Cachorro pode comer pêssego? Tire suas dúvidas!

Compartilhar:


cachorro pode comer pêssego

Será que cachorro pode comer pêssego? Essa dúvida é bem comum entre os tutores de cães, afinal, as frutas são ricas em vitaminas e fazem muito bem para os animais. No entanto, é necessário ter cuidado com algumas frutas na hora de oferecê-las ao pet, como é o caso do pêssego.

Ter um cachorro em casa é sinônimo de companhia na hora das refeições, afinal, eles adoram cobiçar os alimentos dos humanos e conhecer novos petiscos. Na maioria das vezes, o tutor pode oferecer frutas e verduras de maneira moderada. 

Contudo, é importante se atentar para o alimento que está sendo oferecido, afinal, não é porque um alimento é natural que não fará mal ao pet.

Afinal, cachorro pode comer pêssego?

As frutas são ricas em vitaminas e nutrientes e muito saudáveis, por isso os cães podem, sim, comer pêssego. No entanto, é preciso atenção na hora de oferecer o alimento ao pet. 

Os cachorros possuem um organismo diferente do nosso, por isso nem tudo que podemos comer e que é saudável faz bem para eles. Algumas frutas podem ser altamente tóxicas, e com o pêssego não é diferente.

Então quer dizer que pêssego faz mal pro cachorro? Não necessariamente. O pêssego é uma fruta rica em fibras, antioxidantes e vitaminas A e C. No entanto, ele costuma conter mais açúcar do que as outras frutas. 

Por isso, na hora de oferecer a fruta para o cachorro, é essencial respeitar a sua dieta. O ideal é que a dieta dos cachorros consista em 90% de ração de qualidade e apenas 10% de petiscos ou frutas.  

Por ser rico em açúcar, o ideal é que o pêssego seja consumido pelos pets em pequenas porções e apenas algumas vezes na semana. Isso porque o excesso de glicose pode aumentar as chances de diabetes, obesidade e cáries.

Uma ótima ideia é intercalar o pêssego com outras frutas seguras para o animal de estimação ou oferecer petiscos compostos à base da fruta.

Na hora de oferecer a fruta ao animal, lembre-se de retirar o caroço. Ele contém vestígios de cianeto, uma substância extremamente tóxica para os cachorros, que pode provocar asfixia e obstrução intestinal em caso de ingestão. 

Como dar pêssego para o cachorro de forma segura?

Evitar os perigos que o pêssego pode causar aos cães é fácil. Para isso, basta estar atento e oferecer ao pet apenas a polpa da fruta. Ou seja, a casca e o caroço devem ser retirados para evitar problemas de alergias e intoxicação.

Além disso, é fundamental lavar bem o pêssego antes de oferecê-lo ao animal, e mesmo antes de retirar a casca. Então, corte a fruta em pedacinhos pequenos, retirando todos os vestígios de caroço, folhas e caule. 

Que tal refrescar um cão com um picolé?

Uma forma interessante e divertida de fazer o pet consumir a fruta é oferecendo a ele um picolé. 

Para isso, basta picar a fruta e colocar em forminhas de picolé com água filtrada. Além do pêssego, você pode misturar outras frutas liberadas para os cães, como banana e manga.

As forminhas podem ser colocadas no freezer por algumas horas até que estejam prontas para servir.

Salada de frutas para cachorro

Outra dica que os cães adoram é a saladinha de frutas. Basta selecionar algumas frutas que são liberadas para os cachorros e picar em pedacinhos. Assim, você pode incluir pêssego, banana, manga, framboesa, maçã, etc. 

A saladinha de frutas pode ser feita no próprio comedouro do animal e oferecida como um petisco. Contudo, lembre-se de sempre retirar as cascas e caroços das frutas. Além disso, antes de oferecer qualquer coisa, se informe com um veterinário se o animal pode ingerir essas frutas. 

Cachorro pode comer pêssego em calda?

cachorro pode comer pêssego em calda?

Além de ser ingerida “in natura”, o pêssego é uma fruta muito usada no preparo de doces, salgados e drinks. Além disso, ele é muito famoso em sua versão em calda. 

No entanto, quando a fruta é preparada em calda, não deve ser oferecida aos animais, afinal, os níveis de glicose aumentam, podendo prejudicar a dieta dos cães. 

E se eu lavar o pêssego em calda, posso oferecer para o cachorro?

A fruta enlatada passa por um processo especial durante o preparo. No caso do pêssego em calda, a fruta fica submersa a uma calda feita à base de água e açúcar, capaz de conservar a fruta por mais tempo.

Contudo, a fruta tende a absorver o açúcar, por isso, mesmo que a fruta seja lavada em água corrente, ela pode conter traços de açúcar em seu interior. Portanto, ofereça apenas pêssego natural para os cachorrinhos. 

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário