Qual é a alimentação da borboleta?

21 de julho de 2021

Comportamento Animal, Fauna e Flora, Institucional, Jardinagem, Outros animais
Alimentação da borboleta: saiba o que elas gostam de comer

Para quem é apaixonado por um belo jardim cheio de um jardim cheio de flores e árvores, não tem como não apreciar quando uma borboleta voa por lá, complementando ainda mais a beleza do local. E é verdade que elas são capazes de trazer ainda mais cor e graciosidade ao paisagismo. Mas para atrair esses lindos insetos, é preciso primeiramente entender a alimentação da borboleta.

As borboletas, assim como a abelha, são muito importantes para manter o equilíbrio da natureza. Isso porque elas são fundamentais para o processo de polinização das flores, e produção de frutos e sementes. Mas o que será que elas comem?

Qual é a alimentação da borboleta?

As borboletas são seres que passam por diferentes estágios em sua vida, onde, em cada um deles, elas têm hábitos alimentares diferentes. 

Quando ainda são lagartas, por exemplo, o cardápio consiste principalmente em folhas de diversas plantas. Mas elas também gostam de flores, sementes, frutas, etc. Inclusive, é por isso que as lagartas são tão conhecidas como pragas por todos os agricultores.

Quando já desenvolvidas, a alimentação da borboleta pode consistir em pólen e néctar, seiva de árvores, estrume de animais, sal e suor, e frutas em decomposição, tais como banana, maçã, melancia, etc.

Quais plantas atraem borboletas para o jardim?

Alimentação da borboleta: saiba o que elas gostam de comer

É verdade que as borboletas são atraídas de forma natural aos jardins, mas a gente sempre pode dar uma ajudinha, não é? Com as plantas adequadas, é possível contar ainda mais com a presença desses lindos insetos, e sem fazer o uso de alimentadores artificiais.

De uma forma geral, as borboletas gostam de ar puro, e não aceitam poluição ou degradação ambiental. Então, antes de mais nada, é interessante manter um jardim bem limpinho e com uma vegetação abundante.

As borboletas são capazes de identificar algumas cores, tais como verde, amarelo, e vermelho. Sendo assim, uma ótima ideia seria cultivar plantas desses tons no jardim, para que as borboletas sintam uma atração visual também. E, claro, a forma mais eficaz de cativar esses insetos é com plantas que oferecem bastante néctar. 

Então, vamos listar aqui três plantas super acessíveis e fáceis de serem encontradas e cultivadas, e que com certeza vão ser bem chamativas para as borboletas!

Maracujá

Com lindas flores e frutos deliciosos, a plantação de maracujá é uma das mais atraentes aos insetos polinizadores. O maracujazeiro não apenas chama a atenção das borboletas, como também é uma planta muito fácil de ser cultivada em regiões tropicais e subtropicais. Os solos mais indicados são os arenosos ou levemente argilosos, e a rega pode ser feita apenas quando a terra estiver seca.

Lavanda

A lavanda, também conhecida como alfazema, oferece uma flor do tipo espiga, com cores bem extravagantes nos tons lilás, roxo ou azul, e é capaz de chegar até 90 cm de altura. O perfume da lavanda é um dos mais conhecidos, justamente por ser tão cheiroso, e ser utilizado em diversos óleos essenciais e cosméticos. 

Essa planta gosta de sol e terra bem drenada. Ela pode ser regada a cada dois dias, ou diariamente dependendo da quantidade de calor do local. Mas cuidado para não encharcar e matar as raízes por falta de oxigênio. Além disso, é importante utilizar um adubo orgânico, para que ela se desenvolva mais rápido. 

Margaridas

A margarida apresenta uma beleza delicada, e é uma das flores mais conhecidas pelos amantes de plantas. Isso porque ela oferece diversas opções de cores, tais como branco, amarelo ou em vários tons de rosa, formando assim um belíssimo jardim. 

Elas podem chegar a 1,2 m de altura, e devem ser cultivadas em solo fértil. Apesar de ser uma planta que gosta do clima frio, ela precisa dos raios de sol pelo menos em alguma hora hora do dia. E o ideal é que a rega seja feita pelo menos uma vez ao dia, mas com cuidado para não encharcar o solo.

Gostou deste conteúdo? Saiba mais sobre jardinagem aqui: