Como cuidar de um Maltês filhote nos primeiros meses

30 de outubro de 2020

Guia de Raças
Maltes filhote sentado

O Maltês filhote é cachorro muito fofo. Com pelo branco e olhar cativante, esta raça é perfeita para famílias com crianças e pessoas que gostam de se movimentar. Isso mesmo! Apesar do tamanho pequeno, é um pet é bem enérgico!

Descubra como cuidar de um filhote de Maltês e como oferecer qualidade de vida para seu amigo:

Maltês filhote: como é o comportamento desta raça?

A carinha angelical pode enganar, visto que eles são bem ativos, adoram correr e brincar. No entanto, é uma raça que vive bem em apartamento. Porém, para isso eles precisam de exercícios físicos, como caminhadas diárias, além de muita atenção e carinho dos tutores. Então se você está pensando em ter um Maltês, saiba que vai precisar dedicar um bom tempo ao seu amigo de quatro patas.

Uma ótima opção para distrair esta raça é apostar no enriquecimento ambiental, brinquedos interativos, e claro, uma boa bolinha.

O que eu preciso para ter um filhote Maltês

Um clássico enxoval de pet! Para o bem-estar do seu novo companheiro, é preciso investir em itens básicos para um filhote, como:

  • Caminha para cachorro: bem confortável e pensando no tamanho que seu pet terá quando crescer. O Maltês é porte pequeno, então não precisa ser muito grande.
  • Comedouro e bebedouro: existem muitas opções! Desde os coloridos de plástico, até os feitos com inox, que duram bastante.
  • Placa de identificação: desde cedo você precisa colocar uma coleira de identificação no animal. Ela é imprescindível para a segurança dele.
  • Tapete higiênico: com certeza você precisará de muitos para ensinar seu Maltês a fazer xixi no lugar certo.
  • Brinquedos: um dos passatempos preferidos do seu bichinho será brincar com os brinquedos. São ótimas opções para acalmar e distrair o pet.

Carteirinha de vacinação do filhote

Maltes filhote com a língua para fora

Entre os primeiros cuidados com um Maltês filhote, está o protocolo de vacinas

A vacina V10 ou V8 é a principal e se divide em três ou quatro doses a partir do segundo mês de vida do pet. Além dela, é importante se informar sobre outras, como a antirrábica. Ela também é obrigatória e pode ser administrada junto com a última dose da V10/V8.

Além dessas duas, existem outras doenças que podem ser imunizadas com vacinas. A vacina contra a giárdia e a da tosse dos canis estão entre as mais indicadas por médicos veterinários.

Procure um profissional e siga o protocolo vacinal definido por ele.

Antipulgas e vermífugo para Maltês filhote

Um cuidado que não pode passar em branco é o antipulgas e vermífugo. Estes dois remédios vão cuidar da saúde do cachorro e garantir que parasitas fiquem bem longe. Ambos devem ser recomendados por um veterinário de confiança, o profissional indicará os medicamentos corretos para o filhote.

Alimentação para filhote

Após o desmame, já é possível começar a incluir ração na dieta do cachorro, mesmo que no começo seja uma papa feita com o alimento. Na hora de escolher a melhor ração para maltês, leve em conta o porte do pet, que é pequeno, e verifique quais ingredientes estão presentes na receita.

As rações Super Premium são as que possuem mais qualidade na fórmula, componentes e zero aromatizantes.

Tosa de Maltês filhote

O pelo desta raça é longo e liso, por isso precisa ser penteado com uma desde cedo. A tosa higiênica é indicada para nivelar a pelagem e também ajuda na locomoção do animal, porém só leve seu amigo para um pet shop após a última dose das vacinas

Quem tem um Maltês filhote em casa sofre de ataques de fofura diários e ,para ter sempre esta companhia singular ao seu lado, é preciso cuidar da saúde e bem-estar do pet desde cedo. O veterinário será seu principal suporte ao longo da vida do animal, então não se esqueça de procurar um!

Quer saber mais sobre pets? Leia nossos conteúdos: