Ração urinary: saiba tudo sobre a dieta especial para problemas renais

1 de abril de 2021

Saúde e Cuidados
gato comendo ração urinary

A ração urinary é uma dieta especial recomendada por veterinários quando os nossos pets se encontram com problemas urinários. A alteração, popularmente conhecida como “pedra na bexiga”, é um distúrbio que precisa de atenção e principalmente acompanhamento de um veterinário.

Saiba mais sobre os cálculos urinários e alimentação específica para casos como esses com a ajuda da Talita Michelucci, médica veterinária do time da Cobasi.

Ração urinary: para que serve?

A profissional começa explicando o benefício de trocar a ração do bichinho que está diretamente ligado à prevenção. “As rações terapêuticas “urinary” têm uma formulação e são devidamente balanceadas para auxiliar tanto na dissolução como na prevenção dos cálculos”, comenta Talita. 

Sendo assim, estas receitas garantem uma alimentação com um volume mais baixo de minerais e também redução no nível de proteína. “Algumas têm como função preventiva na formação ou recidiva de cálculos de estruvita ou de oxalato de cálcio”, afirma a veterinária.

Por fim, antes de iniciar a administração de uma ração urinary, é necessária a recomendação do médico do pet, pois a formulação é específica para problemas urinários. E mais, dependendo do animal, como filhotes e fêmeas lactantes, o consumo não é seguro.

Como identificar um cachorro ou gato com problemas urinários?

cachorro comendo ração urinary

Tanto os cães como os gatos podem sofrer com a formação de cálculos urinários e precisar de uma ração urinary. Os motivos para o distúrbio se desenvolver são vários, e segundo a veterinária Talita, vão de alteração no pH urinário, consumo reduzido de água e grande quantidade de sais na urina.

Por isso, estimule ao máximo o consumo de água do seu bichinho trocando diariamente o líquido e limpando o bebedouro. No caso dos felinos, as fontes para gatos auxiliam na hidratação, pois a água está sempre fresquinha.

A médica da Cobasi ainda explica que machos têm uma predisposição maior que as fêmeas em relação aos problemas urinários. Porém, as alterações também podem aparecer por causas genéticas ou origem alimentar.

Desta forma, se perceber qualquer mudança no comportamento do seu pet ou um dos sintomas abaixo, procure um veterinário. Entre os principais sinais de um problema na urina estão:

  • Dor para urinar;
  • Presença de sangue na urina;
  • Dificuldade para urinar;
  • Redução ou aumento na ingestão de água diária;
  • Urina com odor fétido;
  • Incontinência urinária.

Até quando o pet tem que consumir ração urinary?

O acompanhamento do quadro do animal deve ser feito por um veterinário e na maioria das vezes a ração urinary é apenas um complemento. Sendo que o problema pode ser diagnosticado por radiografia, ultrassonografia, cistoscopia, hemograma, função renal ou bioquímico.

Em conjunto, o pet pode precisar de antibióticos, mas casos graves levam até a operação cirúrgica se for necessário retirar as pedrinhas e para alívio dos sintomas.

Por último, não se esqueça que somente o veterinário responsável pelo caso do seu amigo consegue indicar o tempo de uso da ração terapêutica. É importante lembrar que problemas urinários são um grande desconforto para o bichinho e precisam de tratamento imediato, até para não gerar complicações.

E então, quer aprender mais sobre saúde pet? Veja algumas dicas no blog da Cobasi: