Reação de vacina em cachorro é normal? Saiba como lidar

Compartilhar:


reação de vacina em cachorro

A vacinação é fundamental para manter os pets protegidos de doenças, e, caso aconteça uma reação de vacina em cachorro, é importante saber como agir. A boa notícia é que nem todos os animais apresentam sintomas após a aplicação, pois depende de como o organismo vai reagir.

Saiba mais se toda vacina de cachorro provoca reação, assim como a lista de sintomas leves, graves e o momento ideal de procurar ajuda veterinária.

Por que acontece reação de vacina em cachorro?

As vacinas são elaboradas a partir de um vírus ou bactéria inativo, causador de determinada doença. Quando elas são introduzidas no nosso organismo, ou, no caso, no dos pets, elas agem como um estimulante para ajudar o organismo a criar anticorpos capazes de se defender. 

Sendo assim, fica mais difícil contrair a doença em questão. Mas se, mesmo tomando a vacina, o animal contrair o vírus ou a bactéria causadores da doença, o organismo já estará fortalecido e apto para combatê-lo rapidamente.

É comum também que as doenças venham com sintomas mais leves ou assintomáticos. Por serem criadas a partir dos micro-organismos causadores da infecção, algumas vezes o pet pode apresentar sintomas como reação à vacina. 

Os sintomas podem aparecer de inúmeras maneiras. Seja por alguma resposta ao sistema imune, por reação a alguma substância, por reação de um organismo com a imunidade baixa, ou simplesmente porque o corpo do pet leva um tempinho para entender o que está acontecendo por ali. 

De certo modo, é mais comum a primeira vacina de cachorro causar reações, pois eles ainda são filhotes e seu sistema imunológico ainda é fraco. Contudo, animais idosos ou que não são vacinados há algum tempo também podem acabar esboçando sintomas da vacinação. 

Qual a reação de vacina em cachorro e gato?

A reação da vacina em cachorro, assim como nos felinos, tende a ser leve – isso quando acontece. E caso apareçam efeitos colaterais, significam que o corpo do animal está com uma dificuldade um pouco maior de lidar com as substâncias. No geral, os sinais mais comuns são:

  • dor no corpo;
  • dor e incômodo no local da aplicação;
  • inchaço no local da aplicação;
  • aumento da temperatura;
  • sede;
  • sonolência.

Primeiras vacinas e seus efeitos colaterais

Após as primeiras semanas de vida, um filhote de cachorro precisa tomar as vacinas obrigatórias, isto é, a V8 ou V10 e a prevenção contra raiva. Em conjunto, mas que são opcionais de acordo com recomendação veterinária, vêm as vacinas contra gripe, giárdia e leishmaniose.

Existem reações da vacina V10 para cães?

A vacina polivalente, também conhecida como vacina múltipla, é aquela que previne doenças graves como a parvovirose, cinomose, leptospirose e hepatite. Os efeitos colaterais da vacina V10 são leves, isso quando acontecem, e vão de febre a desânimo e inchaço na região de aplicação.

Efeitos colaterais da vacina contra raiva em cachorros

Após a imunização, pode ser que apareça reação da vacina contra raiva em cães depois de até seis horas, então preste atenção aos sintomas que são considerados leves:

  • sono;
  • inchaço na região da aplicação;
  • febre;
  • dores no corpo;
  • apatia.

Já em relação à reação da vacina antirrábica em cães que precisam de acompanhamento médico está a presença de vômito, convulsões e tremores. Neste caso, procure um veterinário o mais rápido possível para entender como tratar a aplicação da vacina contra raiva e os efeitos colaterais no cachorro.

Vacina contra gripe tem reação?

A vacina contra gripe canina intranasal tem reação leve em comparação com outras vacinas, talvez espirros e secreção nasal. Mas os efeitos colaterais da prevenção contra a gripe canina são menores por conta das substâncias leves.

Reação à vacina de leishmaniose

Dor, apatia, falta de apetite e febre podem aparecer nas horas seguintes à vacinação, mas devem desaparecer em um dia. Se os sintomas persistirem, é importante procurar um médico-veterinário para acompanhar o quadro. 

Quando se preocupar com as reações das vacinas? 

reação de vacina em cachorro tomando medicamento

Essas reações da vacina em pets costumam ser leves e duram poucas horas. Exceto o inchaço e incômodo no local da aplicação, pois podem perdurar até o dia seguinte. Caso o pet apresente outras alterações, ou alguns dos sintomas abaixo, é importante ficar atento:

  • coceira;
  • edema;
  • vômitos;
  • diarreia;
  • salivação excessiva;
  • agitação;
  • falta de ar;
  • tremores.

Esses sintomas podem indicar que algo não está bem com o pet, até mesmo a possibilidade de estar ocorrendo até uma reação alérgica grave à vacina.

Nesse caso, o melhor a se fazer é contatar o veterinário que realizou a aplicação das vacinas para uma avaliação clínica e indicação de tratamento, se necessário.

Meu cachorro tomou vacina e teve reação leve, e agora?

Como já dissemos, as reações adversas da vacina V10 ou outras prevenções tendem a ser leves. 

Contudo, uma forma de evitar que o cachorro tenha algum problema em relação à vacina é fazendo um hemograma completo nele antes das aplicações. Desta forma, é mais fácil avaliar a condição de saúde em que o animal se encontra, se ele está com a imunidade alta, assim como preparado para combater o agente infeccioso. 

Por fim, caso o animal esboce alguma reação após a vacinação, é importante tomar alguns cuidados:

  • Evite tocar o local.
  • Evite pegar o pet no colo toda hora.
  • Converse com o veterinário sobre analgésicos e antitérmicos para cachorro caso ele tenha dor e febre.
  • Deixe-o descansar e dormir.
  • Ofereça água fresca e comida leve.
  • Fique sempre atento aos sintomas e, em caso de dúvidas, contate um veterinário.

Sobre reação após vacina dos gatos

A vacina múltipla para gatos possui três opções – V3, V4 e V5 –, mas nem todos podem tomar a última, apenas aqueles com teste negativo para Felv (leucemia felina). No geral, os sintomas leves incluem dor na região da vacina, febre e perda de apetite no máximo até o dia seguinte.

Os efeitos colaterais da vacina contra raiva em gatos não costumam ser alarmantes, mas podem ser maiores em relação a outras vacinas, já que as reações vão da clássica febre, dor no corpo, apatia, queda no local da aplicação, sonolência e até coceira. 

É importante ficar de olho em qualquer alteração no comportamento do pet, aliás, se notar que houve um aumento dos sintomas, a recomendação é procurar um médico-veterinário.

Por fim, vale ressaltar que, mesmo tendo reações às vacinas, os animais estarão protegidos. Caso o pet apresente sintomas após a aplicação, é importante realizar o reforço dos imunizantes anualmente da mesma forma. As doses de reforço são muito importantes para prevenir doenças nos animais, assim como doenças que podem contaminar os humanos. 

Curtiu este post? Então leia mais sobre saúde e cuidados no Blog da Cobasi, olha só nossas sugestões para você:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

4 Comentários

  1. Silvia Rezende disse:

    O meu cachorro tomou a vacina v10 e agora está com tremedeira oque eu faço

    • Cobasi disse:

      Silvia, como vai? Alguns animais podem ter reação à vacina. Caso seu veterinário não tenha indicado nenhum medicamento, recomendamos que faça o retorno com o profissional que fez a aplicação para indicar o melhor tratamento.

  2. Adriana Vieira disse:

    Posso vacinar minha cadela que teve filhote a 15 dias e que ainda está amamentando ?

    • Cobasi disse:

      Adriana, como vai? É recomendável aguardar o fim da amamentação para vacinação ou administração de alguns medicamentos. O médico-veterinário que faz o acompanhamento dos filhotes poderá indicar qual o período adequado e seguro.

Deixe o seu comentário