Maritaca: uma ave verde que adora gritar e voar em bando

Compartilhar:


maritaca comendo

É provável que você associe a maritaca a um bichinho bem barulhento, e realmente ela é! Entretanto, esta, que é uma das aves populares no Brasil, tem inúmeras características, entre elas, aquelas que a diferenciam de primos próximos, como papagaios e periquitos.

O que acha de conhecer mais sobre este passarinho de som estridente, mas que esbanja simpatia e que adora andar em grupo? Descubra mais sobre ela, que também tem outros nomes populares por aí, como maitacas, humaitá e periquitão-maracanã.

Maritaca falante: uma ave brasileira de som estridente

Existem vários tipos de maritaca, sendo que as conhecidas no Brasil são a maritaca roxa, a verde e a de cabeça azul. A ave, que é da família dos Psitacídeos, se destaca por conta da sua cantoria e da sua coloração predominantemente verde.

Porém, como falamos, embora faça parte da mesma família de outros passarinhos verdes, as maritacas não fazem parte do grupo de espécies ameaçadas de extinção, o que acontece, por exemplo, com os papagaios. Contudo, ainda são vítimas do comércio ilegal. Também vale lembrar que ela não é um periquito, este inclusive tem um tamanho menor que ela.

Monogâmicas do começo ao final da sua vida, elas vivem em média 30 anos e têm o tamanho aproximado de 32 centímetros. Vale considerar que a diferenciação entre maritaca macho e a fêmea só acontece por meio de análises médicas, visto que não existe uma característica perceptível que chama a atenção e é reconhecida com facilidade.

Entre as características dominantes desse bicho está o seu visual colorido, onde pode ter penas vermelhas e amarelas que combinam com a sua coloração que é totalmente esverdeada. As suas variações acontecem de acordo com sua espécie, sendo que a maritaca-roxa é a mais diferente. Isso porque tem o corpo totalmente escuro, destoando do cinza para uma tonalidade roxa e pequenos detalhes em amarelo.

Outro ponto importante é que, ao entardecer, essas aves em conjunto sobrevoam em volta do local onde pretendem pernoitar e cantam muito alto, fazendo um verdadeiro estardalhaço antes de escurecer – momento em que entram nos seus ninhos. De manhã, a cerimônia também tende a acontecer, porém, por um período mais curto.

Embora barulhentas, a presença dessas aves ao anoitecer é uma verdadeira festa. Por voar em bando, promovem uma dança acrobática no céu garantindo boas experiências para quem assiste. 

Quantos anos ela vive?

O tempo de vida da espécie é diferente quando a ave é criada em cativeiro, pois recebe maior atenção em relação à saúde e alimentação. Além disso, está longe de predadores e problemas gerados pelo desmatamento e queimadas. Por isso,  ao pensar em quantos anos vive uma maritaca, o bichinho vai de 20 a 30 anos ao seu lado.

Mas atenção, a maritaca, como falaremos logo mais, é um animal silvestre que não está na lista de aves liberadas pelo IBAMA para criação em cativeiro.

Qual a diferença entre um papagaio e uma maritaca?

maritaca em bando

Embora semelhantes com as outras espécies da sua família, as maritacas vivem bem em ambientes mais urbanizados. Quando comparada com o papagaio, além de ser menor que ele, também tem um rabo mais curto. Além disso, é um erro pensar que maritaca fala igual papagaio, pois ela não emite sons que nem o mesmo. O seu canto acontece apenas quando está junto do seu bando e não é harmonioso.

Como funciona a reprodução da maritaca?

O período de reprodução desse animal acontece no final do ano, aproximadamente de novembro a março, que também é o momento onde os alimentos podem ser encontrados com maior abundância. As maritacas procuram espaços reservados para depositar os seus ovos que, no geral, vão de 2 a 5 unidades. É comum, por exemplo, que elas contem com os forros de telhados para cuidar dos seus filhotes. Será que sua casa já foi abrigo para uma delas? Nunca se sabe!

O que maritaca come?

Essas aves adoram frutas doces e maduras, mas não dispensam nem mesmo as azedinhas, assim como sementes e castanhas. O seu bico, que é curto e côncavo, se destaca por conseguir extrair a polpa de frutas com facilidade.

Se você mora em um local que as maritacas frequentam, você pode atraí-las com suas frutas preferidas e se alegrar com a sua presença durante parte do dia. 

Aposte em alimentos como mamão, jabuticaba, goiaba, manga, figo, pitanga e amora. Porém, caso você já conte com árvores frutíferas no seu quintal, não é difícil perceber a presença delas sobrevoando ao redor em busca de um lanchinho.

Posso ter em casa?

A maritaca é um animal silvestre e sua criação doméstica não está autorizada pelo IBAMA. O tráfico de animais selvagens ainda é um grande problema no país, então não colabore com esta irregularidade. Até porque você quer estar de consciência limpa, não é mesmo? Tirar bichinhos do seu habitat natural é crime.

É importante considerar que essa é uma ave que vive em bando e precisa de liberdade. Não é indicado que ela viva como um animal de estimação dentro de uma gaiola. Por isso, no máximo, procure atraí-la para sobrevoar pelo seu quintal, sem a intenção de adotá-la, contente-se em vê-la na natureza e, quem sabe, virar sua amiga?

A verdade é que mesmo tendo um enorme carinho pela ave e proporcionando diferentes cuidados a ela, as suas necessidades sempre serão atendidas apenas pela natureza e nunca em um espaço limitado.

Gostou desse post sobre maritaca? Você pode continuar lendo sobre aves selvagens e pássaros de estimação no blog da Cobasi! Aproveite para selecionar sua próxima leitura:

| Atualizada em

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário