Toquinho e a linda história de um cachorro deficiente | Adoções Especiais

4 de fevereiro de 2021

Adoção de Animais, Cachorros
Toco é um cachorro deficiente muito saudável e feliz
Os tutores do Toquinho levam ele para passear em todos os lugares.

A Mariana Brino é médica veterinária e tutora do Toquinho, um cachorro deficiente e pet influencer de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Ele possui mais de 100 mil seguidores no Instagram! Hoje a vida do Toco é repleta de amor, cuidados e muito carinho. No entanto, nem sempre foi assim.

“Logo que comecei a faculdade de Medicina Veterinária, fui trabalhar em um hospital veterinário. Na mesma semana, o Toquinho foi abandonado. Ele era filhote, tinha apenas 3 meses de vida, chegou magro com uma horrível fratura de coluna e, ainda por cima, com cinomose“, conta a tutora do deste digital influencer animal.

Por que um cachorro se torna deficiente?

Toquinho com apenas 3 meses de vida, ainda em tratamento para cinomose e em recuperação da fratura na coluna.

A cinomose é uma doença viral altamente contagiosa e com taxa de sobrevivência baixa. Ela pode ser contraída em um simples passeio na rua, mas por sorte, sua prevenção é extremamente fácil. Basta seguir o protocolo vacinal indicado pelo médico veterinário todos os anos, que seu cachorro estará protegido.

Essa terrível doença deixou o Toquinho internado em isolamento por um mês. Apesar da taxa de cura ser muito pequena, com os cuidados e o amor da equipe de médicos e enfermeiros, ele ficou bom e venceu a cinomose.

Essa terrível doença atinge a parte neurológica dos animais em seu estágio mais avançado e, uma das sequelas, pode ser a perda de movimentos. Porém, não foi esse o motivo da paraplegia do charmoso Toquinho.

“Nesse meio tempo em que ficou no isolamento, ele passou por uma cirurgia ortopédica em que colocou placas na coluna para estabilização da fratura, já que ela estava quebrada ao meio”, Mari explica sobre a cirurgia, que foi paga com a ajuda dos funcionários da clínica em que ele foi abandonado.

Os animais podem perder o movimento das patas e até de todo o corpo por causa de lesões geradas por traumas, como um atropelamento. Mas algumas doenças também podem atingir a medula e outras partes do corpo e causar a perda de movimentos, como é o caso da cinomose. Um cachorro deficiente pode ser curado da doença ou da fratura que causou a condição, ou seja, ele pode ser completamente saudável e feliz. O Toquinho está aí como prova disso!

De paciente de risco para cachorro deficiente e adotado

A cirurgia foi muito grande e as expectativas não eram nada boas, mas ele sobreviveu e se recuperou cada dia mais. O Toquinho permaneceu morando na clínica por causa das dificuldades decorrentes da cirurgia e da recuperação da cinomose, que como mencionamos, exige isolamento por ser altamente transmissível para outros cães.

“Todos cuidávamos dele com muito amor e carinho. Eu, desde que ele chegou, me apaixonei, levava ele para passear de vez em quando. Levava para os meus professores da faculdade fazerem fisioterapia, levava para dormir um dia com a gente em casa, até que ficou impossível ficar longe dele nem um dia sequer”, Mari relembra do início da história do Toco.

O resto vocês já podem imaginar, não é?! A Mariana e seu marido, Neto, adotaram o Toco!

“Ele é um ser de luz em nossa casa. É apaixonante! Um exemplo de vida para todos nós e nos devolve um amor imensurável“, Mari se derrete ao pensar no Toquinho, que é como um filho para eles.

Encontre tudo para seu pet e receba sem sair de casa!

Adote um cachorro deficiente

A deficiência não impossibilita a diversão do Toquinho.

Tudo aquilo que é diferente causa curiosidade e até medo. Por isso, animais com pequenas deficiências, como surdez, e aqueles com condições mais complexas, como a tetraplegia, acabam sendo rejeitados na hora da adoção. Esses pets sequer são colocados à venda por criadores, por exemplo.

No entanto, depois de conhecer tantas histórias de gatos e cachorros deficientes, já sabemos que é possível sim ter um pet especial em casa e a Mari só confirma isso: “para quem acha que é impossível ou difícil adotar um animal especial, o Toco é a prova de que é possível sim! Ele é muito ativo, brinca com os nossos gatos, passeia com a gente por todos os lugares e, se Deus quiser, terá uma vida longa e cheia de saúde. Por onde ele passa, conquista as pessoas. É um vencedor, um exemplo de vida, um exemplo de que a eutanásia não precisa ser opção para animais na condição como a dele. Se existe a possibilidade de viver de maneira saudável e com qualidade, a VIDA deve ser a única opção“.

Hoje, com toda a informação e o suporte veterinário, é possível que um cachorro deficiente tenha qualidade de vida e seja muito feliz. Já pensou em adotar um pet especial?

Mais de 100 mil seguidores

O Toquinho tem até time! Ele é gremista!

Além de fazer sucesso dentro de casa, o Toquinho é uma verdadeira celebridade! Ele possui mais de 100 mil seguidores no Instagram e a Mariana, administradora da conta, compartilha informações para ajudar a desconstruir o preconceito sofrido pelos pets especiais.

“Usamos a internet para promover a vida. O Toquinho é um exemplo para todos de como viver feliz apesar da sua condição! Obrigada Toquinho por trazer VIDA para o nosso lar! Ele é um ser incrível, mas mais incrível ainda é ter ele em nossas vidas! Hoje nossa família é completa graças à ele”, completa.

A Mari usa todo o sucesso do Toquinho como pet influencer para ajudar outros animais, que ainda não tiveram a mesma sorte que ele. Eles possuem o Projeto Cadeirinhas, em que doam cadeiras de rodas para pets de baixa renda ou aqueles que então de ONGs, onde esperam por adotantes.  Até agora, já foram doadas 13 cadeirinhas para cachorros de todo o Brasil.

Acesse o Instagram O Toquinho, ajude o Projeto Cadeirinhas e acompanhe a felicidade que é a vida para esse peludinho.

cachorro deficiente com seus tutores
Neto, Toco e Mariana são uma verdadeira família.

Gostou do conteúdo? Confira os outros posts da série Adoções Especiais: