração própria para peixes de água salgada, variando entre complementos alimentares, como vermes desidratados ou alimentos vivos.

Diferença entre peixes de água salgada e doce

Uma pergunta comum que é feita por quem se interessa por peixes é: o que acontece com peixes de água salgada se forem colocados em água doce? Bom, como o peixe marítimo não tem seu corpo adaptado para esse ambiente, ele absorverá a água, mas não conseguirá eliminá-la. Com isso, ele irá inchar e explodir.

Já o peixe de água doce, se for colocado em água salgada, a concentração de líquidos no seu corpo será menor do que no espaço que ele está. Por isso, ao tentar regular a água no seu corpo, ele perderá líquido e vai ficar desidratado.

Além dessa curiosidade, há outras diferenças entre os peixes de água salgada em relação aos de água doce.

Por habitarem grandes lugares, peixes marinhos têm movimentação mais rápida e conseguem se deslocar em longas distâncias.

Viu como os peixes de água salgada tem muito mais a ensinar do que apenas chamar a atenção pelas suas cores? Mas se você quiser ter peixes marinhos como pets, lembre-se que eles também precisam de cuidados especiais.

Investimentos como bons aquários, respiradores e filtros são tão importantes quanto os enfeites para o local. Entretanto, também não se esqueça de alimentar bem seus peixes e trocar sempre que necessário a água do aquário.

Com esses cuidados, seus peixes vão ser seus companheiros por um bom tempo, além de você poder apreciar um pedaço do oceano dentro de casa.

E se você quiser saber mais sobre peixes e os cuidados necessários com eles, acesse nossos demais artigos:

Claudio Soares

| Atualizada em

Colaboração de Claudio Soares

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário