Vitiligo em cães: você já ouviu falar?

Compartilhar:


Vitiligo em cães: você já ouviu falar?

Muita gente não sabe, mas o vitiligo em cães existe. Muitas vezes chamado erroneamente de doença, o vitiligo na verdade é apenas uma condição de saúde que pode ocorrer tanto nos cachorros quanto nos gatos.

Se você tem um ou mais cães com vitiligo e quer saber mais sobre o assunto, fique com a gente até o final da leitura desse artigo.

Causas do vitiligo em cães

Causas do vitiligo em cães

Essa, geralmente, é a principal dúvida dos tutores, que procuram saber se há algo que seja possível fazer para evitar o surgimento do vitiligo. Segundo Joyce Aparecida Santos Lima, médica veterinária da Educação Corporativa Cobasi, ainda não se sabe muito a respeito do assunto.

Os filhotes nascem com pigmentação de pelos normal. Porém, à medida que crescem, ocorre a perda da coloração. “Suspeita tratar-se de uma doença autoimune em que o corpo produz anticorpos que atacam os melanócitos. Eles são as células que produzem melanina, substância que dá cor à pele. Os anticorpos causariam a morte dessas células e a consequente perda da pigmentação”, explica Joyce.

O vitiligo em cachorro é mais comumente observado no focinho, ao redor dos olhos, e outras partes do rosto do peludo. Os primeiros sintomas são as manchas descoloridas nessas e em outras partes do corpo, que costumam levar à uma perda da cor nos pelos também.

Agora que você já sabe que cachorro tem vitiligo, deve estar pensando se a condição tem cura. Na verdade não, mas há tratamento e alguns cuidados extras que você precisa tomar.

Cuidados com vitiligo em cachorro

Cuidados com vitiligo em cachorro

O vitiligo em cães deixa o pet mais sujeito a alguns problemas de pele, especialmente aqueles provocados pelo sol forte. Por isso, o principal cuidado a tomar é investir em um bom protetor solar. Não esqueça de escolher um produto adequado para a idade e a fase da vida do seu cão. Além disso, evitar o sol nos períodos mais fortes do dia também ajuda a manter seu peludo protegido.

Se o seu cachorro for diagnosticado com vitiligo e ele, na maior parte do tempo, ficar em uma área externa, como quintal ou jardim, é preciso cuidado redobrado. Tenha certeza de que a casinha do pet é adequada para o tamanho dele, e que haja abrigo do sol, do calor e da chuva durante todo o dia.

Aproveite os momentos de carinho e escovação para conferir a pele e verificar se há alguma ferida. O vitiligo é uma condição que afeta apenas a aparência do seu cachorro, e não a sua saúde, mas as áreas expostas ao sol podem ficar mais vulneráveis a queimaduras e machucadinhos por conta da ausência da melanina.

Como sempre recomendamos aqui, mantenha consultas de rotina regulares com o médico veterinário que faz acompanhamento do seu cachorro, e siga todas as orientações do profissional de saúde nos cuidados com seu pet.

Além do protetor solar pode ser que ele recomende outros cuidados com a pele do seu cão, como o uso de shampoos e condicionadores específicos para fortalecer a barreira natural de proteção da pele. Se você tem hábito de dar banho em cachorro com sabão de coco, converse com o veterinário sobre o assunto.

Joyce Aparecida Santos Lima

Colaboração de Joyce Aparecida Santos Lima

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário