Pintassilgo: saiba mais sobre a ave

1 de abril de 2021

Aves
Pintassilgo: saiba mais sobre a ave

O pintassilgo é um pássaro lindíssimo, originário da América do Sul e conhecido por um dos cantos mais bonitos encontrados na natureza. É possível ser encontrado em áreas abertas, como parques e jardins, e costuma voar em pequenos grupos, que fazem bastante barulho chamando atenção de quem os vê passar.

Uma das características físicas que distinguem o pintassilgo são as cores marcantes das suas penas: o corpo é de um amarelo vivo muito bonito. Se o pássaro for macho, as penas da cabeça serão totalmente pretas, fazendo parecer que a ave está usando um capuz. Já as fêmeas têm cor verde oliva, com manchinhas nas asas. Ambos são muito bonitos!

Quando atinge a idade adulta, o pintassilgo pode chegar a medir de 11 a 14 centímetros de comprimento. É uma ave muito resistente e raramente apresenta problemas de saúde: costuma ter uma vida bem longa, e pode chegar aos 14 anos de vida.

A reprodução e a alimentação do pintassilgo

A reprodução e a alimentação do pintassilgo

O pintassilgo costuma fazer seus ninhos na copa de árvores como a araucária. O ninho é arredondado, em forma de cuia, e pode ter alguma forração na parte de dentro. Cada ninhada gera de 3 a 5 ovos, que são cuidados pela fêmea enquanto o macho sai em busca de alimento. Os passarinhos nascem treze dias depois que os ovos são postos, e aos 10 meses já estão prontos para iniciar suas próprias famílias.

A alimentação do pintassilgo consiste em insetos, folhas e brotos de diversas plantas, podendo também comer sementes de flores e pequenos frutos secos.

A criação do pintassilgo em cativeiro

A criação do pintassilgo em cativeiro

Como acontece com outros animais silvestres, a comercialização e a criação de pintassilgos em cativeiro é regulamentada pelo Ibama. Isso significa que você só pode adquirir um ou mais pássaros em estabelecimentos que sejam certificados e que tenham autorização para venda.

Faça uma pesquisa aprofundada sobre o local onde pretende adquirir a ave, e não proceda sem ter certeza absoluta de que está tudo certo. Essa é a única maneira de você não cometer um crime ambiental, e de não contribuir com o tráfico e o comércio ilegal de animais silvestres.

O viveiro escolhido deve ser grande o bastante para acomodar alguns indivíduos, pois o pintassilgo é muito sociável e não vive sozinho. Quando perceber a formação dos casais, que se dá pelo canto, você pode transferir o par para uma outra gaiola onde será construído o ninho que receberá os ovos.

Depois que os ovos forem postos, separe o macho da fêmea e deixe que apenas ela cuide dos filhotes. É muito importante colocar os filhotinhos em uma gaiola menor, pois em viveiros muito grandes eles podem se machucar.

A gaiola deve ser limpa diariamente para remover vestígios de fezes e restos de alimentos, que podem apodrecer e atrair insetos indesejados. Também é fundamental que o fundo da gaiola seja removível, de maneira a manter as fezes longe das aves.

Mantenha sempre água limpa e fresca à disposição do pintassilgo e faça consultas regulares com um médico veterinário para obter orientações sobre alimentação, cuidados de saúde e muito mais.

Gostou da leitura? Confira mais alguns artigos preparados para você: