Tucano: saiba mais sobre o pássaro

Compartilhar:


O tucano é um pássaro que pertence à família Ramphastidae, que tem mais de 40 espécies conhecidas de aves. Sua marca registrada é, sem dúvida, o bico grande e colorido, que o torna um dos pássaros mais conhecidos ao redor do mundo.

O tucano é natural das florestas da América Central e América do Sul. Algumas espécies de tucano habitam as florestas tropicais úmidas, e passam boa parte do tempo na copa das árvores, enquanto outras são encontradas em regiões com temperaturas mais amenas e altitudes elevadas, como as Cordilheiras dos Andes.

Características gerais do tucano

Além dos bicos grandes e coloridos, as diversas espécies de tucano compartilham algumas outras características físicas bem marcantes. De maneira geral, o corpo é quase todo coberto por penas pretas e, em alguns pontos, há explosões de cor: branco, vermelho, amarelo, azul, verde são as cores das plumagens presentes no peito e no pescoço dessas lindas aves.

A cor dos olhos e do bico também varia de acordo com cada espécie. Essa é, inclusive, uma das melhores maneiras de distinguir um tipo de tucano do outro. No Brasil, os tucanos mais populares são o tucano-toco, que tem o bico amarelo, e os tucanos de bico preto e verde.

Alimentação e reprodução do tucano

O tucano faz ninhos na parte mais alta das árvores, em buracos naturalmente formados nos troncos ou então em ninhos abandonados por pica-paus. A fêmea pode colocar entre dois e quatro ovinhos em cada ciclo reprodutivo, que levam aproximadamente dezoito dias para chocar. O tucano macho e o tucano fêmea se revezam nos cuidados com os bebês até que eles estejam prontos para voar, o que costuma acontecer 45 dias depois do nascimento.

A alimentação do tucano é feita principalmente com frutas, mas eles também podem comer insetos e répteis. O tucano pega o alimento com a pontinha do bico, que tem serrinhas que ajudam a quebrar em partes menores, e depois joga para dentro da boca.

Criação de tucano em cativeiro

O tucano é uma ave silvestre e sua criação em cativeiro precisa ser expressamente autorizada pelo Ibama. No entanto, ainda que você consiga essa autorização, precisa saber que esse pássaro não vai se adaptar a uma simples gaiola, ainda mais se for pequena.

O tucano criado em cativeiro precisa de um viveiro bem amplo, onde possa voar sem se machucar. Essa ave não consegue escalar usando as patas, então ter isso em mente é fundamental.

Jamais adquira um tucano ou outros animais silvestres em qualquer estabelecimento que não possa comprovar amplamente a certificação concedida pelo Ibama. Uma dica é procurar outras pessoas que já tenham feito negócio com o criador que você está analisando, pois assim dá pra ter uma boa ideia de como foi a experiência como um todo.

Também não se deixe iludir por lojas bonitinhas em bairros nobres das cidades, pois muitas delas não possuem autorização para comércio de animais silvestres. Pesquise muito antes de tomar essa decisão, pois cuidar de um tucano, assim como de qualquer outro animal, é um compromisso por toda a vida.

Continue sua leitura com mais alguns artigos selecionados:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário