Tipos de Calopsita: conheça mais sobre essa ave

Compartilhar:


tipos de calopsita

Ela pertence à família Cacatuidae, é dona de um carisma singular e de um comportamento muito peculiar. Antes de tudo, vale dizer que a calopsita também é cheia de charme, tem uma crista impecável e manchinhas na bochecha que lembram um blush. Existem vários tipos de calopsita, mas a principal diferença entre elas é a coloração.

Afinal de contas, todas são inteligentes, ativas, curiosas e companheiras. Elas podem medir entre 30 e 35 cm e pesar entre 70 e 120 gramas.  

As calopsitas vieram da Austrália e já chegaram ao Brasil como animais de estimação. Por isso, não sobreviveriam se fossem soltas na fauna brasileira.

Confira neste artigo tudo que precisa saber sobre essa ave incrível!

Conheça os principais tipos de calopsita

Calopsita comum

Essa é a mais tradicional entre as calopsitas e, com certeza, você a conhece. Elas têm o rosto amarelo e as bochechas laranjas bem marcadas.

Como dissemos anteriormente, a coloração é o que mais diferencia essas aves, no caso da calopsita comum o corpo pode variar entre branco, cinza, canela (cinza amarronzado) e pérola (cinza com pintas brancas).

 Calopsita de cara branca

Diferente da calopsita comum, ela não apresenta os tons de amarelo e de laranja, nem a famosa bochecha com blush. Além disso, o corpo é quase todo cinza e a carinha é branca.

 Calopsita albina

Você já viu esse tipo de calopsita? Esse é o mais raro, não tem melanina e é ainda mais diferente que a de cara branca. Tem o corpo todo claro, os olhos vermelhos e os pés rosados. 

Curiosidades sobre a ave

Primeiramente, saiba que é possível conhecer o humor da calopsita através do movimento da sua crista. Normalmente, quando as penas da cabeça estão altas, pode significar que ela está assustada ou eufórica. Já quando as penas estão pra baixo, pode ser sinal de tranquilidade. 

Além disso, as calopsitas são monogâmicas e costumam ficar uma vida inteira com o mesmo companheiro. Porém, por serem muito exigentes, as fêmeas podem levar muito tempo até encontrarem o par ideal.

Até o primeiro ano de vida, as calopsitas precisam ser treinadas para se manter dóceis. Por isso, quanto mais contato e conversa, melhor.

Se estiverem num ambiente saudável, essas aves podem viver entre 10 e 20 anos. Em seu habitat natural, a expectativa de vida pode ser ainda maior, chegando a 30 anos.  

Sobretudo, vale dizer que uma missão bem difícil é saber se o animal é macho ou fêmea. Você consegue até perceber algumas diferenças no comportamento, porém, o mais indicado é procurar um médico veterinário que possa indicar um exame de sexagem.

O que pode prejudicar a saúde da calopsita?

Entre os grandes inimigos das calopsitas estão alimentação inadequada, falta de higiene e de descanso. Por isso, garanta uma alimentação específica e balanceada, não se esqueça de comprar alimentos adequados.

Sendo assim, quem pretende ter um desses bichinhos em sua companhia por muitos anos, com o comportamento sempre ativo, curioso e divertido, é fundamental cuidar de sua saúde e bem-estar.

Também é importante lembrar que você deve procurar um médico veterinário especialista em aves, que com certeza vai ajudar sua ave a viver mais e melhor.

Por fim, lembre-se de comprar brinquedos e acessórios para o seu amigo!

Gostou? Separamos mais conteúdos especiais para você. Fique à vontade:

Por Cobasi

Compartilhar:

Você pode gostar de ver também…

Deixe o seu comentário