Os 6 tipos de rosas mais populares no Brasil

Compartilhar:


Tipos de rosa

Você sabe quais tipos de rosas mais populares nos jardins? Afinal elas já foram conhecidas como as rainhas das flores e há até pouco tempo reinavam soberanas nos jardins. E, embora já não sejam as queridinhas entre jardineiros e cultivadores, as rosas não perderam sua majestade.

O título de rainha foi dado pelos perfumistas. Afinal, estamos falando de flores extremamente aromáticas. Perfumes famosos como o channel nº5 utilizam a essência de rosas em sua fórmula. 

Quantos tipos de rosas existem?

De fato, existem mais de 200 espécies de rosas na natureza. Porém, ao longo da história, os cultivadores selecionaram e elaboraram mais de 30 mil variedades de roseira.

O trabalho de seleção e elaboração de novas rosas multiplicam a beleza e o leque de odores característicos da planta. Mas o que queremos dizer quando falamos de tipos de rosa?

De maneira geral, toda roseira é um arbusto, mas nem todas são categorizadas assim. Embora as mais comuns sejam do tipo arbustivo, também existem as rosas trepadeiras e rasteiras, por exemplo.

No Brasil, por sinal, as roseiras fazem parte da cultura popular e foram unanimidade nos jardins durante o último século. Confira abaixo os 6 tipos de rosas mais populares no país.

  • Híbridas de chá
  • Miniaturas
  • Arbustivas
  • Rasteiras
  • Sempre-floridas
  • Rosas trepadeiras

Conheça cada uma

Apesaer de não subirem, os ramos das rosas trepadeiras pordem ser tutorados e amarrados.

Para começar, as rosas híbridas de chá podem atingir até dois metros de altura se tiver bastante sol, espaço e um bom solo. Elas devem ser plantadas preferencialmente em jardins ou canteiros. Apresenta as flores muito perfumadas que, em alguns momentos, lembram o cheiro do chá preto

As rosas miniaturas apresentam botões menores e muito perfumados. As rosas miniaturas chegam a medir 40 centímetros de altura. É uma ótima opção para vasos e podem ser cultivadas como flores pendentes. Por sinal, não é incomum que jardineiros utilizem a mini rosa como cerca viva.

As rosas arbustivas são o tipo de rosas mais comuns em jardins e canteiros, pois são bastante volumosas e crescem muito. Quando saudáveis elas formam arbustos redondos, com muitas flores e folhagem densa.

Por outro lado, as rosas rasteiras costumavam ficar em segundo plano. Geralmente apareciam em projetos de canteiros ou como forração. Elas, no entanto, podem ir muito além do chão. Isso porque as rosas rasteiras são uma excelente opção para quem só tem o sol da janela e ficam lindas quando plantadas em vasos pendentes. 

Em seguida, temos as rosas sempre-floridas, plantas perenes e muito ornamentais. Seu tamanho varia entre os 80 cm e 1,20 m. Dão flores o ano todo e são particularmente fáceis de cuidar. Ideais para jardins e canteiros espaçosos.

Por fim e apesar do nome do último tipo de rosa, as roseiras não escalam como as plantas trepadeiras. Ainda assim, esse sexto tipo de rosa apresenta longos ramos que podem ser tutorados e fixados em estruturas de madeira ou ferro. 

Como cuidar das rosas?

O segredo para cuidar das rosas é fornecer sol, muito sol. Por isso, o mais indicado é cultivar rosas em locais abertos como quintais e jardins. Outra dica é garantir solos férteis, argilosos e bem drenados para evitar apodrecer as raízes.

Além disso, essas são plantas que exigem podas corretas para florescer e uma rega adequada. Mas esse é um trabalho que defintivamente compensa. Afinal as roseiras são plantas que duram muitos anos e se forem bem cuidadas responderão com flores, cores e cheiros únicos.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre as rosas? Confira mais dicas de jardinagem que separamos especialmente para você:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário